Cantinho da Daya: Dumplin




Oi, pessoal! 


Dumplin é uma ótima pedida de um filme, disponível na Netflix, para uma tarde ou uma noite preguiçosa. Nele vamos conhecer Willowdean Dickson, filha de uma ex miss que, mesmo depois de tantos anos, ainda dá bastante valor e sobrevive dessa fama (junto do trabalho de cuidadora de idosos).

Willowdean é uma jovem acima do seu peso, existe uma certa cobrança da população para que a filha seja igual à mãe: magra, linda e vaidosa... mas de início a gente é levado a acreditar que ela não está nem aí para isso. Que é segura de si o suficiente para não se abalar pelas cobranças externas, ainda mais porque sempre teve apoio da tia Lucy, também uma mulher acima do peso, quem a criou de verdade enquanto a mãe participava dos desfiles e com quem passou os seus melhores momentos. 



A história começa após a tia já ter falecido, há seis meses, e a conhecemos apenas através das lembranças de Willowdean.

Mexendo nas coisas da tia para doação, a protagonista acaba descobrindo que a tia planejou e desistiu de participar do mesmo concurso de miss que a mãe havia anos antes participado e vencido tantas vezes, e decide prestar essa última homenagem à tia.

Com essa atitude, outras três garotas fora do padrão de beleza também se inscrevem para o concurso, como se fosse uma forma de protesto, e juntas vão descobrir momentos únicos e valiosos.

Com o desenrolar do filme, percebemos que toda aquela confiança de Willowdean era falsa, que ela não se aceita e nem se sente bonita. Ao descobrir estar apaixonada por Bo, por exemplo, o rapaz bonitão que trabalha com ela, recusa-se a acreditar que “alguém como ele” poderia ser capar de ficar atraído de verdade por ela devido ao seu sobrepeso.

Mesmo parecendo ser um filme leve, percebemos algumas questões interessantes que são abordadas como a autoestima, preconceito do mundo e autopreconceito, o corpo fora do padrão que a sociedade impõem, o julgamento que pessoas mais magras também sofrem daquelas que estão acima do peso, insegurança feminina no geral, amizade e superação. A história nos mostra a importância de enfrentamos as situações que a vida nos apresenta, de acreditar em nós mesmos e saber que podemos conseguir aquilo que queremos.

Vale lembrar, ainda, que o filme é uma adaptação do livro com o mesmo, da autora Julie Murphy.


Sinopse: Willowdean Dickson (Danielle Macdonald), é uma jovem acima do peso e bastante confiante com o próprio corpo, apesar de não ter o respeito de sua mãe, uma ex-miss (Jennifer Aniston). Quando se apaixona pelo atleta Bo (Luke Benward) e começa a ter inseguranças. Will decide entrar num concurso de beleza como forma de protesto.

Nascida em 1982, baiana. Bacharel em Administração, trabalha na área financeira de projetos. É apaixonada por romance e suspense.

Nenhum comentário