Devaneios da Bel encontra A Estante da Márcia: Título: A garota do Orfanato Sombrio



Então é assim, a vida evolui, segue sempre em frente e se renova a cada segundoFoi pensando nisso que chamei uma amiga querida para ser resenhista aqui no Conchego, uma leitora tão voraz quanto eu, que devora livros em uma velocidade inacreditável e que tem um olhar crítico sobre as obras. Para apresentar a pessoa que vai dividir o espaço comigo - duas sextas-feiras por mês - apresento A Estante da Márcia, hoje com A Garota do Orfanato Sombrio.


A garota do Orfanato Sombrio


Título original: Bad Girl Gone
Autor(a): Temple Mathews
Tradução: Denise de Carvalho Rocha
Editora: Jangada
Páginas: -
Ano:2018



Duas noites sem dormir em um hospital e na hora de escolher um livro para ajudar a passar o tempo eis que surge no Kobo A Garota do Orfanato Sombrio.
Sabe aquele livro que remete a boas e más lembranças literárias? É este. A capa parece reciclada de outros suspenses como Gritos no Silêncio (que pretendo ler em breve), o titulo A Garota... é genérico e não me agrada e o enredo deu saudade do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares.
Mas o conjunto resultou em um livro gostoso de ler, com Echo Stone acordando em um local desconhecido, com garotas e garotos estranhos que levam o tempo a tirar sarro da sua existência. Orfanato é para crianças sem pais, certo? E Echo sabe que os dela não podem estar muito longe. Na busca por respostas descobre que um crime violento aconteceu na sua casa e todos os conhecidos são suspeitos.
É hora de resolver o enigma junto com Echo, que não era tão boazinha assim e descobrir que o amor, sim, o amor, sempre há de surpreender. Não é um livro com trama estonteante, reviravoltas, mas tem muito humor, situações de adolescentes com hormônios demais e crises existenciais de não-vivos.
Como entretenimento consegue alcançar seu objetivo de divertir e informar (sim, há um lado tenso também de assuntos muito discutidos nesses últimos tempos).

Sinopse da editora: Echo Stone acorda suando frio num quarto escuro e desconhecido, sem saber exatamente como foi parar ali. Tentando entender a situação, ela descobre que aquele lugar sombrio é a “Casa do Meio”, um orfanato que abriga crianças e adolescentes. Só tem um problema: Echo não é órfã, seus pais estão vivos! Mas ninguém parece se importar com suas explicações e o único disposto a ajudá-la a fugir dali é Cole. Mas quando a garota consegue voltar pra casa o problema fica ainda pior: uma fita amarela da polícia indica que um crime horrível e violento aconteceu - seu próprio assassinato! Echo está morta e não sabe como isso aconteceu. Desesperada para ter sua vida de volta, ela inicia uma busca para resolver esse enigma e, à medida que cresce a lista de suspeitos, ela descobre que não é a garota boazinha que julgava ser...



Nascida em 1972, em Volta Redonda - RJ, jornalista, escritora, curiosa, observadora e que ama conversar com as pessoas e ouvir suas histórias. Escrever é mais quem um hobby para ela, é um vício. Um bastante saudável até. E para mantê-lo é preciso ler, ler muito e depois ler mais um pouco. Além de assistir muitos filmes e de conversar com muitas pessoas - na fila do banco, do mercado, na pr

2 comentários

  1. Márcia, querida!
    Seja bem-vinda ao seu espaço no Conchego... Espero que se divirta e nos divirta hahahah

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bel e Márcia.
    Adorei a resenha e estou bem tentada a ler esse livro. Parece ser do tipo despretensioso, para passar umas boas horas de leitura!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir