Ana Lúcia leu: Os Meninos que Amei - Mônica Craveiro



Título: Os Meninos que amei
Título original: Os Meninos que amei
Páginas: 
Autor(a): Mônica Craveiro
Editora: Independente
Ano: 2018
Gênero: Romance, Romance Nacional, Young-Adult

Sinopse Wattpad: O primeiro menino que amei, foi meu pai e ele era meu herói...O segundo foi meu irmãozinho, ele era alegre, mas deixei de ver seu sorriso...O terceiro foi Tyler Scott, eu o amei com todas as minhas forças, mas...O quarto foi o Noah, a luz da minha vida, o maior amor que se pode ter...Selena era uma garota tímida que gostava de passar despercebida aos olhos dos demais alunos da escola, porém essa timidez acabou despertando o interesse de Tyler Scott o Quarterback do time de futebol. Tyler e Selena viveram um romance secreto e intenso durante aquele verão em Rocky, mas tudo acabou de forma muito dolorosa para ambos. Tyler muito magoado, alistou-se no exército e alguns meses depois foi em uma missão para o Afeganistão. E Selena, acabou mudando de cidade para ajudar a sua família que passava por um momento muito difícil.De uma hora para outra a vida de Sel, virou de cabeça para baixo, ela se viu sozinha e diante da maior decisão de sua vida.Você abriria mão do seu maior amor, por amor?Um livro comovente que nós mostrará as várias formas de amar.


Uma história que tinha tudo para ser um clichê... 

Um romance entre adolescentes que, aqui para nós, no Brasil, seria o final do ensino médio. 

Aparentemente é tudo previsível, #sqn.
 
Logo no início da obra, a autora, Mônica Craveiro, faz uma observação sobre a semelhança do título com o de um livro estrangeiro; como sou crítica, fui lá ler para ver se tinha alguma "carta" na história. Para minha alegria, não tinha cartas.
Selena é uma moça caseira e estudiosa, sem muita vaidade, até que por conta de uma consulta médica a mãe dela resolve surpreendê-la com alguns mimos: troca os óculos por lentes de contato e ganha um corte de cabelo para combinar com o visual novo. 

Em um trabalho de verão, ela começa a se envolver com o Tyler, o quarterback do time da escola. Ele é um rapaz reservado no assunto relacionamento, pois guarda uma revolta do pai que abandonou a família por causa de uma secretária, por isso Tyler se tornou um rapaz sem muitos risos e que não gosta de compromissos para não correr o risco de repetir o erro que o pai cometeu.

Eu quero mesmo é falar do Noah. Rsrsrs 

Já apresentei a Selena e o Tyler, agora quero apresentar Noah, um bebê que vem ao mundo após um parto bastante complicado, que tem problemas respiratórios e por isso é internado na UTI, precisando de tratamentos após sair do hospital. Selena, após algumas perdas na vida, acaba por se ver ajudando a família Bennett com o pequeno Noah. A princípio, o único problema do bebê era respiratório, mas com o tempo ele não apresentou o desenvolvimento comum às crianças e foi detectado autismo. [Acho que é o máximo que posso falar sem dar spoiler.] 

Nesse livro, a autora explanou com muita delicadeza o autismo, o amor incondicional e o respeito. 

Quando eu leio uma obra onde o amor é tratado de maneira tão delicada, entro em um estado de ressaca literária, pois fico buscando alternativas para que os meus personagens favoritos não sofram tanto. 


Se você quer entender um pouco mais sobre amor, amor verdadeiro, aquele em que não precisa estar junto para fazer o outro feliz, então super recomendo esse livro. Venha conhecer essa história linda. Minha nota? Cinco, é claro!


Nenhum comentário