Filmes e Séries: Nasce uma Estrela



Data de lançamento 11 de outubro de 2018 (2h 16min)
Direção: Bradley Cooper
Elenco: Lady Gaga, Bradley Cooper, Sam Elliott 
Gêneros: Drama, Romance
Nacionalidade: EUA
Título original:  A Star Is Born
Distribuidor: Warner Bros. 
Não recomendado para menores de 16 anos

Sinopse: Jackson Maine (Bradley Cooper) é um cantor no auge da fama. Um dia, após deixar uma apresentação, ele para em um bar para beber algo. É quando conhece Ally (Lady Gaga), uma insegura cantora que ganha a vida trabalhando em um restaurante. Jackson se encanta pela mulher e seu talento, decidindo acolhê-la debaixo de suas asas. Ao mesmo tempo em que Ally ascende ao estrelato, Jackson vive uma crise pessoal e profissional devido aos problemas com o álcool.

Quem já leu alguma das minhas resenhas de filmes/seriados sabe que sou apaixonada por elencos, então se você está esperando uma análise detalhada da atuação de Bradley Cooper, calma que chego lá.
Essa é a quarta adaptação para o cinema dessa história – que eu considero uma livre adaptação de Pigmalião, de Bernard Shaw ou na melhor das hipóteses, de My Fair Lady. Veja é uma visão pessoal, vocês não precisam concordar.
Essa versão é mais próxima da terceira, protagonizada por dois atores/cantores, Barbra Streisand e Kris Kristofferson, do que com as duas anteriores, em que o casal principal era formado por atores.

Este é o primeiro longa-metragem dirigido por Bradley Cooper.

Não diria que Lady Gaga surpreende, pelo menos não quem assiste seus clipes, ela atua em praticamente todos, flerta com a câmera. Ela entende o jogo do universo cinematográfico, muito presente em seus shows, apresentações e clipes musicais – incluindo a participação de atores conhecidos.
A surpresa aqui – pelo menos para quem não assistiu American Sniper ou Cães de Guerra – é Bradley Cooper, que teve uma evolução como ator impressionante. De atuações corretas, mas comedidas até chegar em Chris Kyle, dirigido por Clint Eastwood, que pegou uma bela matéria-prima e moldou em um excelente ator. A diferença de atuação em antes e depois de Clint é notável, tanto que repetiram a parceria, mas isso é assunto para outra resenha.

Quarta versão do filme homônimo de 1937, Nasce uma Estrela.

Essa também é a primeira experiência do produtor e ator na direção, e ele fez bonito, conduzindo a trama, já bem conhecida, com bastante solidez, claro, levando-se em conta que é a sua estreia na direção. A equipe técnica deu um show, o que é responsável por parte do sucesso do filme. Matthew Libatique, diretor de fotografia que foi indicado ao Oscar pelo trabalho em Cisne Negro, fez um trabalho usando tonalidades quentes que dão mais personalidade à trama.
O elenco de apoio é composto por nomes muito conhecidos, como Sam Elliot, e outros que estão começando a deixar sua marca como futuros candidatos ao super estrelato, como Dave Chappelle e Anthony Ramos.
Para evitar spoilers, até porque a sinopse conta toda a história do filme, não darei detalhes sobre o desenrolar da trama. Eu achei o final previsível, não me encantou, mas isso é um problema meu. A atualização da história foi muito bem trabalhada e não ficarei nem um pouco espantada se for indicado a Melhor Filme, Atriz e Canção. Direção e ator ainda é um tanto cedo para Bradley, mesmo que ele tenha estado bem no papel de um alcoólatra e drogado.
Nota? Quatro.



Lady Gaga convenceu Bradley Cooper a não dublar as canções do filme durante as gravações. Ela disse que odeia quando os atores de musicais não sincronizam a dublagem corretamente. Isso fez com que Cooper tivesse mais aulas de canto para aumentar sua extensão vocal.

*Imagens de cartaz dos sites: AdoroCinema 

Nascida em 1972, em Volta Redonda - RJ, jornalista, escritora, curiosa, observadora e que ama conversar com as pessoas e ouvir suas histórias. Escrever é mais quem um hobby para ela, é um vício. Um bastante saudável até. E para mantê-lo é preciso ler, ler muito e depois ler mais um pouco. Além de assistir muitos filmes e de conversar com muitas pessoas - na fila do banco, do mercado, na pr

Um comentário

  1. Parece ser muito interessante :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir