Primeiras Impressões: O dobro ou Nada



O Conchego das Letras recebeu, através da editora Bezz, uma degustação do livro O Dobro ou Nada, da autora K. Patterson. Foi a primeira vez que li algo da autora.

A história, do gênero hot, apresenta um triângulo amoroso composto pelo milionário Dylan, um homem de negócios de tirar o fôlego; Enzo Sartori,outro homem lindo e maravilhoso que nada no dinheiro mas que traz seu quê de perigo, já que ale´m de dono de clube está também envolvido com a máfia; e Mary, uma belíssima ruiva, que deixou para trás o bairro pobre onde nasceu e correu para conquistar a estabilidade financeira e a qualidade de vida com que tanto sonhava.

Mary é uma mulher que se adapta com bastante desenvoltura às diversas situações que se interpõem em seu caminho, podendo ir da doçura e o romantismo ao cinismo e petulância caso preciso. Ela sabia que esse processo envolveria riscos, mas estava disposta a arcar com as consequências de suas decisões.

Tudo estava "muito bem" em seu processo, até que uma atitude muda tudo e ela acaba vendo seu coração e mente confusos em meio a um triângulo amoroso que definitivamente não estava nos planos iniciais.

O Dobro ou Nada é narrado na visão de cada um dos três protagonistas, proporcionado ao leitor uma visão bastante ampla da história em si. A linguagem utilizada pela autora não planeja ganhar nenhum prêmio de "politicamente correto", mas é bastante coerente com o estilo de cada personagem. Foi possível perceber, mesmo nessa poucas páginas, uma preocupação da autora em tentar fazer diferenciação clara entre os personagens principais e proporcionar ao leitor uma sensação de conhecer e compreender os personagens desde o início, o que achei bem legal,


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário