Cantinho da Daya: Going For Gold


Oi, pessoal!

Going For Gold conta a história de Emma, uma jovem que mora somente com o pai, oficial da Força Aérea, e devido a profissão do pai, vive mudando de residência. 

Sara não gosta muito dessas mudanças, porque é complicado ter amigos e namorado, mas nunca reclamou com o pai e sempre aceita as mudanças com um sorriso no rosto. Para não se machucar nas despedidas, ela não faz questão de ter amigos para não se apegar a ninguém.

Quando chega na Austrália, a mais nova moradia da família, uma filha de uma oficial logo gruda em Sara e a convida para fazer parte da equipe de ginástica. As meninas são desclassificadas de uma disputa, porque uma ex participante faz algo para prejudicar as meninas.


Chateadas com a situação, Sara convida as meninas para montarem um grupo de líderes de torcida, para enfrentar as rivais, que no passado saíram da ginástica e montaram uma equipe de líderes de torcida.




Logo chegará o campeonato de líderes de torcida, mas para isso as meninas precisam aprender tudo o que Sara sabe e ainda conseguir novos participantes. Será que elas conseguem? 

Não crie muitas expectativas, pois é um filme sem muitas novidades e reviravoltas. Gostei bastante do carinho que o pai tem por Sara e é visível o medo de Sara de se relacionar, mas com o decorrer do filme notamos algumas mudanças na protagonista.


Sinopse: Emma (Kelli Berglund), americana de dezessete anos, se muda para a Austrália com o pai, ex-oficial da Força Aérea. Lá ela monta uma equipe de cheerleaders com suas novas amigas, mas o time rival fará de tudo para conseguir a vitória do campeonato.

Nascida em 1982, baiana. Bacharel em Administração, trabalha na área financeira de projetos. É apaixonada por romance e suspense.

Nenhum comentário