Cantinho da Daya: Perdidos no Espaço




Sábado (dia 05/05/18), a tarde, estava em casa com o meu filho e decidimos assistir a série Perdidos no Espaço. Eu achava que não prenderia a atenção do meu filho, pois ele só tem seis anos e prefere mais desenhos animados. Entretanto, fui surpreendida. Conseguimos  assistir dois episódios seguidos e sempre curiosos para saber como seria o próximo. Só não continuamos assistindo no mesmo dia, pois tínhamos outro compromisso.

No dia seguinte, fui surpreendida mais uma vez! Meu filho acordou cedo e assistiu sozinho dois episódios. E eu como fiquei nessa? rsrs Acabei assistindo a noite quando ele dormiu. Como são 10 episódios, com aproximadamente 50 minutos cada, nessa primeira temporada, assistimos um pouquinho a cada noite e ontem finalizamos. 


Pesquisando na internet para escrever a resenha, vi que a série estreou no dia 13 de abril, na Netflix e já estão pensando na segunda temporada.



Em Perdidos no Espaço, vamos conhecer a família Robinson, que é composta pelo pai, o militar John, a mãe, a engenheira Maureen e os três filhos, Judy, Penny e Will. A série também tem os seus personagens secundários e marcantes, como o mecânico Don e a vilã, Dra. Smith. Juntos vão passar por grandes aventuras, porque todos querem um único objetivo: sair daquele planeta e voltar para a Terra. Será que vão conseguir? 

Eles estavam indo para um novo planeta quando aconteceu um acidente e foram obrigados a desviar da rota, encontrando-se perdidos no espaço. Nesse planeta desconhecido, vão passar por grandes aventuras e vão precisar saber lidar com todas as suas diferenças para poderem sobreviver.

Eles vão encontrar grandes obstáculos para conseguir lidar com o desconhecido e com as pessoas que estão ali com eles. Impossível não ter um carinho especial com cada membro da família e torcer para que eles consigam retornar para o seu local de origem. 

Como já citado em outras críticas, a nova versão da série não pretende revolucionar a ficção científica na TV. Fica claro que o seu grande objetivo é mostrar uma aventura segura, sem grandes complicações.

O final do último episódio foi fantástico, deixando o expectador ansioso para a estreia da segunda temporada e lembrando que é uma série para toda a família. 


Nascida em 1982, baiana. Bacharel em Administração, trabalha na área financeira de projetos. É apaixonada por romance e suspense.

Nenhum comentário