Leituras da Mari: Without Merit - Colleen Hoover




Título Original: Without Merit* 
Autora: Colleen Hoover
Idioma: Inglês
Editora: Atria Books
Ano: 2017
Páginas: 384

Without Merit é o mais novo lançamento, livro único, da autora bestseller Colleen Hoover. Cada uma de suas obras procura trazer um tema sensível misturado ao romance New Adult, o que costuma tornar a leitura, além de agradável, instrutiva. Nesta obra o assunto base é a mentira, com o acréscimo de um rápido debate a respeito de depressão.

Como sempre, a autora fez, no livro em inglês, vários joguinhos de palavras impossíveis de serem reproduzidos em português, a começar com o nome dos personagens. Merit (em inglês, mérito) é a protagonista, uma garota solitária, entediada com a vida e que guarda mais segredos e mentiras da família do que vem sendo capaz de suportar. Ela é a irmã gêmea de Hope (em inglês, esperança), uma jovem que é seu completo oposto, super ligada em moda e aparência, sempre rodeada de amigos. Se somarmos aos irmãos Utah (nome de um estado americano), Moby (em homenagem a Moby Dick - está escrito isso no livro), e ao tio Luck (em inglês, sorte), considero que dessa vez CoHo acabou pesando um pouco a mão na brincadeira de anagrama. 

Cada vez que algo de ruim acontece na vida de Merit, ela compra um troféu para se parabenizar por ser "sobrevivido" àquele momento. Em uma das idas às compras, ela conhece Sagan. O rapaz não para de olhar para ela, depois a segue até a pracinha central e puxa assunto. Esse tipo de coisa não costuma acontecer na vida dela, nem o beijo cinematográfico e arrebatador que eles dão na fonte central da praça. Tudo parece um filme, carregado de instalove, ela mal pode acreditar... Isso até o telefone dele tocar, ele parecer o ser mais confuso do mundo e ela entender tudo: Sagan achou que Merit fosse Hope.

Para piorar a situação para a protagonista, o rapaz vai morar na casa dela (é isso mesmo!). Agora estão todos juntos na casa/igreja (vocês vão entender caso resolvam ler): a madrasta que a família odeia; o pai omisso; os irmãos com quem ela não socializa; o rapaz que ela acredita amar, mas não pode ter; conflitos, segredos e mentiras. Parece a receita perfeita para um livro da CoHo, certo? 

O livro tem algumas passagens engraçadas. Moby, o irmão de 04 anos, é a coisa mais fofa! Também toca em um ponto crucial (o quão mal mentiras podem fazer para a sobrevivência e saúde dos relacionamentos), além de inserir um pequeno questionário autoavaliativo se você poderia ou não estar depressiva. Acho super válido como um alerta. Respondeu sim a tudo ou para a maioria? Converse com seus familiares, procure orientação médica... Prevenir é sempre melhor do que ter que remediar. 

Apesar de ser super fã da CoHo e afirmar que leria até a lista de compras dela caso ela publicasse, preciso ser sincera e dizer que esse livro, para mim, arrastou-se eternamente. A história vai girar em torno dos conflitos emocionais pessoais de Merit em relação aos sentimentos que vai desenvolver por Sagan. Nesse meio tempo, será entremeada por vários conflitos familiares que, para mim, pareceram bastante pequenos, mas são retratados como o prenúncio da vinda do apocalipse. Quando todos os segredos foram finalmente revelados então... Tempestade em copo d'água, quase todos (o do pai realmente foi uma pisada na bola).

Pensei que poderia chegar nessa resenha: "Após o segundo capítulo interminável, o livro flui maravilhosamente. Aguentem firme todas essas descrições excessivas, valerá a pena". Não foi o que aconteceu. Depois do "segundo capítulo interminável" veio o terceiro, o quarto, o quinto... Todos. Os capítulos são lotados de descrições minuciosas sobre nada, o texto também se repete bastante. Em uma das páginas a personagem repetiu tanto o nome de Jesus e a menção à grande estátua que fica na sala que, quando chamou SaGan eu li SaTan (gente, foi automático na minha mente! Jesus x Satan. A guerra bíblica. Eu acabei tendo que reler a sentença, pois não entendia porque ela estava descrevendo o corpo do "carinha lá de baixo" como fonte de desejo).

Acho que vale ressaltar aqui que o livro é todo relatado pelo ponto de vista de Merit, uma jovem em plena crise depressiva. Talvez a autora tenha querido transmitir essa sensação da personagem, de que o mundo era tedioso, os problemas insuportáveis... Talvez eu apenas não tenha sido sensível o suficiente para compreender a magnitude da obra, já que está sendo ovacionada no Skoob e Goodreads, com notas 4 e 5 estrelas aos montes.

Minha sugestão? Se você nunca leu nada da autora, não inicie por esse livro; existem vários outros, como Confesse ou Novembro 9, que exprimem bem melhor o motivo por qual tantas pessoas amam a escrita dessa autora. Se você é fã, como eu, leia e tire suas própria conclusões; afinal, cada pessoa é única e possui uma forma diferente de ver e interpretar a leitura.

* SOBRE O TÍTULO WITHOUT MERIT: Tradução "Sem mérito", ou Sem Merit, já que Merit é o nome da personagem principal. O título é um trocadilho entre a ideia de que ela tem uma coleção de troféus que ganhou sem mérito e o fato de o nome dela ser Merit.

Sinopse do Skoob: "Nem todo erro merece uma consequência. Alguns só merecem o perdão.”
A família Voss é tudo, menos normal. Eles vivem em uma igreja reformada, recentemente batizada de Dollar Voss. A mãe, uma vez doente de câncer, vive no porão, o pai é casado com uma das enfermeiras da mãe, o pequeno meio-irmão não é autorizado a comer ou fazer algo divertido, e os irmãos mais velhos são irritantemente perfeitos. E então, há Merit.
Merit Voss coleciona troféus que não ganhou e segredos que sua família a obriga a guardar. Enquanto procura por seu próximo troféu na loja de antiguidades, ela encontra Sagan. Sua perspicácia e idealismo desarmam e produzem nela centelhas de uma vida renovada – até descobrir que ele está completamente indisponível. Ela escapa profundamente para dentro de si mesma, observando sua família pelos cantos, quando ela descobre um segredo que nenhum troféu no mundo poderá consertar.
Cansada de mentiras, Merit decide acabar com a ilusão da família feliz, a qual ela nunca fez parte, antes de deixá-los de uma vez por todas. Quando seu plano de fuga falha, Merit é obrigada a tolerar surpreendentes consequências por dizer a verdade, perder o único garoto que ela ama. Emocionante e poderoso, “Without Merit” explora a série de mentiras que unem uma família e o poder do amor e da verdade.
Este livro é dedicado a Cale Hoover. Porque sou sua mãe e porque te amo, eu às vezes tenho um impulso irresistível de envolvê-lo em uma bolha e protegê-lo do mundo. Mas também tenho um impulso irresistível de envolver o mundo em uma bolha para mantê-lo protegido de você. Porque algum dia, você vai acabar deixando-o de cabeça para baixo.
Eu mal posso esperar por isso.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário