Devaneios da Bel: Lust Affair


Título: Lust Affair
Autoras: Belle Valsi, Ella Casza
Número de páginas: e-book Amazon
Idioma: Português
Editora: Independente
Ano: 2017
Gênero: Romance, Literatura Brasileira

Sinopse Amazon: Aos 25 anos, Lara Antunes vê a sua vida desmoronar bem diante de seus olhos. De forma inesperada tem que lidar com a morte de sua mãe, com as inúmeras dívidas que até então desconhecia e com a grande responsabilidade de criar e sustentar sua irmã de onze anos. Ao ouvir a sua ex-colega de faculdade descrever o trabalho que faz, percebeu que precisaria pisotear o seu orgulho e enfrentar um mundo aparentemente oculto da sociedade para sobreviver.

Duas autoras brasileiras, iniciantes e com talento para romance que entregaram em seu livro de estreia uma história de amor: romântico, fraternal e paterno, regado a doses de suspense.

O enredo parece simples: o que você faria se de uma hora para outra se tornasse a única responsável por sua irmã caçula?

Lara se vê de uma hora para outra como a única responsável por manter a casa, quitar todas as dívidas da família e ainda por cima cuidar da irmã mais nova. Tudo isso em meio a uma crise econômica, falta de empregos e aumento desenfreado de preços.


A jovem luta para conseguir um emprego, cuidar da casa, educar a irmã, se manter na faculdade. Além de sofrer a falta da mãe, seu porto seguro e ter que ser forte por ela e pela irmã, que ao mesmo tempo em que entende as mudanças, ela se ressente dessas mesmas transformações em sua vida.
Por algum tempo Lara luta contra seus problemas sozinha. Até que dois homens entram em sua vida: Theo e Apolo. Não vou dizer quem é o par romântico porque a torcida entre os dois – cada um com suas características, pontos altos e fortes – é grande.

Todos os personagens coadjuvantes são tratados com relevância dentro da história, nenhum deles está ali fazendo figuração, suas funções são claras e bem definidas, com personalidades e características construídas de maneira coerente.

Nicole, a irmã de Lara é um ponto que ainda não cheguei a acordo, porque ao mesmo tempo em que ela se comporta de maneira adulta e sensata para seus 11 anos, têm momentos de uma infantilidade atroz. Não a rebeldia de quem está crescendo, mas o comportamento de uma criança bem mais nova. Talvez o trauma de perder a mãe, já que o pai não fazia mesmo parte de sua história, tenha relação com isso, mas de todos os personagens, Nicole é para mim um calcanhar de Aquiles na narrativa, não que comprometa o entendimento, apenas achei a personagem com altos e baixos demais.

Os conflitos da personagem com seu par romântico, e também com alguns outros personagens, foram desenvolvidos de maneira a serem críveis, não há um exagero na qualidade de nenhum dos envolvidos. Todos apresentam toques de realidade, o que faz com que o envolvimento com o que é narrado seja ainda maior. Não há o mocinho perfeito em todos os aspectos. O homem que lava, passa, cozinha, dirige, administra, é rico, bonito, fluente em centenas de idiomas, toca, canta, dança.

Theo é um médico, competente, excelente no que faz, mas ele também é humano e com isso mete os pés pelas mãos, fala a coisa errada no momento errado. Não sabe fritar um ovo.

Já Apolo é um empresário renomado, administrador de empresas reconhecido por seu talento, mas que tem dificuldades com relacionamentos.

Talvez esse seja o grande charme do livro, não há perfeição. Quando o leitor acha que o já sabe tudo sobre aquele personagem, as autoras vão lá e dão uma quinada, só para mostrar outra faceta da história, dos personagens. Da vida!
A escrita é leve e fluida, fazendo com que a leitura seja rápida e prazerosa ao mesmo tempo que não dá vontade de largar.

Uma leitura mais do que recomendada.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário