Leituras da Mari: Kane (Slater Brothers #3)





Título Original: Kane (Slater Brothers #3)
Autora: L.A. Casey
Idioma: Inglês
Páginas: 376
Ano: 2015


Alec (Slater Brothers #2) terminou com dois suspenses a serem resolvidos: por que Kane desmaiou na farmácia e quem é o pai do bebê de Aideen - embora essa segunda questão a maioria já tivesse ideia da resposta. Em Kane teremos a confirmação de cada uma dessas dúvidas e a explicação de como as coisas aconteceram.

Como o próprio nome do livro remete o leitor, conheceremos a história de Kane, o irmão designado para fazer a parte "suja" do serviço, coletar as dívidas e eliminar os que se recusassem a pagar. Veremos também um pouco de como estão os outros casais e, uma surpresa interessante: nem todos estão no clima "felizes para sempre".


Essa obra tem bem menos "crises" do que as outras por parte do envolvimento dos personagens com a máfia. Essa parte aparece basicamente apenas nas páginas finais, para dar aquela emoçãozinha a mais antes de terminarmos a história. O desenvolvimento do amor entre Kane e Aideen também é bem mais crível do que os casais anteriores e o enredo gira de forma prioritária no relacionamento dos protagonistas e a questão da gravidez inesperada.

Senti falta de ver o processo pelo qual as feridas emocionais de Kane estavam sendo tratadas, mas esse detalhe não chegou a prejudicar realmente a leitura. A atitude histérica e relativamente agressiva de Aideen, padrão nas mulheres que atraem a família Slater, em alguns momentos chega a ser até mesmo engraçada; e a forma como ela eleva a autoestima de Kane dizendo que as cicatrizes dele são a prova do quanto ele foi forte e superou as adversidades, logo, são lindas de ler.

Kane veio com potencial para ser, de longe, o melhor livro da série entre os três primeiros, pena que a autora pisou na bola. Entendo que a gravidez mexe com os hormônios das mulheres e, muitas vezes, chega a causar alteração de memória durante o período gestacional, mas ela não emburrece. Era cada questionamento "retardado", que chegava a dar agonia. Coisas como o cara assistir uma temporada inteira de seriado com ela deitada no colo dele, além de andar de mãos dadas com a garota e afirmar só confiar nela para resolver algo que pode fazer a diferença entre a vida e a morte dele; e mesmo assim ela teimar que ele não a suporta, até mesmo falando com ele quando diz gostar dela... Algo como "eu gosto de você" e "claro que você não gosta de mim! Você não me suporta! Só está confuso porque gosta da ideia de que terei um bebê seu". Aideen começou como uma mulher forte, decidida, de humor ácido e tiradas sarcásticas legais, mas terminou como uma porta falante e rebelde, tapada até dizer chega... Realmente uma pena.

Bem, rumo à história de Ryder agora, o quarto irmão a ganhar livro próprio.

Obs.: Vale ressaltar que cada namorada ganhou seu POV: Bronagh, Keela, Aideen e Branna. São os livros intermediários, 1.5, 2.5, 3.5. Apesar disso, estou me atendo a resenhar apenas as "histórias principais".


Sinopse do Skoob: Aideen Collins is a free spirit. She is outspoken and tough as nails, but she has to be after growing up in a house full of men. Family means everything to Aideen. Her family consists of her four brothers, her father, and her group of wild friends. Aideen is protective of her family, there is not a lot she wouldn’t do to keep them safe.
Kane Slater is a tortured soul. Literally. He is misunderstood by people, even feared by them thanks to the scars that mar his face and body. He relishes in their fear because people who fear you, won’t want to know you. He likes his circle limited to his brothers and their girlfriends, but a thorn from an Irish rose is dug deep into Kane’s side, and her name is Aideen Collins.
Aideen and Kane don’t get along… at all. Aideen is the only woman who stands up to Kane and throws his bullshit back at him without fear of hurting him. Kane is the only man who can see right through Aideen's tough exterior. He knows her deepest, and darkest secrets. They can’t stand each other, but they want each other. Badly. They hide their need behind arguments, and banter, but when Kane drops his guard for all to see, and succumbs to an illness within his body, it’s Aideen who steps up to the plate to take care of him.
An illness is the least of their worries when a devil from Kane’s past comes back to play with him. Everybody in Kane’s life is threatened, and with his body fighting against him, he doesn’t know if the luck of the Irish is enough to keep his family safe and his demons at bay.
Kane needs Aideen, and what Kane needs, Kane takes.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário