Resenha: Um Novo Amanhã (A Pousada #1) - Nora Roberts



Título no Brasil: Um novo Amanhã (A Pousada#1)
Título Original: A New Always
Autora: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
Idioma: Português
Ano: 2016
Páginas: 320


Primeira mulher a figurar o Romance Writers of America Hall of Fame, a autora de mais de 200 best-sellers românticos, Nora Roberts, presenteia o leitor brasileiro com a trilogia A pousada.

Lançado originalmente em inglês no ano de 2011, Um novo amanhã traz a história de Beckett Montgomerys, o segundo de uma família de três irmãos. Ele é o arquiteto da família e o responsável principal no que trata da reforma do histórico e assombrado hotel da cidade, até pouco tempo abandonado e correndo o risco de ser demolido.
Capa Norte-Americana.

Clare é uma mulher experiente, viúva de militar e mãe de três meninos pequenos, encontrou na cidade Natal, Boonsboro, a chance de reconstruir a vida mais perto dos pais. Dona da Virando a Página, a livraria que fica praticamente em frente ao hotel dos Montegomerys, é também a paixão de adolescência de Beckett.

O ritmo da obra foi algo que de início me gerou certo incômodo, mas este detalhe foi facilmente superado pelo encanto com a maturidade dos personagens. Em uma época onde a maioria dos casais literários adultos agem como pré-adolescentes com hormônios em curto, Um novo Amanhã opta por seguir na direção oposta. Com esmagadora maioria, eles são bastante responsáveis, conscientes dos próprios sentimentos, erros e acertos; buscam dialogar no lugar de gritos e não abandonam suas responsabilidades apenas porque o coração bateu um compasso mais acelerado do que o de costume.

Seguindo um ritmo bem calmo e descritivo, este primeiro livro da trilogia apresenta em detalhes os personagens principais dos livros subsequentes, Ryder e Owen, irmãos de Beckett, e suas potenciais parceiras românticas. Gostoso, pode se tornar o ideal de muita gente para ser lido no frio, enrolada em um cobertor, com uma xícara de chocolate quente.


Sinopse: A tradicional pousada da cidade de Boonsboro já viveu tempos de guerra e paz, teve diversos donos e até sofreu com rumores de assombrações. Agora ela está sendo totalmente reformada, sob direção dos Montgomerys, que correm para realizar a grande reinauguração dentro do prazo. Beckett, o arquiteto da família, é um charmoso conquistador que passa a maior parte do tempo falando sobre obras, comendo pizza e bebendo cerveja com seus irmãos Ryder e Owen. Atarefado com a pousada, ultimamente nem tem desfrutado de uma vida social decente, mas pretende mudar logo isso para atrair a mulher por quem é apaixonado desde a adolescência.
Depois de perder o marido na guerra e retornar para Boonsboro, Clare Brewster leva uma vida tranquila cuidando de sua livraria e dos três filhos. Velha amiga de Beckett, ela volta a se reaproximar dele ao ajudar nos preparativos da pousada.
Em meio a essa apaixonante reconstrução, rodeados de amigos, Beckett e Clare passam a se conhecer melhor e começam a vislumbrar um futuro novo e promissor juntos.
Neste primeiro livro da trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta o romântico Beckett Montgomery, que, ao buscar realizar o sonho de sua família, acaba deparando com um amor que pensava estar esquecido.
Leia resenhas de outros livros da trilogia clicando nas imagens abaixo: 


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário