Resenha: O Véu da Meia-Noite - Lara Adrian


Título no Brasil: O Véu da Meia-Noite
Título Original: Veil of Midnight (Midnight Breed # 5)
Autor: Lara Adrian
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2013
Número de Páginas: 336




Depois de quatro livros, achei que seria interessante recapitular um pouco do que já sabemos sobre a série Midnight Breed, a saga dos destemidos guerreiros denominados Raça. Há milênios, por algum incidente, alienígenas sanguinários vieram parar aqui, na Terra. Eles procriaram com humanas muito especiais, portadoras de dons extraordinários, denominadas “Companheiras de Raça”, e deram origem a vampiros machos, os heróis dessa aventura sobrenatural.

Até agora, conhecemos Lucan Thorne, que, com cerca de 900 anos, comanda uma irmandade denominada Ordem, da qual fazem parte vários guerreiros, como Dante (O Beijo Escarlate), Tegan (O Despertar da Meia-Noite), Rio (Ascenção da Meia-Noite) ,entre outros. 

A princípio sua missão era apenas eliminar os chamados Renegados, vampiros viciados em sangue, que, por seu abuso, colocam em risco a existência de todos os da Raça na Terra. Mas uma ameaça muito maior surgiu; eles agora precisam combater o dono de uma mente maligna, que, através da criação de um exército de vampiros Primeira Geração, pretende destruir a humanidade e reinar sobre os da Raça.

A Ordem já sabe que uma das metas desse ambicioso Raça é eliminar todos os poucos vampiros Primeira Geração existentes e é nesse contexto que se desenvolve a história de Nikolai e Renata. 

Ele é um dos guerreiros da Ordem e a conhece ao ser enviado a Montreal, Canadá, onde tem a missão de alertar e proteger um dos mais velhos seres da Raça, Sergei Yakut. Niko já o conhecia e já esperava que encontraria resistência por parte do ancião, que prefere defender-se à sua maneira. Só não imaginava que, por trás dos hábitos reservados de Sergei, escondia-se um histórico centenário de sórdidas atividades contra humanos. Enojado, Nikolai entra em conflito com aquele a quem deveria resguardar e acaba em situações extremas, que garantem bastante ação à trama, com a participação da Companheira de Raça chamada Renata.

Ela é a chefe de segurança de Sergei e tem com ele uma misteriosa relação, que atiça não só a curiosidade do mocinho, mas também a do leitor. Entre as Companheiras de Raça da série, é dona de uma das personalidades mais complexas. Trata-se de uma mente arguta, uma mulher corajosa e aparentemente calculista, que, contra todos os prognósticos, esconde uma alma doce, fraternal; em certo ponto e contraditoriamente, eu diria até frágil, daí sua complexidade. Aliás, em torno dessa jovem gravita o contrassenso, pelo menos até que seja possível entender como foi que ela chegou a se meter na situação em que se encontra e a formar uma personalidade tão fascinante. Curiosos? Pois que fiquem até a leitura; nada mais posso falar a respeito dela sem dar spoiler e estragar o prazer da descoberta.

Quanto a Nikolai, já conhecido dos outros volumes, é um dos mais valorosos guerreiros da Ordem. Neste livro o leitor terá a oportunidade de conhecer um pouco de seu passado e também de seu lado humano e solidário.

Quem pensou que estava prestes a desvendar todos os mistérios dessa série verá que há ainda muito para acontecer. Como faz desde o início, neste volume, a autora coloca mais cartas sobre a mesa, o que, longe de esclarecer, aumenta ainda mais a curiosidade do leitor. O Véu da Meia-noite parece ser um momento crucial, e dois personagens – um homem e uma criança –, cuja relação se torna bastante enigmática, aumentam ainda mais a voracidade por ler logo toda a série e saciar a curiosidade sobre o que está por vir.


Até a próxima!








Renata é uma mulher fria e calculista, acostumada com balas e lâminas, e não pode ser superada facilmente por qualquer homem, seja vampiro ou humano. Sua arma mais poderosa é sua extraordinária capacidade psíquica – um presente tão raro quanto mortal. Mas um estranho ameaça sua independência duramente conquistada: um vampiro de cabelos dourados que a traz para um reino de escuridão e prazer.
Viciado em adrenalina, Nikolai é um poderoso guerreiro membro da Ordem, capaz de fazer justiça com as próprias mãos. Sua missão é proteger a Raça e perseguir um assassino implacável. Até que Renata se coloca em seu caminho. Os dois serão obrigados a se unir para combater o inimigo em comum, e viverão uma paixão que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.


Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Não conhecia a série e curti muito sua resenha. Gosto muito da mitologia dos vampiros, embora tenha lido poucos livros sobre o tema.

    Agora, é coragem para encarar esses 5 livros heim? hehehe
    Quantos livros compõe a série inteira? Fiquei curioso

    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oiii tudo bem?
    Esse livro parece ser de tirar o fôlego, eu que não sou muito chegada em ler esse gênero quem sabe eu vá dar uma oportunidade futuramente, sua resenha ficou ótima e sei que iria me empolgar para saber e ler o desfecho.
    Beijinhos

    ResponderExcluir