Leituras da Mari: A soma de todos os beijos - Julia Quinn



Título no Brasil: A soma de todos os Beijos (Quarteto Smythe-Smith #3)
Título Original: The Sum of All Kisses
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 272

Como eu sempre digo, não desistam de uma série apenas porque um dos livros dela não te agradou. O seguinte pode ser bem melhor. Esse foi o caso de A soma de todos os Beijos. Aqui conheceremos a história de Hugh Prentice, o amigo que entrou em um duelo com Daniel Snythe-Smith e acabou manco.

É verdade que mais uma vez teremos a repetição do fatídico duelo, mas dessa vez entenderemos o por que de Hugh ter ficado tão revoltado a ponto de provocá-lo, assim como o motivo de ele ter perdoado tão facilmente sua quase morte e as sequelas deixadas pelo tiro que levou.

O tempo passou e agora Hugh e Daniel tentam fortalecer novamente os laços de amizade que possuíam, além de melhorar a imagem de ambos perante a sociedade. Para dar uma mãozinha a essa situação, Honoria (livro 01) o convida para o seu casamento e, de última hora, ele acaba sendo chamado também para fazer par com Sarah Pleinsworth como padrinho na mesa central. Como pedido de noiva não se nega... Lá vai ele. 


Sarah nutre um grande rancor por Hugh, pois o ano em que o primo dela teve que ser exilado para não morrer era o ano em que ela iria debutar. Em virtude dos acontecimentos, sua noite de estreia teve que ser adiada por um ano e aquele foi um bom para casar, então... Ela o culpa por ainda estar solteira e ter que enfrentar a "tortura" de continuar tocando nos recitais da família.

É mais do que óbvio que vai sair faísca entre os dois, tanto em termos de raiva quanto em termos de atração. Ambos com um temperamento ácido digno de nascidos do signo de áries com ascendente em áries também (rsrs), presenteiam os leitores com debates que divertem até mesmo nossa querida Lady Danbury.

Como os convidados seriam praticamente os mesmos do casamento de Daniel, uma semana depois, O Smythe-Smith resolve fazer do dele uma festa de arromba, durante dias. Assim, os convidados vão direto de uma festa para a outra e Hugh acaba tendo que dividir a carruagem com Sarah e suas três irmãs.

As meninas tem um papel fundamental na aproximação do casal principal dessa história, trazendo ainda mais leveza e irreverência ao contexto.   

Sem um plot twist de impacto, o livro segue uma linearidade gostosa, simples, e envolta em um clima de romance e troca de farpas. Apesar disso, podemos aprender também lições interessantes, como a importância da força de vontade e perseverança, a capacidade de se colocar no lugar do outro e de reconhecer os erros, assim como o poder renovador que é mudar de ideia e perdoar. Uma leitura muito agradável para relaxar após uma semana estressante.


Leia resenhas anteriores da série clicando nas imagens abaixo: 


  


Sinopse do Skoob: Lorde Hugh Prentice é um gênio da matemática e teve sua perna (e sua vida) arruinada por causa de um duelo com seu amigo, Daniel Smythe-Smith.Nesse livro, conheceremos um pouco da história de Hugh, antes e depois do acontecido. Sua família, o desespero de seu pai para conseguir que um de seus filhos lhe desse um herdeiro, visto que um não é chegado à mulheres e o outro, provavelmente terá dificuldades em encontrar uma esposa, e principalmente em ter filhos.
E, claro, sua relação de amor e ódio com Sarah Pleinsworth, prima mais velha de Daniel, que mesmo antes de conhecê-lo, já odiava Hugh por ter arruinado sua família através desse duelo.
Mas, as coisas começam a mudar quando Honoria, sua prima, pede para Hugh substituir seu padrinho no casamento e para Sarah ser sua acompanhante durante sua estadia, para que ele ficasse mais confortável diante dos familiares de Daniel. E esse tempo se prolonga, já que Daniel se casará duas semanas depois da irmã e resolve torná-los uma única festa...
É claro que eles não se dão no início, mas com o tempo, ainda mais depois do primeiro casamento, quando ela fica impossibilitada de andar, eles deixam as diferenças de lado e começam a se conhecer realmente, e, o que era ódio, acaba se tornando uma paixão avassaladora.
Mas as limitações de Hugh vão ser apenas um dos problemas que o casal enfrentará pelo caminho...

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Essa série já está na minha lista, mas pretendo terminar ainda a anterior da Julia. Mas já estou me encantando por esses novos personagem. Estou bem curiosa para saber como acontecerá essa aproximação Hugh e Sarah, já que os dois têm um "gênio forte".
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como todo casal de gênio forte na literatura... Brigando. kkkkk

      Excluir
  2. Olá,

    Você é a segunda pessoa que fala super bem desse livro. Eu quero ler essa série por ser da Julia Quinn e romance de época, só que ouvi coisas bem diversas sobre essa série no evento da editora e fiquei com um pouco de receio em ler, além disso ainda não finalizei os Bridgertons. Contudo, a cada nova resenha que leio dessa série, o que antes era uma pontinha de curiosidade vai crescendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thayenne, se você está lendo os Bridgertons e gostando, provavelmente gostará dessa também. Ela segue exatamente a mesma receita. Os livros do quarteto não são o suprassumo da maravilha, mas são bons livros para relaxar e distrair. Tirando o livro 02, que é bem chatinho, os outros são gostosinhos.

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?
    Conheço a série, mas sou completamente perdida na ordem. Na verdade, sempre confundo uma série com outra hahaha.
    Essa história de trama linear, sem fortes emoções e boa para passar o tempo não me atraiu muito. Sem contar que não sou fã de romances ou romances de época, ou seja, acho que não rolaria hahaha.


    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  4. oie, ainda não li nenhum livro dessa série, uma vez que estou meio cheia de julia quinn. Mas gostei de saber que é um livro gostoso, que traz algumas lições e que foi melhor que o livro anterior. Tomara que você venha a gostar do livro 4.

    ResponderExcluir