Resenha: Redenção (Deviant #2) - Jaimie Roberts


Título no Brasil: Redenção (Deviant #2) 
Autora: Jaimie Roberts
Editora: Bezz
Número de páginas: 510
Ano: 2016


Oi, pessoal

Hoje vou trazer a resenha do segundo livro da série Deviant. Quando fiz a resenha do primeiro livro, Depravado (leia a resenha aqui), comentei que gostei do livro, mas não entendia como uma mulher aceitava receber uma pessoa estranha, por longos três anos, e não fazer nada, não contar para ninguém e nem ir à polícia. Na sinopse já dizia que essa pessoa era um amigo de infância da protagonista, o seu grande amor e que agora ele tinha sede de vingança. 

Terminamos o primeiro livro sabendo que ela nunca tinha feito nada para prejudicá-lo e a sua vingança era sem cabimento. Por isso, o livro seguinte se chama Redenção. Vamos encontrar um novo Dean, um homem que será capaz de tudo para reconquistar a sua amada. Só que não vai ser nada fácil, pois Tyler forjou a sua própria morte e foi morar em outro país com uma nova identidade. Agora ela se chama Jessica, criou sozinha o seu lindo filho de quase quatro anos e está tentando viver um novo amor com Evan.

Dean nunca acreditou na morte da sua amada, contratou investigadores particulares pelo mundo para achá-la e poder se explicar até conseguir o seu perdão. Eles não acham nada, até que algo acontece e Tyler acaba deixando um rastro... Bastou isso para Dean ir até o seu encontro.

Ele vai encontrar em Tyler uma nova mulher, cheia de marcas e feridas que ainda precisavam ser curadas. Mesmo lutando por uma nova vida, não era fácil deixar de pensar naquele garoto que ela esperou a vida toda para ter ao seu lado e, quando finalmente se encontraram, passou por uma grande desilusão.

Não será fácil para Dean conseguir reconquistá-la, se é que isso é possível. Ele vai tentar mostrar que ainda é aquele garotinho que ela se apaixonou e que poderiam ter uma família feliz.

Eu amo livros de romance e adorei encontrar um mocinho apaixonado, mas... a autora deixou alguns furos! Como uma criança que estava internada com pneumonia recebe alta médica e vai tomar sorvete? A criança com apenas três anos também era muito esperta para a idade, já sabia as letras que iniciavam as palavras... tudo bem, ele pode ser um garoto prodígio, eu sou capaz de aceitar isso. Agora a autora explicar que Tyler não reconheceu Dean como seu chefe no trabalho porque ele contratou uma pessoa especialista em maquiagem, e com isso aprendeu como mudar o rosto com simples retoques, pegou um pouquinho pesado. 

Apesar de tudo, passei a leitura torcendo para a reconciliação do casal. Pena as cenas terem sido tão corridas, faltando um pouco mais de aprofundamento na história e de ação também. 

É um romance com cenas de sexo (não tão ardente como no primeiro livro), que mostra a importância da família e a amizade entre as pessoas. 


Para comprar a obra, clique AQUI.

Veja resenha do livro anterior clicando na imagem abaixo:






Sinopse do skoob: Como alguém pode ser capaz de superar uma traição tão devastadora, uma que chega a dilacerar os ossos e se enraizar bem lá no fundo? Não há como perdoar uma mágoa assim... Ou há?
Desde que Tyler tinha seis anos de idade, ela se apaixonou pelo menino atrevido de oito anos, de cabelo negro espetado, olhos azuis cativantes e uniforme amarrotado. Desde o momento em que ele bateu em um colega por tê-la machucado, Tyler soube que não tinha volta. Eles estavam destinados a ficar juntos...
Sempre.
E então tudo mudou. O palco foi montado como uma tragédia Shakesperiana, e o mundo que Tyler e Dean conheciam se extinguiu. Mas seria mesmo?TYLERAgora meu nome era Jessica. Forjei minha própria morte, mudei minha identidade e percorri milhares de quilômetros só para escapar do único homem que não consegui expulsar do meu coração. Tinha um filho de quatro anos, que adorava mais do que tudo no mundo. Em uma noite horrível, a vida que construí desapareceu num piscar de olhos. Deixei pessoas para trás. Pessoas com quem me importava. Pessoas que jamais esqueceria. Pessoas que amava.
Mas será que eu tinha mesmo seguido em frente? Ninguém me disse que deixar para trás aquele que eu amava desde os seis anos seria fácil. Vivia minha vida dia após dia. Até conheci um homem e sosseguei. Qualquer mulher desejaria um cara como Evan. Então por que eu não conseguia amá-lo do jeito como ele me amava? Por que não conseguia superar o garoto de cabelos escuros e olhos azuis que me consumia todas as noites? Podia tê-lo deixado, mas ele nunca me deixou realmente. Eu nunca conseguiria amar outro homem. Dean se certificou disso no dia em que entrou na minha vida. Agora eu era apenas metade de uma mulher; magoada e ferida pelo único homem que pensei que sempre amaria e em quem confiaria. Como esquecer algo assim? Mas era o que precisava fazer. Era o que tentava todos os dias. Estava sobrevivendo, lidando com tudo para não desabar. Mas um novo desastre aconteceu. E foi exatamente nesse dia...
Que tudo mudou.DEAN
Você não pode se esconder para sempre, Tyler. Eu sempre irei persegui-la, sempre irei buscá-la, sem jamais desistir. Se há uma certeza em sua vida, que seja essa. Você escapou por entre meus dedos, não apenas uma vez, mas duas. Levou meu coração quando me abandonou naquele dia. Nenhuma quantidade de álcool, mulheres ou treinos conseguiram bloqueá-la da minha mente. Você não pode estar morta. Eu não permitiria que estivesse. Você está em algum lugar. Tenho que parabenizá-la por ter me enganado por tanto tempo. Você sempre foi uma garota esperta. Como não me apaixonaria por você? Você escapou de mim desta vez, mas vou encontrá-la, Tyler. É uma promessa. E quando esse dia chegar...
Finalmente vou te tornar MINHA.

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Olá Daya, tudo bem?

    Eu lembro de até ter visto estes dois livros para solicitação da Bezz no ano passado e no início deste ano, mas a sinopse acabou não chamando tanto minha atenção. Mas fico feliz que neste segundo algumas dúvidas sejam sanadas. Meu maior problema é essa história de homem apaixonado para se reconciliar com alguém... sério. hahaahha. Não consigo cair nessa, nem nos mais belos romances, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Daya!
    Nunca li esse livro, mas tenho vontade de ler essa série.
    Esses pequenos furos quebram a leitura, né? Para mim esse tipo de coisa me chateia e acabo ficando aborrecida com o livro. Espero que quando eu vier a ler, possa tentar ao máximo ignorar esses detalhes chatos.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem!?!? Eu não li nenhum dos dois, mas eu acompanhei muitas resenhas do primeiro livro e já nele achei umas coisas bem estranhas de se justificar.
    Aí uma história que tinha tudo para ser boa, caba dando esse furo imenso com maquiagem... Nada a ver.
    Achei tão legal a premissa, mas os furos realmente não dá para perdoar.
    Achei sua resenha muito justa.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. OOi!
    Nunca li nada da autora, e confesso que nem mesmo conhecia esses livros. haha Que pena que esse não foi tão bom quanto o anterior. Realmente, esses furos que citou são bem sem noção. kkkk Espero que o próximo seja melhor, e sem essa lacunas.
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  5. Ah! É uma pena quando lemos um livro e ele é cheio de furos, como se a autora não tivesse tomado cuidado com as informações. É complicado, acho que isso me irritaria também. Desde a resenha do livro anterior não sei se leria o livro, quem sabe mais pra frente eu anime e encare a leitura, no momento, não sei se quero passar raiva não... kkkkkk

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Eu sempre tive curiosidade em relação a Depravado, por se tratar de um romance dark e eu nunca ter lido nada do tipo, o adquiri, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Agora, confesso, fiquei com um pouquinho de receio em relação a esses furos, pois achei bem difícil de engolir essa coisa da maquiagem, imagine outras coisas que podem existir na história.

    ResponderExcluir
  7. Oie! Juro que ri quando você apontou os detalhes onde a autora pegou pesado. Só se o especialista que ele contratou for de uma empresa de efeitos especiais de Hollywood. Não conhecia a autora e não me lembro de ter ouvido falar do dueto. Obrigada por ter compartilhado sua experiência conosco. Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem?
    Então, não sei se leria devido ao fato do livro ter furos, isso é algo me me incomoda bastante. Também achei forçado o fato dele mudar o rosto apenas com maquiagem.
    Vou passar a dica dessa vez, obrigado.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Daya
    Não lembrava muito do primeiro livro. Uma pena que esse volume tenha sido corrida. A trama é boa. Eu confesso que não sei se leria, pelo menos nao no momento. Mas tenho certeza que é uma ótima dica, apesar de precisar de mais aprofundamento.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  10. Heiii, tudo bem?
    Sou curiosa para conhecer os livros da Jaimie Roberts, mta gente fala mto bem e como tem ja livros publicados aqui, eu fico me coçando pra comprar tudo.
    Achei mto legal esse romance, ainda nao conhecia e depois desses elogios, acho que fica dificil não quere ler.
    A capa nao é das melhores, espero que depois lancem uma melhor aqui.
    Espero que a Bezz lance logo tudo.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  11. Oiee Daya ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas esses romances com redenção, onde um personagem faz um monte de (desculpa a palavra) m*rda e depois fica tentando reconquistar o outro, bem, não é comigo. E esses furos que a autora deixou na história me deixariam meio WTF e eu acabaria perdendo a paciência...hehe' *-*
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olha, quanto ao sorvete depois da pneumonia pra mim passa, meu pediatra me deixava tomar sorvete mesmo doente, só picolé que não... Rs... Reconhecer as letras também, conheço criança que faz isso. Agora, mesmo que eu seja atriz e saiba o poder da maquiagem em caracterização, vou ter que concordar que isso que fizeram aí passou dos limites... Rs... De qualquer maneira não leria, porque não curto cenas de sexo.

    ResponderExcluir
  13. Oi Daya, sua linda, tudo bem?
    Que pena que o livro tem alguns furos no desenvolvimento e que você não gostou tanto assim. Pois a história de redenção, de ele fazer tudo para reconquistá-la tinha tudo para ser um boa leitura. Gostei muito da sua sinceridade como sempre. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir