Resenha: Uma noite como esta - Julia Quinn


Título no Brasil: Uma noite como esta (Quarteto Smithe-Smith #2)
Título Original: A night like this
Autora: Julia Quinn
Tradutora: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2017

Como todo livro de época (e a realidade de outrora também), uma pessoa da alta sociedade se interessar por alguém da "plebe", por um "reles funcionário" era quase um crime. Caso tivesse a coragem de seguir em frente e oficializar esse amor com um casamento... Cuidado, pois o mundo pode explodir! 


É dessa "fonte de problemas" que se vale o segundo livro do Quarteto Smythe-Smith. Em Uma noite como esta teremos, mais uma vez, a questão das classes entrando como pano de fundo dos problemas - digo "mais uma vez" porque já vimos isso com Bennedict, em Um perfeito Cavalheiro (Os Bridgertons #3). 

Anne nos foi apresentada em Simplesmente o Paraíso (livro 1 da série) como a pianista que entrou no último segundo para substituir Sarah, a integrante que estaria doente e não poderia tocar. Assim que Daniel Smythe-Smith bateu os olhos nela, apaixonou-se perdidamente, com direito a frases como "o ar parou ao meu redor" e tudo! Não foi pouca coisa não, galera! O problema é que ela não era uma nobre, mas a governanta das irmãs de Sarah. Isso a torna elegível para apenas uma coisa, ser a amante dele.

Para muitas empregadas da época, ser a amante de um homem rico e popular como Daniel seria um sonho, só que Anne não é como elas. Criada como "uma moça direita", ser amante não estava em seus planos. Trabalhava para se sustentar de forma que pudesse "manter seu orgulho" e "andar de cabeça erguida". O ruim para ela era que Daniel não estava muito disposto a desistir dos planos dele.rs.

Nessa obra conhecemos melhor os motivos de ele ter sido exilado do país por três anos na Itália, agora pela visão dele. Hugh conseguiu que seu pai jurasse não matar o amigo que o deixou manco com um tiro, possibilitando sua volta... Contudo, ao caminhar para casa em uma determinada noite, Daniel é atacado e por sorte consegue se salvar. Claro que toda a culpa cai sobre o pai de Hugh, mas... seria mesmo ele o responsável?

Anne tem suas dúvidas. Ela tem um passado conturbado do qual tenta fugir com todas as forças e que recentemente parece tê-la alcançado. Talvez, exista mais caroço nesse angu do que nosso pobre Smythe-Smith seja capaz de cogitar.

Talvez o fato de eu ter lido toda a série Os Bridgertons e O quarteto Smythe-Smith seguidos possa ter influenciado na minha nota final não tão positiva. Durante a leitura de Uma noite como esta eu falava "li isso com o Bennedict", "lembra o livro do Gregory", "a personalidade dela me lembra a da Kate"... Fiquei com a sensação de estar lendo um livro de recortes, com as partes mais legais da série predecessora do quarteto. Talvez, se eu tivesse esperado mais, se eu tivesse lido alguns livros entre esses, eu poderia ter dado uma nota melhor. Então minha sugestão é: leia os 11 livros, mas não em sequência! rs



Leia resenhas anteriores da série clicando na imagem abaixo:



Sinopse da editora: Anne Wynter pode não ser quem diz que é…Mas está se saindo muito bem como governanta de três jovenzinhas bem-nascidas. Seu trabalho é bastante desafiador: em uma única semana ela precisa se esconder em um depósito de instrumentos musicais, interpretar uma rainha má em uma peça que pode ser uma tragédia ou, talvez, uma comédia – ninguém sabe ao certo – e cuidar dos ferimentos do irresistível conde de Winstead. Após anos se esquivando de avanços masculinos indesejados, ele é o primeiro homem que a deixa verdadeiramente tentada, e está cada vez mais difícil para ela lembrar que uma governanta não tem o direito de flertar com um nobre.Daniel Smythe-Smith pode estar em perigo…Mas isso não impede o jovem conde de se apaixonar. Quando ele vê uma misteriosa mulher no concerto anual na casa de sua família, promete fazer de tudo para conhecê-la melhor, mesmo que isso signifique passar os dias na companhia de uma menina de 10 anos que pensa que é um unicórnio.O problema é que Daniel tem um inimigo que prometeu matá-lo. Mesmo assim, no momento em que vê Anne ser ameaçada, ele não mede esforços para salvá-la e garantir seu final feliz com ela.

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Oi, Mari!
    Nunca li nada da Julia até hoje. Que vergonha!
    Adoro romance de época, mas ainda não tive o tempo para ler os livros dela.
    Ganhei recentemente essa quadrilogia e pretendo começar por ela a minha leitura da Julia. ^^
    Uma pena sua nota baixa!!!! AInda assim não me tirou a empolgação de ler o livro.
    Ah! Acho que você quis dizer 'não ler de uma vez só'. rsrs...
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    A cada novo comentário sobre os livros dessa série, eu fico me roendo de curiosidade, até agora não li nada negativo sobre, e minha ansiedade só aumenta. Preciso ler essa série para ontem, porém não posso no momento. Adoro o modo como a Julia escreve, seus personagens também são maravilhosos. Adorei saber que a Anne dará "trabalho" ao Daniel, com certeza, irei adorar esse livro.

    ResponderExcluir
  3. Oie! Eu também tive dificuldades com este livro na série. É o de que menos gostei. Não é que ele seja ruim, mas algo nele não funciona tão bem quanto nos outros. E olha que já tem um tempinho que li o livro do Benedict e depois que você citou, me dei conta das semelhanças. Mas a série no geral é bem divertida. E agora você vai ler o terceiro, que foi o meu favorito! Boa leitura! Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Já li os Bridgertons tem bastante tempo já, então talvez eu consiga dissociar esses detalhes das das séries, mas não sei, como as histórias são bem vívidas na minha mente, talvez isso não aconteça. Poxa que pena que não funcionou como nos outros, mas de fato, ler os livros dela em seguida, sem parar é cansativo ahha
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Oi? Como assim uma nota dessa pra esse livro? Essa é a primeira que vejo kkjk. Levando em consideração você ter lido tantoanlviroa do gênero em seguida pode ter lhe influenciado na hora da nota. Enfim, eu quero muito ler essa série nova e tentar pegar um gancho pra ler a outra da autora tmbm .
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu quero muito ler essa série nova da Julia, já que já li toda a série anterior, mas acho que o fato de você ter lido todos em um curto espaço de tempo possa mesmo ter influenciado.

    ResponderExcluir
  7. Eu estou louca pra ler esta série da Quinn. Mas ainda não tive tempo. rs
    Essa sua nota foi uma surpresa para mim. Mas mesmo assim permanece meu interesse.
    Será que eu vou gostar mesmo?
    Seu blog é tão lindo e delicado. Amei ele! Bjs!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari!
    Não vou mentir que a impressão que eu tenho dos livros da Quinn é que todos são semelhantes. Apesar de todas as críticas positivas, eu sempre ficava com um pé atrás quanto a isso. E agora, meio que reforçou depois que você disse que parecem recortes. Não vejo muitas resenhas negativas da autora, mas confesso também que não tenho interesse nem no gênero e menos ainda nessa série.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Choquei com a avaliação. Mas é bem verdade que só tenho lido opinões negativas sobre essa nova série.
    Uma pena que não houve uma caracterização diferenciada dos personagens.
    Sou fã da autora, adorei a série os Bridgertons, mas não pretendo me aventurar nessa.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Apesar de amar a escrita da autora, essa série não me conquistou, acho que por que estava esperando o mesmo nivel dos Bridgertons, e a intenção não é essa, creio que por irmos com altas expectativas e encontrar personagens um tanto quanto apagados em relação a nossa amada família londrina, acabamos ficando com aquele gostinho de que algo acabou faltando...

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mari!
    Eu estou louca pra ler essa série. Eu não li a série dos Bridgertons toda, somente o primeiro livro. Mas estou bem animada com essa pelo que tenho lido por aí.
    Uma pena que não funcionou tão bem pra você a leitura. Pela sua resenha tenho certeza que vou gostar. Se apaixonar por uma plebéia, hein. Que confusão que deve ter sido.

    Beijinhos.
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo

    ResponderExcluir