Resenha: A Promessa - Harlan Coben


Título no Brasil: A Promessa
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 362
Ano: 2017


Olá, leitores! Hoje trago para vocês a resenha do oitavo livro da série Myron Bolitar, do escritor Harlan Coben.
Eu não li os livros anteriores, mas pesquisei a respeito e acredito que essa pesquisa me deu respaldo o suficiente para realizar a leitura sem nenhuma dificuldade.

O livro A Promessa traz um Myron mais maduro, tentando um relacionamento com uma mulher que é mãe de dois filhos, Ali. É na festa de apresentação de sua namorada que tudo começa.
Myron escuta uma conversa entre as adolescentes Aimee e Erin, filha da sua atual namorada, onde elas falam sobre andar de carro com pessoas bêbadas.Tentado a bancar o herói, Myron as faz prometer que não importa onde estejam, nem que horas sejam, irão ligar para ele caso aconteça alguma coisa nesse sentido e ele irá buscá-las, sem fazer questionamentos, para que voltem seguras para casa. Ele as faz prometer que não entrarão novamente em um carro com uma pessoa bêbada no volante, o que podemos até considerar uma exigência coerente, visto o perigo de tal atitude.



Capa da edição da Arqueiro


Depois do casamento de sua amiga e colega de trabalho, Esperanza, Myron recebe um telefonema de Aimee Biel pedindo para buscá-la na rua 52 em Manhattan e, pelo tom de voz dela, Myron percebe que está nervosa. Lembrando-se de sua promessa, ele vai ao encontro da jovem... Só não sabia que aquela seria a última vez que veria Aimee. 

Com o desaparecimento da garota, Myron se torna o principal suspeito (óbvio!) e terá que ser sagaz para convencer ou provar que não tem culpa.

Em paralelo, Edna Skylar, uma médica viciada em análise de rostos, encontra-se com uma garota desaparecida chamada Katie Rochester, que lhe pede para não contar que a viu (mas hein?). No início, a mulher prefere deixar para lá, porém, alguns acontecimentos a fazem reconsiderar e entrar em contato com a polícia.

O que o desaparecimento de Katie tem em comum com o de Aimee? Aparentemente, apenas que ambas tinham 18 anos, entraram para a faculdade e... usaram o mesmo caixa eletrônico na rua 52 para sacar dinheiro antes de desaparecer - detalhe que leva a polícia a questionar: será que elas realmente desapareceram ou apenas fugiram de casa?

Apesar de conseguir adivinhar praticamente todo o enredo, o final me surpreendeu e isso me fez ficar um tanto mais satisfeita, pois ele compensou todo o resto do livro. Achei a premissa um pouco "maluca", afinal, assim que li as condições da promessa, já pensei: Myron, você acabou de dar um tiro no pé.

No mais, gostei de como se desenvolve o desfecho. Foi bastante inteligente e acabou quebrando minha linha de raciocínio. Outra coisa bacana é que o livro apresenta, ainda que bem de leve, uma crítica ao estilo de vida americano e essa sacada foi muito boa. O autor, por já ter muita familiaridade com os personagens, apresenta bastante segurança para criar as cenas entre eles.

O núcleo cômico do livro é relevante. Gostei muito da personagem Big Cindy, assim como da cena em que eles devem entrar em uma boate *não contarei o porquê* e ela vai de macacão branco extreme colado... Foi hilária!
"Big Cindy se enfiou como um gigante entrando em uma casinha de brinquedo. Empertigou as costas, esticou os braços acima da cabeça e separou as pernas. A malha branca gritou em agonia. Big Cindy piscou para o negro.
- Me revista, garotão - disse ela. - Estou toda armada."


É uma leitura agradável para quem gosta de um thriller policial e um suspense bem amarradinho. Tem passagens com muitas reviravoltas, uma pitada de violência e muitas, muitas pistas falsas. Encontrei alguns pontos defectivos na revisão, mas nada que seja insuperável para os fãs do autor.
Ah, e lembrem-se... cuidado com o que vocês prometem!



Depois de ouvir duas adolescentes trocando confidências no porão de sua casa, Myron faz com que as garotas prometam ligar para ele se um dia estiverem em alguma encrenca e não tiverem coragem de recorrer aos pais em busca de ajuda. Ele garante que irá em seu socorro sem questionamentos, qualquer que seja a situação.
Alguns dias depois, às duas da manhã, seu telefone toca. É Aimee Biel, uma das garotas a quem oferecera apoio incondicional. Abalada e nervosa, ela pede que Myron a deixe em frente a uma casa numa rua deserta, o suposto endereço de uma amiga. Apesar de sentir que alguma coisa está errada, Myron honra sua palavra e não faz perguntas.
Mas ele se arrependerá profundamente dessa decisão, porque talvez essa seja a última vez que Aimee será vista por alguém. Atormentado pela culpa – ao mesmo tempo que se torna o principal suspeito pelo misterioso desaparecimento –, Myron decide investigar o caso por conta própria.
Envolvido numa trama cheia de promessas desfeitas e segredos devastadores, ele descobre que essa não será apenas uma busca por uma adolescente que sumiu: será também uma busca pela verdade em suas nuances mais sombrias.

Comente com o Facebook:

23 comentários:

  1. Legal! Coragem sua em iniciar o volume 8 sem ler nenhum anterior hehehe que bom que conseguiu captar tudo!

    Estou doido pra ler algum thriller policial também e vou anotar a dica.
    Um grande beijo,
    Hugo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que os livros, cada um deles, tem sua própria história. Achei isso bem positivo.

      Excluir
  2. Olá,

    Eu passei por uma situação quase igual a sua quando li o primeiro livro do Harlan, li Alta Tensão e depois descobri que era uma série e não era o primeiro livro. Eu gostei muito da escrita do autor, mas não era o momento certo para eu fazer a leitura. É chato quando adivinhamos todo o enredo, não é? Mas mesmo assim tenho vontade de fazer a leitura desse livro, fiquei bem interessado! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, também acho maior chato quando consigo adivinhar. O que compensou mesmo foi o final.

      Excluir
  3. Olá, tudo bem?

    Ainda não li nada desse autor, mas já tenho um dos livros dele e pretendo mudar isso, em breve!

    Achei bacana a forma com que vc apresentou o livro, gostei de saber que é tudo bem amarrado.

    Valeu a dica!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Ola
    Eu sou muito fã do gênero e preciso ler algo do Harlan para ontem,kkk. Eu li a sinopse desse livro assim que eu pude e achei bem interessante, assim como os outros do autor kk. Essa é a primeira resenha que leio dessa obra e já estou empolgado pelo o fato de ter pitadas cômicas kkjk. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pitadas cômicas salvam o livro, Manoel hahaha

      Excluir
  5. Sei que o Harlan é bastante conhecido pelos seus livros mas ainda não li nenhum dele. Corajosa você ter lido esse livro sem ter visto os anteriores, eu acho que ficaria perdida. Vou procurar um livro dele para colocar na lista de leitura mas vou começar pelo primeiro volume mesmo. rs'

    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não ficaria não, Thami, cada livro tem uma história fechada.

      Excluir
  6. Uau que história! Sempre tive vontade de ler algo do Harlan e esse livro parece conter não apenas um mistério no enredo, como também é cheio de reviravoltas, o que é super empolgante! Amei sua resenha e gostei que mesmo não lendo os outros livros você conseguiu entender a trama com facilidade. Amei sua resenha e vou adicionar esse livro a minha lista com certeza, bjss!

    ResponderExcluir
  7. Há tempos eu quero ler algo desse autor, mas o gênero ainda é algo que me afasta. Estou super empolgada mesmo assim, já que ele é tão comentado e elogiado por outros leitores. Não comecarei por A Promessa pq não me envolveu tanto assim, mas é uma boa dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente começar pelo primeiro mesmo, Mari, para ver se você gosta!

      Excluir
  8. Olá, tudo bem?
    Não sou fã da escrita do autor, mas tenho que confessar que essa capa é a mais bonita que já vi das obras dele.
    A premissa é bem interessante, e até me deixou curiosa, anotei a dica e quem sabe resolvo dar mais uma chance á ele né.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Oiii tudo bem?

    Acredita que não gosto de Harlan??? Todo mundo fala bem eu simplesmente não gosto, já tentei, não vai. Agora que legal saber que dá pra ler o 8 livro sem ter lido os anteriores. Adorei sua Resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  10. Oi Lê! Ainda não li nada do Harlan, tenho um livro dele e pretendo ler logo. Gostei da premissa, achei bem legal, gosto de livros policiais, legal saber que não é preciso ler os oitos livros, dica anotada, beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oiii!!

    Todos os livros que já li do autor me surpreendi coma forma como ele cria bons enredos e como eu me senti em um filme hahaha.
    Gostei bastante da sua resenha e fiquei curiosa para essa obra.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada do Harlan Coben e me sinto morando embaixo de uma imensa e pesada pedra, por ainda não poder opinar sobre seus livros com alguma propriedade. São tantos elogios e tantos admiradores que a sensação de estar perdendo alguma coisa importante é muito forte. Adorei sua resenha e anotei a dica e espero que em breve eu possa sair da caverna da ignorância e poder ler alguma coisa deste autor tão amado e elogiado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Gosto da escrita do Harlan Coben e confesso que fiquei com vontade de comprar esse livro quando o vi numa livraria. Só não comprei porque vi que era uma série com muitos volumes. Gostei das suas impressões sobre a trama e fiquei curiosa para desvendar esses segredos devastadores.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Sou louca para ler algo do autor sempre vejo comentários positivos de suas obras desde a criação dos personagens até a ambientação. Os personagens desse autor sempre gera elogios, pois são muitos seguros de si e bem trabalhados. Esse livro dele eu não conhecia então já tem mais um livro dele na minha lista, amei a premissa da estória imagina o quão intrigado ele não deve ter ficado ao ser trajado como o suspeito. Amei sua resenha e dica mais que anotada! Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oii Leticia, tudo bem? Eu já li dois livros do autor e gostei bastante da experiência, mas não foi nada sensacional, sabe? Não sei se lerei essa serie dela, porque é imensa, mas não nego que tenho curiosidade com esse personagem. Sua resenha ficou ótima!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Letícia, tu me salvou. Porque eu não sabia que era uma série e ia comprar esse livro sem saber - e olha que li várias resenhas e nenhuma delas citou que teria uma série.Mas enfim, isso não muda o fato de que quero muito ler esse livro e porque não, os outros também.

    Sobre a sua resenha, amei a sua sinceridade <3 e descobrir um pouco mais do desfecho.

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Achei bem legal que você tenha pesquisado bastante e que, mesmo sem ler os volumes anteriores, creio não ter afetado sua leitura desse oitavo volume.
    Confesso que ainda não li nada do Harlan por não ser meu gênero favorito, mas tenho muita vontade pelo fato de sempre ver vários elogios por onde o querido Myron é citado.
    Adorei saber suas impressões e fico feliz por saber que tem bastante reviravoltas.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Quando comecei a ler os livros do Harlan, eu não sabia que os livros com o Myron se tratava de uma série, tanto é que não senti dificuldade em entender as histórias, pois o autor dá um jeitinho de deixar o leitor por dentro da história. Enfim, quero muito ler esse livro, só li coisas fantásticas até aqui e sou muito fã do Harlan, ele tem uma maneira incrível de desenvolver suas histórias.

    ResponderExcluir