Resenha: O Ladrão de Sonhos – A Fábula de Lincon Walter, Sidnei Coelho



Título: O ladrão de sonhos – A fábula de Lincon Walter
Autor: Sidnei Coelho
Gênero: Ficção
Páginas: 190
Editora: Chiado


Quando li “fábula” no título fiquei com o pé atrás, porque é um gênero muito específico, tanto que vou usar a definição do Mundo Educação:
A fábula é uma narrativa figurada, na qual as personagens são geralmente animais que possuem características humanas. Pode ser escrita em prosa ou em verso e é sustentada sempre por uma lição de moral, constatada na conclusão da história.
O livro inteiro é uma grande lição de moral, conforme as páginas vão sendo passadas e o leitor se aprofunda na narrativa as lições vão sendo apreendidas. Então não foi nada decepcionante nesse quesito e cumpriu fortemente o que prometeu.

Uma coisa que me incomodou, mas é uma questão pessoal, porque foi um recurso muito bem usado, foi a tipologia do livro.

Pessoalmente falando, tenho dificuldade com foco, por isso a letra utilizada, apesar de muito bonita e de dar a sensação de livro infantil, dificultava muito a minha leitura, principalmente as letras “e”, “r” e “n”, mas como afirmei, totalmente pessoal.

Mantendo o estilo de fábula e contos infantis, a obra é bastante ilustrada, o que só reforça a delicadeza da leitura sobre um homem que após inúmeras decepções na vida quer estender esse manto negro de tristeza e dor para todos os que encontrar.

Embora tenha falado muito sobre ser uma fábula que flerta com o universo infantil, esse é um livro para adultos, sobre o universo e a dores da vida adulta, não pretenda que crianças leiam com facilidade essa história, de novo passando para uma opinião pessoal, acredito que possa ser melhor absorvido por pessoas por volta dos 16 anos. Antes disso acho complexo demais.

Contar sobre a história em si sem dar grandes pistas do seu desenvolvimento é complicado, posso apenas dizer que a vida de Lincon não foi fácil, que os obstáculos que precisa ultrapassar e que os erros – cometidos por ele ou acasos do destino – apenas deixa uma mente confusa, ainda mais perturbada. Tudo o que ele precisa é de alguém que sente e escute seus problemas, medos, falhas, traumas e o ajude a se levantar novamente.

Não fosse a tipologia escolhida eu teria lido mais rapidamente, porque é sim, uma leitura envolvente e que revela muito de nós mesmo.

Leitura mais do que recomendada.



Sinopse Chiado Editora: Ele nasceu predestinado a fazer coisas grandiosas e de fato a sua juventude foi muito promissora. Mas eventos inesperados transformaram o jovem talentoso em um homem vazio e esquecido.Dezessete anos se passaram, quando ele descobriu um poder tão sombrio que transformou uma cidade inteira em um lugar de trevas e solidão.Mas um encontro inesperado mudou tudo o que ele pensava sobre a vida e essa pessoa se tornou a única esperança de todas as vidas que ele destruiu.


Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Olá, Bel! Tudo bem?

    Confesso que não sou fã de fábulas,acabo encontrando as mesmas dificuldades que você e isso me desanima, influencia no ritmo da leitura e também na ideia final sobre a obra. Mas a história me pareceu interessante, por isso vou deixar a dica anotada ;)

    Beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu até gosto de fábulas mas não me recordo de já ter lido uma com tantas páginas quanto essa tem e o fato de haver uma grande lição de moral durante todo o livro, e não só no fim como de costume, me deixou bem desanimada e receosa quanto uma possível leitura desse título. Uma pena que sua leitura não tenha sido tão ágil como você gostaria.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Ultimamente estou lendo muitos livros baseado em fábulas e estou adorando essa experiência. Achei a sua resenha incrível, pois eu não conhecia o livro e achei a trama bem interessante e curiosa. Fico triste pela leitura não ter te agrado muito, mas vou adicionar na minha lista de desejados do mesmo jeito, vou tirar minhas conclusões! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  4. Nem sempre a gente gosta de uma leitura ou consiga encontrar o ritmo certo. Isso não significa que o livro ou a história não seja boa, apenas que não estava para nós naquele momento. Sempre que isso me acontece eu reservo o livro para ler novamente em outro momento da vida. E normalmente, aquele livro que eu não tinha curtido se torna encantador... Deixo a dica pra essas e outras leituras que não sejam tão prazerosas! Bjos

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Até gosto de fábulas, mas nem sempre leio. Apesar de não ter curtido essa capa, achei a premissa bem legal.

    ResponderExcluir
  6. Interessante, creio que li um livro de fábulas há mais de 10 anos e depois nunca voltei neste estilo. Porque acabei priorizando outros autores e formatos. Obrigada pela indicação!

    ResponderExcluir
  7. Oiii!!

    Já faz um tempo que não leio uma fábula, eu gosto muito do gênero.
    Queria ter visto uma foto dá fonte pra entender o que te incomodou.
    Mas mesmo assim, curti o enredo.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oiee tudo bem? não costumo ler fábulas também, mas mesmo assim é um genero que sempre me tráz boas leituras, que chato que a tipologia não ajudou na leitura!

    Bjs Jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Na minha infância, li livros desse gênero, mas nunca tentei depois de grande. Aliás, até então, não conhecia uma fábula para adultos e que retratasse coisas as quais poderíamos nos identificar, e isso me chamou bastante atenção.

    ResponderExcluir
  10. Achei muito interessante o fato de ser fábula, não costumam publicar muito o gênero, ainda mais com temática adulta, já que fábula normalmente é infantil.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    Confesso que não curto muito fábulas,me demoro demais na leitura e não costuma me cativar.

    Mas é legal quando, ainda que nos incomodo, a gente consiga fazer a leitura ser proveitosa, que me pareceu ser o seu caso.

    Enfim, dica anotada, pq tem horas que é legal encarar desafios na leitura. XD

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Ola Bel lindona todo livro que nos faz refletir já vale a leitura. mesmo com a letra incomodando um pouco, acredito que iria me incomodar também nós que lemos bastante não há coisa melhor que letras um pouco maiores e legíveis. Não conhecia o livro dica anotada. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir