Leituras da Mari: Austenlândia #01

Título Original: Austenland
Autor (a): Shannon Hale
Ano: 2014
Páginas: 240 
Editora: Record


É isso aí, pessoal. Depois de trazer para vocês a resenhas de Meia-Noite em Austenlândia (Austenlândia #2), resolvi ler o livro 01 resenhá-lo também. A boa notícia, como podem notar, é que são obras completamente independentes, com o único ponto em comum, sendo a inspiração em Jane Austen.

Em Austenlândia conheceremos Jane Hales, uma mulher 33 anos cujo maior desejo é casar com o seu "príncipe encantado". O grande problema é que nenhum de seus parceiros consegue atingir o ideal que está incrustado em sua mente desde muito nova, o Sr. Darcy, de Orgulho e Preconceito. 

Sua vida está de mal a pior no quesito amoroso, tanto que chegou à conclusão de que abriria mão de vez dos homens e passaria o resto da vida solteira, mas tudo muda quando o testamento de sua tia-avó Carolyn é lido. Carolyn teve apenas uma breve interação com Jane, mas ciente da obsessão da garota pelo Sr. Darcy opta por dar-lhe uma oportunidade para viver o sonho, nem que seja por um curto período de tempo, e em seu testamento deixa para Jane a estadia de duas semanas em Austenlândia. Lá ela irá se passar por uma dama do início do século XX e conhecer que usam cartola, falam de forma rebuscado e uma perfeita réplica do seu tão sonhado Sr. Darcy.

Gostei bastante desse livro, embora devo dizer que preferi o segundo (Meia-Noite em Austenlândia - Leia a resenha aqui). Os personagens foram bem trabalhados, gostei principalmente do intercalar entre momento presente e as histórias da lembrança dos namoros fracassados, a maioria nem namoro real, mas senti falta do suspense, da aventura que foi inclusa no outro livro. Neste, o foco é exclusivamente o romance... O que provavelmente vai agradar, em muito, as mega-românticas de plantão.rs.



Sinopse do Skoob: Jane Hayes tem 33 anos e mora na Nova York atual. Bonita, inteligente e com um bom emprego, ela guarda um um segredo constrangedor: é verdadeiramente obcecada pelo Sr. Darcy. Embora sonhe com ele, os homens reais com os quais se depara são muito diferentes dos que habitam sua fantasia. Justamente por isso, ela decide deixar de lado sua vida amorosa e aceitar seu destino: noites solitárias aconchegada no sofá assistindo a Colin Firth em seu DVD.
Porém, esses não são os planos que sua rica e velha tia-avó Carolyn, tem para a moça. A única a descobrir o segredo de Jane deixa, em seu testamento, férias pagas para a sobrinha-neta na Austenlândia. A ideia é que Jane tenha uma legítima experiência como uma dama no início do século XX e consiga se livrar de uma vez por todas de sua obsessão. Contudo, para isso, ela terá que abrir mão do celular, da internet e até do uso de sutiãs em troca de tardes de leitura, espartilhos e... a companhia de belos cavalheiros.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário