Resenha: O Duque e eu #1 - Julia Quinn

Título Original: THE DUKE AND I 
Autora: Julia Quinn
Ano: 2013
Páginas: 288
Editora: Arqueiro


E começamos a primeira resenha da nossa série de nove (isso mesmo, você não leu errado, NOVE) livros da série Os Bridgertons. Cada obra conta a história de um irmão ou irmã dessa enorme e encantadora família. Embora possam ser lidos de forma individual, eu recomendo que sigam a ordem porque é bem mais gostoso. 

Isso dito... vamos à resenha!


Cuidado homens solteiros, fiquem felizes, meninas solteiras, a temporada de bailes para debutar está aberta e Violet quer casar seus filhos!

Daphne é a quarta filha de um total de oito irmãos e a mais velha entre as quatro mulheres. Seu maior sonho é casar por amor e construir uma família como a sua mãe fez. Violet, a mãe, não poderia concordar mais com ela, claro, e sai arrastando a garota pelos salões de baile "apresentando-a" a diversos "ótimos pretendentes a marido". Claro que nossa protagonista não gosta da forma como a mãe realiza tal empreitada (que, preciso dizer, não é nada diferente do que é feito pelas outras mães), porque a maioria dos pretendentes é insuportável e aqueles que ela considera que seria capaz de conseguir, talvez, gostar a veem apenas como amiga...

Felizmente para Daphne, seu irmão mais velho, Anthony, o responsável pela família desde a morte do pai deles, não a obriga a casar caso não queira algum dos pretendentes - algo que o próprio livro ressalta como raríssimo para o costume da época. 

Simon é o melhor amigo de Anthony, irmão de Daphne, mas, como conheceu o rapaz quando estudavam longe, só conhece a família do amigo de nome. Ele é um duque, o que consequentemente o transforma em um excelente partido, mas jurava há muitos anos jamais se casar ou ter filhos, tudo por causa de seu pai, por quem nutria um profundo rancor. Infeliz com a perseguição das mães casamenteiras, vê em Daphne sua esperança de salvação... Não, ele não quer casar com ela, mas pode aproveitar que ela também quer escapar da perseguição nos bailes e os dois fingirem estar juntos por um tempo, não?

É claro que a garota que sonha em casar e o cara que jurou jamais fazer isso virariam o casal principal da obra, concordam? Rsss. E também é óbvio que o plano do "falso compromisso" teria tudo para dar errado, rs. A luta dos dois para não se apaixonarem um pelo outro enquanto fingem um "romance" para manter as atenções indesejadas longe é no mínimo interessante de se ler.

Tive vontade de esganar Simon em vários momentos, não conseguia entender o motivo para ele insistir em algo tão imbecil, mas a carta da autora ao final do livro comenta sobre esse assunto e achei convincente a forma como ela explicou a decisão que tomou em usar a situação como o fez. NÃO LEIAM A CARTA ANTES DO LIVRO, CONTÉM SPOILERS... Ela não está ao final à toa.

Os personagens são cativantes, Violet é uma mãe muito diferente dos padrões da época e o relacionamento dos irmãos é divertido de se ler. O livro é um romance leve, relaxante e delicioso, embora eu não saiba exatamente o por quê, já que não costumo ser fã de romances. O que realmente posso dizer é "cuidado, essa série é capaz de viciar".

Onde comprar: ver site da editora



Sinopse do Skoob: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Comprei, mas ainda não tive coragem de ler

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Realmente, essa série é capaz de viciar.
    Eu já li todos os volumes dessa série e todos são favoritos. Adoro cada um dos romances, cada casal é especial. Essa série é uma das minhas favoritas.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Amo essa série e por mim teria mais de 9 livros haha
    Que bom que gostou desse primeiro livro, é um amor, né? Verdade, essa série é capaz de viciar mesmo rs
    Que bom ver a resenha desse livro aqui, espero que continue gostando dos próximos.

    ResponderExcluir
  4. Ahhh os Bridgertons... Eu amoooo essa série. Apesar de este não ser meu preferido, eu gosto muito Simon e da Daphne! Essa família ainda vai te fazer rir bastante. Em alguns livros mais e em outros menos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oiii!!

    EU não li essa série ainda, mas quero fazer em breve... Só me falta o tempo mesmo e o dinheiro pra comprar os 09 livros hahaha. Parece ser encantadora!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Estou bem ansiosa para dar inicio à leitura dessa série, mas ainda não consegui.
    Espero poder acompanhar todas as resenhas que você trouxer sobre os livros da Julia.
    Fiquei intrigada para saber os motivos pelos quais você teve vontade de agredir o Simon rsrs e estou feliz em saber que os personagens são cativantes. Isso torna a leitura mais agradável.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Adoro essa série, sou uma apaixonada por romances de época. XD
    Também tive bastante vontade de dar uns tapas nele, é inevitável. rs

    É o que você falou, é viciante, e a forma fluída com que a Julia Quinn escreve só faz com que a leitura vicie mais e mais.

    Desejo uma boa leitura dos próximos livros, Antonhy é o meu predileto.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu simplesmente amei esse livro e senti vontade de esganar o Simon várias vezes também hahahaha É uma leitura muito gostosa de ser feita e estou amando acompanhar essa série maravilhosa!
    Beijos.

    ResponderExcluir