Resenha: Volátil e a Guerra Mágica - Wesnen Tellurian


Título Original: Volátil e a Guerra Mágica
Autor Nacional: Wesnen Tellurian

Editora: Arwen

Páginas: 615

Ano: 2016





Volátil é o primeiro livro da série de estreia de Wesnen Tellurian. Voltado para a fantasia, baseado nas experiências do autor com o mundo do RPG, o autor desenvolveu uma trama interessante, que se não te render muitas emoções, ao menos irá render muitas gargalhadas... Eu ia dar três para o livro, mas me diverti tanto, ri tanto, que acabei colocando quatro corações. Agradeçam (ou culpem) a cacatua por isso. Ai, ai... Cacatua... rsrs

Em Celeste, a cidade flutuante, existe a inscrição de uma das mais famosas lendas de Volátil. De acordo com a lenda, alguém tentaria unir as quatro esferas eólicas para obter poder absoluto e a imortalidade, mas tal união acarretaria na destruição do planeta.
Éolo é um celestino que se vê em uma difícil situação. Finalmente a lenda mostrou-se real... Cristal invadiu sua cidade a mando do pai, Ankow, e cristalizou todos os habitantes. Por sorte do destino, Eólo conseguiu escapar disso, mas agora ele se vê diante de uma decisão terrível: para salvar sua cidade, ele precisa conseguir "convencer" Cristal a desfazer o feitiço ou juntar as esferas ele mesmo.

Existe um hipótese remota de que uma pessoa específica possa fazê-lo, por um curto espaço de tempo, sem destruir o mundo, mas a probabilidade de ser ele é mais do que remota. Ainda assim, Éolo opta por arriscar, junta os seus amigos e parte em busca das esferas, ao mesmo tempo em que tenta descobrir uma forma alternativa de resolver o problema dele.

Repleto de aventuras, batalhas, guerras... Volátil traz também a importância da amizade, da confiança e da desconfiança (sim, porque ingenuidade demais também dá erro no sistema, convenhamos). Virei fã do Tydal-Wave, com aquele sincericídio dele.

Não é bem meu estilo de leitura, como vocês sabem... Eu sou mais chegada a um drama, mas posso garantir para vocês que Volátil não será um livro que esquecerei.



Sinopse da ArwenStore: Existe um lugar mágico, superabundado por seres com poderes especiais, onde o equilíbrio da natureza é regido por quatro relíquias mágicas – as quatro esferas eólicas.Uma imperatriz, unida com seu pai nefasto, deseja as quatro esferas para levantar seu império sobre os quatro cantos do mundo e obter imortalidade e onipotência, mas, de acordo com a lenda, a reunião destas esferas terá como consequência um desequilíbrio devastador sobre a natureza que poderá levar toda a alma vivente à extinção.Até onde você iria por aquilo que ama? Éolo está disposto a tudo. Ele cruzará dimensões, lugares sombrios e amaldiçoados, enfrentando quem for preciso, deflagrando o maior embate da história entre seres mágicos para “garantir” a sobrevivência do planeta e de seus entes queridos.
Tente imaginar todos os monstros viventes do planeta em um só combate... Isso vai acontecer, é o que a lenda garante. Será que Volátil irá sobreviver?



Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Olá,

    É bem legal quando um livro de uma obra com a qual não estamos acostumados nos surpreende né? Eu não conhecia o livro, mas a premissa não chamou minha atenção. Acho que os fãs do gênero curtiram bastante a leitura, no entanto não é o meu caso, deixo a dica passar.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um gênero de fantasia mais voltado para o público adolescente, ao meu ver. Os apaixonados por romance ou drama, provavelmente não irão se encantar. Entretanto, para o objetivo ao qual se propõe está bem escrito, acredito que quem é fã do gênero posso vir a gostar bastante.
      Já que não é... Super natural não se sentir interessado. ;)

      Excluir
  2. Oiee Mari ^^
    Eu não gosto muito de fantasia, mas adoro um romance bem mesclado com drama, principalmente quando o livro é engraçado...hehe' os engraçados são os meus favoritos! Eu também sou mais chegada em dramas, mas fiquei curiosa para ler esse livro.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Desconhecia o autor, mas por ser pela editora Arwen acredito que tenha um trabalho gráfico bem interessante que me agradaria muito.
    Por ser um livro repleto de batalhas e que te fez dar várias gargalhadas me interessei bastante, até porque sou apaixonada por fantasia e estou louca para conhecer várias que sejam nacionais. Dessa forma, entrou para minha lista de leituras.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A editora Arwen sempre arrasa no design dos livros e, apesar de não curtir muito o gênero, a premissa é muito interessante. O tamanho do livro assusta um pouco, mas quem sabe um dia...

    ResponderExcluir
  5. Hahaha que papo é esse de cacatua?
    Bom, tb não é o meu estilo, mas valeu só pela resenha e pela cacatua rsrs.

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari
    É tão bom quando um livro diverte a gente desse modo ne? Mesmo sendo culpa da catuaba haha
    Esse livro não é o meu estilo, mas eu as vezes me aventuro em gêneros paralelos ao que curto. Dica mais do que anotada.


    beijos
    http://www.livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Fiquei bem curiosa com a história, por trazer algo difernte do que já foi lido. Quero saber como ele conseguirá reunir as esferas e salvar a todo. Parece ser um livro engraçado também, já que comentou que ia dar três estrelas e acabou dando quatro.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir