Resenha: Meia-Noite na Austenlândia - Shannon Hale

Título no Brasil: Meia-Noite na Austenlândia
Título Original: Midnight in Austenland
Autor(a): Shannon Hale
Editora: Record
Páginas: 320
Ano: 2015



Ganhei Meia-Noite em Austenlândia em um sorteio de um evento sobre Jane Austen que participei em Brasília, no ano de 2016. Sinceramente, não sei por que adiei a leitura dele, mas quando peguei, não consegui mais largar.


O livro nos conta a história de Charlotte, uma mulher que tinha tudo o que sempre sonhou na vida: uma boa casa, dois filhos, um marido que ela amava e uma empresa que já havia lhe rendido o primeiro milhão. A história dela começa exatamente quando esse mundinho encantado desaba, com "James" informando que queria o divórcio pois estava apaixonado por outra com quem, inclusive, pretendia se casar.

Sem chão, em uma visita à mãe, acaba encontrando uma lista de "metas de vida", que havia escrito quando bem novinha. Ela havia conseguido completar quase todas, faltavam apenas duas: subir o monte Kilimanjaro e ler todos os livros de Jane Austen. É quando ela resolve cumprir a meta mais simples (sim, ela vai ler os livros).

Apaixonada pela obra que despertou nela sentimentos adormecidos, resolve fazer uma viagem pelas cidades dos livros para tentar "se encontrar" e acaba recebendo uma proposta nada convencional: ir para Austenlândia, um lugar onde ela poderia literalmente viver o livro, como se uma personagem fosse, onde haveria um par romântico esperando por ela... "Imersão total garantida".

Meia-Noite em Austenlândia me prendeu rapidinho. Charlotte é ótima, super incrível, assim como tudo o que acontece na obra. Uma mistura de romance de época com consciência moderna mais suspense, temos desde suspiros de amor até assassinatos em câmaras secretas. A autora soube desenvolver a personalidade de cada integrante desta obra, de forma a conseguirmos diferenciá-los e escolher nossos favoritos.

Encontramos também várias menções a livros de Jane Austen, e outros autores. Até O Pequeno príncipe achei! Vale a pena ler, é relaxante, fofo.

Obs.: Assim como Anastácia de 50 tons de cinza tem a Deusa interior dela, Charlotte tem seus Pensamentos Profundos. A grande diferente é que eu não quis matar os pensamentos profundos de Charlotte, pelo contrário, ri muito com eles (irônicos, sempre colocando ela em cheque, que hora a colocavam para cima, hora a humilhavam despudoradamente).



Sinopse no site da editoraCharlotte Kinder é bem-sucedida nos negócios, mas não no amor. Tentando se reerguer após um doloroso divórcio — e ainda obrigada a ver o ex-marido se casar com a amante —, ela passa a enfrentar o mundo dos programas arranjados com homens desconhecidos. Sem esperanças, se presenteia com duas semanas na Austenlândia, uma mansão interiorana que reproduz a época de Jane Austen. Lá, todos devem se portar de acordo com os costumes da Inglaterra regencial, ou seja, homens são perfeitos cavalheiros e o espartilho é item obrigatório nos trajes de uma dama. Porém, na verdade, os homens são atores, contratados para entreter as hóspedes.Todos em Pembrook Park devem desempenhar um papel, mas, com o passar do tempo, Charlotte não tem mais certeza de onde termina a encenação e começa a realidade. E, quando os jogos na casa se mostram um pouco assustadores, ela descobre que talvez nem mesmo o chapéu mais bonito poderá manter sua cabeça grudada ao pescoço. Ao contrário do que se poderia pensar, Pembrook Park se revela um lugar intimidante, e a experiência de Charlotte passa a ser muito diferente da descrita no pacote de férias.

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Oiii Mari

    Eu tinha faz é tempo esses livros anotadinhos pra ler, mas acabei esquecendo desse dualogia com o tempo, sua resenha me refrescou a memória e me deixou louca pra conferir a história que parece ser uma delicia de ler.
    Seu blog é maravilhoso, adorei conhecer seu cantinho.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou te dizer que os livros já estavam na minha estante tinha no mínimo uns seis meses e eu sempre colocando outros na frente. Felizmente tomei vergonha na cara e resolvi ler. Gostei muito da obra!
      Obrigada pelo elogio! =) Fazemos tudo aqui no Conchego com bastante carinho.

      Excluir
  2. Ei, Mari!

    Cara, quando li ROMANCE me deu vontade de correr. Sim, eu leio romance, sim, eu leio erótico, mas romance fofo e Jane Austen me dão urticária. aí vc vai e diz que tem suspense e mortes??? Cara, acho que vou tentar ler esse livro.

    Beijos
    #BelGóes#

    ResponderExcluir
  3. Oie, gostei mais desse que do Austenlândia, que é relacionado a ele (se passa no mesmo parque temático de imersão nas histórias de Jane Austen). Até eu adoraria ir pra um lugar assim e ter um Mr. Darcy. E concordo plenamente com o seu comentário sobre os pensamentos profundos da Charlotte - os da Anachata só serviam para me irritar ainda mais com aquela trama bolinha de sabão com o polvilho pseudo-dominador! Abraços!
    (ps.: e se gosta de filme fofo, procura o filme inspirado no Austenlândia. É melhor que o livro)

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Bem, se tem Jane Austen, já quero!
    Sou fã de carteirinha da autora, então adoro releituras das obras, adaptações ou qualquer coisa que envolvaa autora ou seus clássicos personagens.
    tenho aqui na minha estante o livro "Austenlância", mas ainda não li (embora tenha amado o filme) e achei que "Meia-Noite em Austenlândia" fosse uma continuação direta. Fiquei feliz em saber que não é, pois parece interessante acompanhar Charlotte se redescobrindo em Austenlândia.
    Que bom que os pensamentos profundos não despertaram um desejo assassino em você, porque os da Ana me tiravam do sério ahhaha. maldita deusa interior! hahaha

    Adorei a resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://www.confissoesfemininas.com/

    ResponderExcluir
  5. Oioi, tudo bem?
    Gente, nunca tinha ouvido falar desse livro.
    Achei a capa tao linda, com certeza leria ele e amei saber mais dele aqui.
    Anotei a dica de leitura.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  6. Oi oi!
    O enredo me pareceu bem interessante! Não li nada da Jane Austen ainda (mas pretendo), mas achei curioso uma Austenlandia haha
    Algo que me chamou atenção também foram os Pensamentos Profundos, isso deve conferir cenas bem cômicas ao livro e adoro isso! :)
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Nunca li nada da Jane Austen, apesar de ter uma enorme vontade, mas tenho um sério problemas com clássicos, não consigo me prender a história. Sendo assim, eu acho que iria gostar de conhecer um pouco mais desse universo austelândia. A capa desse livro é bem bonita. Achei bem interessante o que falou sobre o livro, espero lê-lo.

    Beijos,
    http://entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiii!

    EU não sabia desse pontencial todo no livro. Pensei que era apenas um romance, mas já fiquei encantada com toda essa história.
    a resenha ficou muito envolvente e já fiquei curiosa com essa voz interior da personagem hahhahaha

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Ameeeei a indicação!
    Achei a premissa maravilhosa. Adoro essa mistura de, como você disse, romance de época com consciência moderna. haha Dica mais que anotada, já vou inseri-lo aos desejados.
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  10. Oieee
    Eu também fui nesse encontro... Foi muito bacana. A Laís e a Jéssica levaram a conversa muito bem.
    Eu tava doida pelos livros sorteados, mas não ganhei nada. Mas só de ir, conversar e se divertir já vale a pena.
    Adorei o enredo desse livro e acredito que vou gostar muito. Só de ter referência em Jane Austen já vale a pena.
    Bjo

    ResponderExcluir
  11. Fiquei curiosa pra saber como são esses Pensamentos profundos da Charlotte... Hahaha... Faz tempo que quero ler esse livro mas ainda não tive oportunidade, adorei saber que tem tantas referências, não achei que fosse além de Jane Austen. É tão bom quando a gente se vicia em um livro e não consegue largar, né?

    ResponderExcluir
  12. Olá, como vai?
    Gostei da forma de a autora misturar o romance com algo mais recheado de suspense e momentos tensos. Ainda mais por ser de época. Depois desta sua resenha o livor acaba de entrar para a minha meta de leitura para esse primeiro trimestre, assim que o lê, trago minha opinião por aqui.

    ResponderExcluir
  13. Que legal! Eu já tinha visto esse livro, mas não tinha visto ninguém ainda falando dele. Gostei bastante e agora quero conhecer Charlotte. :)

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Não conhecia o livro, mas achei a temática muito linda e a história parece ser bem envolvente. Com certeza darei uma chance a essa leitura.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  15. Oie
    Primeira resenha que leio sobre esse livro e tenho que dizer que curti muito. É uma história diferente que me pareceu que realmente vale a pena conhecer. Ri muito com a sua consideração final sobre matar a deusa interior da anastacia kkkkkkkkkkkk

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir