Resenha: Pássaros Feridos - Colleen McCullough



Título no Brasil: Pássaros Feridos
Título Original: The Thorn Birds
Autor(a): Colleen McCullough
Ano de relançamento no Brasil: 2012 
Páginas: 546
Editora: Bertrand Brasil




Essa não será uma resenha tradicional, sim terá uma análise da obra, mas essa resenha é mais pessoal, então se não gosta de impressões pessoais, siga com cautela.

Fui “apresentada” a trama de Colleen McCullough nos anos 1980, mais precisamente em 1985, e a rejeitei de cara, eu não era romântica na época. Não que seja hoje, mas isso é outra história.

Conheci o seriado antes do livro e lembro que os adultos ao meu redor falavam da beleza do padre e das maldades da bruxa Mary. Assisti dois dos quatro episódios e achei lento, arrastado e chato.

Anos mais tarde, em um sebo, encontrei o livro e resolvi ler. Sorte a minha que quem comprou o seriado foi o SBT, todo ano reprisava e pude assistir uma das reexibições.
Richard Chamberlain e Rachel Ward
Para mim o livro é muito melhor do que a adaptação para tevê, porque Colleen constrói um padre Ralph coerente com a época em que se passa história. Ele conhece Maggie quando ela ainda é uma menina e praticamente a adota como a filha que nunca poderia ter. Nada de interesse sexual, nada de olhares lânguidos. Nada de inapropriado. Ralph cuida dela porque a mãe de Maggie a negligencia.

Conforme a menina vai crescendo o amor que ela sente por Ralph vai se transformando, assim como o dele por ela. O problema é que ele é um padre, voto de celibato. O outro problema é que ele é ambicioso. Claro é um romance dramático, então temos a bruxa Mary, tia de Maggie e apaixonada por Ralph desde sempre, que jura que se ela – Mary – não pode ter Ralph para si, nem que seja por uma vez, ninguém terá. Bruxas transformam a vida das pessoas em um inferno, Mary não é diferente.

Pássaros Feridos é um romance daqueles capazes de arrancar lágrimas dos leitores, de fazer mocinhas suspirar – Bel, você disse que não é romântica...

Não vou tentar minimizar que o enredo é complicado: um padre católico ambicioso que se apaixona perdidamente por uma mulher, e que é correspondido, não é um tema fácil. Porém a maneira que Colleen desenvolve a trama e relata o envolvimento dos dois é tão delicada que ao invés de causar revolta – ok, causou em parte da sociedade e até hoje tem muita gente que detesta o livro – reforça alguns questionamentos que católicos de todo mundo fazem: por que sendo homens, os padres precisam negar uma parte importante de suas vidas que é o amor romântico?

Antes de julgarem a obra aconselho a darem uma chance para ela, mesmo que seja em streaming ou dvd. Além de ser uma aula de história e geografia, o romance é capaz de “amansar” até mesmo corações pouco afeitos ao romantismo exagerado dos dias atuais.




Sinopse Bertrand Brasil: Um dos romances mais lidos e apreciados de todos os tempos, Pássaros Feridos é uma saga de sonhos, paixões negras e amores proibidos. Passada na Austrália, percorre três gerações de um indomável clã de rancheiros cujas vidas vão ganhando contornos numa terra dura mas de grande beleza ao mesmo tempo que vão lidando com a amargura, a fragilidade e os segredos da sua família. Uma apaixonante história de amor, um intenso épico de luta e sacrifício, uma celebração da individualidade e do espírito. É sobretudo a história de Meggie e do padre Ralph de Bricassart - e da intensa ligação de dois corações e duas almas ao longo de uma vida inteira, numa relação que ultrapassa perigosamente as fronteiras sagradas da ética e do dogma.



Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Nossa, eu amo essa obra! hahahaha eu sei bem como é isso da revolta, já que Jurada pelas sombras é sobre um seminarista que se apaixona por uma gótica!

    ResponderExcluir
  2. Li este livro há mais de 30 anos e até hoje o considero um dos melhores!

    ResponderExcluir