Resenha: O Androide - Paulo de Castro

Título Original: O Androide
Autor Nacional: Paulo de Castro
Editora: 
Novos Talentos da Literatura Brasileira
Ano: 2016
Páginas: 256




Oi, pessoal!!

Hoje vou trazer a resenha de um livro onde autor quis mostrar algo futurístico, que espero, de coração, nunca acontecer nesse mundo que vivemos. 

Vamos à resenha para entender melhor.

O Androide é uma história que se passa em uma época em que não existe mais humanos, eles foram destruídos por robôs que ocuparam cada pedacinho da Terra. Os humanos criaram esses robôs para ajudar em várias atividades e funções de trabalho, mas aconteceu uma revolta e essas máquinas, após receberem uma atualização de dados, investiram contra a raça humana, destruindo cada um em uma guerra violenta.


Vamos conhecer JPC-7938, um androide que foi criado para ajudar em cirurgias, sendo um grande especialista na medicina. Ele conseguia gravar informações em seu HD com precisão e sem erros. Depois da guerra, JPC-7938 vive escondido em uma floresta e passou anos só lendo, até que fica em uma situação de risco e precisa fazer algo, assim ele salva o OPR-4503. 

Depois desse encontro inusitado, JPC-7938 fica sabendo por OPR-4503 que existem mais robôs vivendo em outros locais e que um dia ele tinha encontrado materiais genéticos em um hospital abandonado. JPC-7938 sempre quis trazer a raça humana de volta ao mundo e, quando ouviu essa informação, não pensou duas vezes e contou o seu plano para o seu mais novo amigo.

Mesmo OPR-4503 não acreditando muito na ideia do androide, resolve ajudar. Juntos, os dois vão procurar uma androide que aceite carregar em seu "ventre" o retorno da humanidade. Juntos vão viver situações bem inusitadas e ainda tendo que se esconder das sentinelas e do H1N1, os robôs que não aceitavam a vida humana e mantinham os robôs contrários a essa ideia em cativeiro.

Juro que fiquei com o pé atrás quando li a sinopse, preocupada se ia gostar ou não da história, mas, assim que comecei a história, ela foi se tornando interessante e quando vi tinha acabado a leitura. 

Gostei bastante do autor ter colocado capítulos explicando acontecimentos do passado, para o leitor entender quem era aquele robô e como chegou até aquela situação. De resto, para saber se ele consegue seu objetivo ou não, para saber se ele "sobrevive" à tal empreitada, só lendo. rs



Sinopse do Skoob: "Percebeu que se, de fato, um Deus que zela pelos humanos existisse, não designaria uma máquina para ser o profeta. Esse Deus, ora cruel, ora misericordioso, nem ao menos permitiria a própria extinção dos seres humanos. Poderia a máquina ser esse Deus, dando vida de novo aos homens?". Esse e outros sinais elétricos varriam o pro­cessador de JPC-7938 com velocidade sobre-humana. Processava uma infinidade de outras informações ao mesmo tempo, o que diminuía ainda mais a energia da sua bateria. Talvez era isso mesmo que ele quisesse, para consumar de uma vez o que já estava fadado ao fracasso. Sua bateria durou quatro horas até o desligamento completo. Nessas intermináveis horas, em que não via nada além da densa neblina, que ofuscava o céu azul, cercado de nuvens brancas, percebeu que tudo não passava de coincidência. Que o planeta fora criado, de fato, ao acaso, e que não havia um destino ou uma missão a ser cumprida; apenas a existência, até o inevitável dia do fim.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário