Resenha: Paixão Imprevisível – Ana Rita Cunha




Título da obra: Paixão Imprevisível
Autora Nacional: Ana Rita Cunha
Formato: e-book Kindle e físico
Número de páginas: 494
Editora: Nix
Ano: 2016



Autora iniciante no mercado editorial brasileiro, Ana Rita apostou em um romance com boas pitadas eróticas para apimentar um romance envolvente  entre um playboy rico e acostumado a ter tudo o que quer e uma mulher batalhadora, determinada e que depois de uma grande desilusão concluiu que o amor não é para ela.

Ray Turner é um ator de sucesso, que está no auge da idade, tem tudo o que quer, desde novo. Graças ao talento, beleza e família – amorosa e compreensiva – nunca precisou se esforçar muito para conseguir o que quis. Isso o deixou mandão e mimado, mulherengo, achando que o mundo é um parque de diversões. Além do velho pensamento de “eu digo que é sexo, logo elas sofrem se quiser”, repetido quase como um mantra por dez em cada dez canalhas – literários ou não.


Seu contraponto é Carla Mendes, uma brasileira que vai trabalhar nos Estados Unidos. Na verdade, Carla não é o contraponto, ela nem mesmo é o par romântico perfeito, porque ela é Ray, só que de saia e lingerie sexy. Uma pessoa que não acredita no amor entre um homem e uma mulher. Entre um homem e outro homem ou entre duas mulheres. Ela simplesmente não acredita no amor romântico. Que acha que isso é apenas uma grande enganação para vender livros, filmes e cartões do dia dos namorados.

O primeiro encontro dos dois desmente toda a teoria que eles pregaram nos parágrafos anteriores: é doce, romântico e fofo. Bem estilo sessão da tarde, com direito até mesmo a corações flutuando.

Paixão Imprevisível é um bom romance, que entrega o que promete e restaura a crença no amor romântico, desinteressado. O melhor, os vilões são pessoas normais, comuns, que não estão dispostos a cometer grandes crimes, daquele estilo que te deixa incomodado e pensando “como o ser humano pode descer tão baixo?”.

Uma leitura rápida e fácil, bom para relaxar depois de um dia estressante de trabalho.


Sinopse Skoob: Ray Turner tem 35 anos, é um ator apaixonado por seu trabalho. A mídia e os críticos de dramaturgia, o consideram realmente muito bom no que faz. Um bon vivant safado, nunca deixa passar uma mulher bonita e não tem vergonha nenhuma de usar seu prestígio e profissão para tal. Compromisso, romance e casamento são palavras que não fazem parte de seu dicionário sentimental. “Deixo o amor e o romance para os filmes.” é o seu mantra diário. Carla Mendes é uma executiva de um banco de investimentos, tem 30 anos e é uma mulher totalmente “pé no chão” na carreira e na vida pessoal. Leva uma vida tranquila em Los Angeles, cidade que abriu as portas pra ela em sua profissão. Porém, Carla mantém vínculos fortes no Brasil, seu país natal. Muito machucada pelo amor, Carla usa a expressão “Deixo o amor e o romance para os filmes.” como regra em sua vida. Será possível que esse homem e essa mulher sejam mesmo tão parecidos?

Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Se eu amei?
    Eu adorei.
    Mais objetiva impossível.
    Esse é o meu casal nada previsível.
    Obrigada meninas. Vocês arrasam sempre. ❤

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Que bom, uma boa dica de livro nacional.
    Gosto de histórias para se ler rápido,sem pensar em nada, só relaxar :)

    Bj

    ResponderExcluir
  3. Hello! Tudo bem?
    Gosto de romances, acho que é o meu genero preferido.
    Nao conhecia o livro Paixão Imprevisível e achei interessante.
    É algo leve, bom pra tirar uma ressaca e tal.
    Otima resenha, vou tentar ler depois.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  4. Oi, mesmo gostando da sua resenha, achei a historia meio clichê e por ter cenas picantes, com cenas hot, não chamou a minha atenção, já que não faz o meu estilo, e a historia em si não me cativou, por isso, não leria.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bel
    Ainda não conhecia a obra. Achei bem previsível e bem parecida com todos os outros romances eróticos, com um playboy rico e uma mocinha batalhadora. Porém, gosto de romances clichês de vez em quando para relaxar, depois de uma tarde estressante como você mesmo disse. Boa dica.

    ResponderExcluir
  6. Olá Bel.
    Eu não tinha escutado nada sobre esse livro ainda, afinal é tanto livro que a gente se perde, eu gostei da premissa deste. E bem o que leio em geral, ótima resenha parabéns.

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Olá, adorei sua resenha mas no momento parei um pouco de ler romances, mesmo já tendo sido um gênero que eu gostava demais, acho que eles estão na mesmice para mim, cansei um pouco, mas pretendo com certeza voltar a lê-los e esse livro estará na lista, beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu ainda não conhecia o livro e confesso que infelizmente, ele não chamou minha atenção.
    Ainda assim eu gostei de saber que é um livro de leitura rápida e fácil.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. O que eu mais curti foi o fato dos vilões serem bem normais, e quem de nós não tem um pouco de vilão. O tema em si não me interessa tanto, mas como sou bem eclético na leitura e gosto de conhecer novos autores nacionais eu leria, até porque gosto de alternar estilos de leitura mais pesados com algo mais leve.

    *☆* Atraentemente *

    ResponderExcluir
  10. Oi Bel...
    Não conhecia o livro e nem a autora, mas gostei bastante da resenha, parece ser aquele livro gostoso para passar o tempo.
    Vou dar uma pesquisada a mais sobre o livro e quem sabe não o leia também

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  11. Oi, não conhecia esse livro, mas pela sua resenha posso dizer com certeza que ele é o meu tipo preferido <3 hahaha já esta na lista de desejados. Adorei sua resenha!

    Beijos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  12. Eu adorei a história e a forma que vc expôs sua resenha. Fiquei curiosa em querer conhecer mais o casal, e acompanhar como as primeiras impressões vão sendo desfeitas.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Antigamente, eu não lia e nem me interessa por livros nacionais, não por preconceito, e sim, por não encontrar livros que chamassem a minha atenção. Mas, ultimamente, estou vendo tantos livros bons que às vezes nem sei o que escolher para ler.
    Apesar de clichê, fiquei curiosa para saber como a história entre os protagonistas se desenvolverá.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá.
    Nunca tinha ouvido falar no livro antes, gostei muito da capa embora a premissa do livro não tenha me agradado muito, mas mesmo assim vou colocar na lista de desejados.
    Achei a premissa bem clichê, mas o que seria de nós sem os velhos e bons clichês. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  15. Ola Bel lindona eu adoro um bom clichê sendo bem escrito já me ganha, sendo estilo sessão da tarde é perfeito para uma sexta feira a noite. Não conhecia o livro e já irei pesquisar para comprar o livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  16. Oie
    muito legal sua resenha, não sei se conhecia mas adoro romances então vou anotar a dica pois parece ser uma leitura bem gostosa

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá, Bel! Tudo bem?

    Adoro romances e curto também quando são hot. Embora tenha me interessado pelo livro após ler a resenha, a sinopse deu a impressão de que é aquela velha receita: carinha lindo, safado e rico, que esnoba a mocinha, mas que de alguma forma atrai o cara e entre dramas e paixão, lutam para passar por cima de tudo e ficar juntos. Tive a impressão de que é mais do mesmo. O que você acha?

    Beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir
  18. Ooi! Infelizmente a história desse casal não me chamou a atenção... Talvez seja porque eu já estou cansada desses mesmos personagens que só querem transar e que não se envolvem bla bla bla
    Mas, parabéns pela resenha e fico feliz que tenha gostado!
    Beeijos

    ResponderExcluir