Resenha: Não tão primos


Título: Não tão primos
Autor Nacional: Renan Merlin

Editora: Coerência

Ano: 2016

Páginas: 216





Olá pessoal, tudo bem com vocês? 

Hoje falaremos de mais um livro nacional. Trata-se de Não tão primos, do autor de primeira viagem Renan Merlin.

A obra nos conta sobre a vida de Bernardo, um garoto normal que decide fazer aulas de natação. Lá, ele acaba se aproximando do garoto mais popular do colégio, Matheus, e parece rolar uma química muito forte entre os dois.

Devido a um campeonato de natação que se aproxima, Bernardo oferece a piscina de sua casa para Matheus treinar ainda mais, pois o clube tem horários rígidos para isso e o amigo considera insuficiente para possibilitar uma vitória. Mal sabia Bernardo que essa simples decisão iria virar seu mundo de ponta cabeça.

Matheus toma uma atitude que o surpreende, depois foge e passa a agir como um idiota. Permite até que Bernardo apanhe dos garotos valentões do colégio que, supostamente, são seus melhores amigos. Uma atitude covarde, de entristecer e envergonhar não apenas um personagem, mas também deixar o leitor revoltado, preciso dizer.


Magoado, Bernardo passa a sentir medo até mesmo de pensar em ir ao colégio, mas é ajudado pela sua melhor amiga. É uma relação verdadeira e muito bonitinha de se ler sobre, a desses dois.


Outra reviravolta ocorre na vida de nosso protagonista quando o seu meio primo – ou não tão primo – Gustavo vem morar na sua casa para estudar no mesmo colégio. Neste ápice da história, Bernardo tem vários conflitos psicológicos e questionamentos a respeito dos próprios sentimentos. Aviso: alguns leitores podem ter vontade de entrar no livro e dar uma sacudida nele para ver se o garoto reage.



Por causa da convivência, os primos acabam se aproximando muito e Bernardo se vê atraído por Gustavo, mas com medo de se entregar e estragar a amizade que possuem.



Com muitas festas e momentos divertidos, Não tão primos é um livro bem leve (talvez leve até demais), que trabalha um tema em voga na mídia e que dá para ler em poucas horas.

Os personagens, fora o principal, são pouco retratados e parece que tudo acontece em prol do Bernardo, o que incomodou um pouco. Em alguns momentos, houve a sensação de o livro ser corrido, poderia ficar um pouco mais naquela cena e descrever o que os personagens realmente estavam sentindo. Porém, não se pode tirar o mérito da história apenas por esses detalhes, ela bastante corajosa por envolver preconceito até dos leitores na hora da compra e tem uma linda mensagem.

Sobre a edição em si, bem... A que foi lida pela resenhista desse blog apresentou linhas picadas e alguns erros que a incomodaram. Não sabemos o que aconteceu, se foi só na que recebemos ou isso ocorre em todas, mas foi uma pena porque em termos puramente estéticos a edição em si estava muito bonita.













É isso pessoal.





Sinopse do skoob: Tudo parece sem cor. As férias começaram com um romance e acabaram como um filme de terror. Agora as aulas vão recomeçar e Bernardo terá que enfrentar os meninos que o agrediram e lidar com a nova emoção que insiste em seguir os seus passos: o medo. Apesar de tudo, Bernardo não está sozinho, Gustavo chegou para recolorir o seu mundo. Gustavo e Bernardo são meio que primos, ou melhor, Não Tão Primos.Os dias podem se tornar cinza por algum tempo, mas jamais perderão o calor, pois a famosa cidade do verão eterno não deixa que os corações fiquem frios por muito tempo. Prepare-se para aquecer e colorir o seu mundo com Bernardo e seus amigos. Seja bem-vindo a São Pietro!

Em abril de 2015, surgiu o Conchego das Letras, um blog que fala sobre livos publicados tanto no Brasil quanto os que só são vendidos em sites estrangeiros ou postados em plataformas de leitura gratuitas.

Nenhum comentário