Lançamentos: Sextante - Setembro/2016




Esse mês a Sextante traz mais livros deliciosos, com leituras leves, para mudar sua vida. Além de 30 dias para mudar, um programa de emagrecimento, temos "Se meu cachorro falasse", para os amantes de animais e "A maior de todas as mágicas", um livro comovente que mostra o poder da compaixão e da meditação, entre outros. Vamos conferir?




                                        30 dias para mudar
Um programa para emagrecer e ter mais saúde com comida de verdade
"30 dias para mudar" apresenta o badalado programa Whole30, de Melissa Hartwig e Dallas Hartwig, que já ajudou centenas de milhares de pessoas a transformar de vez a relação com a comida. Sua abordagem leva a uma perda de peso sem grandes sacrifícios, além de melhorar significativamente a qualidade do sono, os níveis de energia, o humor e a autoestima.
A partir de um plano de apenas cinco passos, você vai eliminar todos os alimentos que possam estar lhe fazendo mal – como grãos, açúcares, laticínios e leguminosas –, ver como se sente e depois reintroduzir os grupos alimentares pouco a pouco, escolhendo com consciência o que quer ou não manter de acordo com os seus sintomas.
Com esse conhecimento, você será capaz de erradicar hábitos pouco saudáveis, reduzir compulsões alimentares e a gula relacionada ao estresse, melhorar a digestão e fortalecer o sistema imunológico. E fará tudo isso sem passar fome, sem contar calorias e sem precisar se pesar.
Para ajudar no processo, os autores relatam histórias reais de pessoas que aderiram ao programa e tiveram sucesso, abordam as principais dificuldades enfrentadas pelos participantes, sugerem uma lista de compras apenas com os itens permitidos e ensinam como agir quando você come fora de casa e como adaptar o programa para crianças, gestantes e vegetarianos.
O livro ainda apresenta um cardápio completo para uma semana e um superbônus: mais de 100 receitas práticas e deliciosas com comida de verdade, desenvolvidas para saciar o apetite e estimular o paladar. Elas vão desde as preparações mais básicas, como molhos e acompanhamentos, passando por refeições práticas feitas em apenas uma panela, até chegar a drinques e menus completos para ocasiões especiais, como festas de fim de ano.






Muito amor, por favor - Arthur Aguiar, Fred Elboni, Ique Carvalho e Matheus Rocha. 

Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre. 

- O Amor É Água

Arthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.

- O Amor É Ar
Frederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado. 
- O Amor É Fogo
Ique Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas
- O Amor É Terra

Matheus Rocha fala sobre do amor do tipo terra, aquele estável, certo, que traz segurança, mas que pode, de vez em quando, provocar terremotos que abalam estruturas, tiram tudo do lugar e viram a rotina de ponta-cabeça.



                                         Se meu cachorro falasse - Cynthia L. Copeland
Combinando lindas fotos de cachorros às ótimas lições de vida que eles nos ensinam, este livro é um delicioso lembrete do que realmente importa.
Menos preocupação, mais alegria Os cachorros nos ensinam a receber cada manhã com entusiasmo e otimismo, a amar de forma incondicional, a perdoar com facilidade e a saber quando fugir e quando descansar. Verdadeiros filósofos de quatro patas, eles nos mostram que cada dia é uma dádiva — e que cada refeição é a melhor de todas!


                                            
A maior de todas as mágicas - James R. Doty
Jim teve uma infância difícil. Cresceu com o pai alcoólatra e a mãe depressiva numa pequena cidade da Califórnia. Para ele, a vida se resumia a uma sucessão de dias tristes, violentos e sem esperança.
Mas tudo mudou ao completar 12 anos, quando entrou numa loja de artigos de magia e conheceu a misteriosa Ruth. Enxergando todo o sofrimento do menino, a generosa senhora resolveu ajudar e prometeu ensinar a ele a maior de todas as mágicas.
Ao longo de seis semanas, Ruth guiou Jim por diversas técnicas de meditação, ensinando-o a relaxar o corpo, esvaziar a mente e abrir o coração – os passos necessários para qualquer pessoa aprender a lidar com a dor e com as próprias emoções.
Os anos se passaram, Jim incorporou as práticas e se tornou o Dr. James Doty, neurocirurgião proeminente e empresário de sucesso. Mas esqueceu de manter o coração aberto, o que gerou terríveis consequências. 
Nesta emocionante história real, Dr. Doty mostra o poder que a compaixão tem de transformar vidas e a força que cada um de nós possui para transformar o mundo. 




A coragem de ser imperfeito, de Brené Brown
Brené Brown ousou tocar em assuntos que costumam ser evitados por causarem grande desconforto. Sua palestra a respeito de vulnerabilidade, medo, vergonha e imperfeição já teve mais de 25 milhões de visualizações.
Viver é experimentar incertezas, riscos e se expor emocionalmente. Mas isso não precisa ser ruim. Como mostra Brené Brown, a vulnerabilidade não é uma medida de fraqueza, mas a melhor definição de coragem.
Quando fugimos de emoções como medo, mágoa e decepção, também nos fechamos para o amor, a aceitação e a criatividade. Por isso, as pessoas que se defendem a todo custo do erro e do fracasso acabam se frustrando e se distanciando das experiências marcantes que dão significado à vida.
Por outro lado, as que se expõem e se abrem para coisas novas são mais autênticas e realizadas, ainda que se tornem alvo de críticas e de inveja. É preciso lidar com os dois lados da moeda para se ter uma vida plena.
Em sua pesquisa pioneira sobre vulnerabilidade, Brené Brown concluiu que fazemos uso de um verdadeiro arsenal contra a vergonha de nos expor e a sensação de não sermos bons o bastante, e que existem estratégias eficazes para serem usadas nesse “desarmamento”.
Neste livro, ela apresenta suas descobertas e estratégias bem-sucedidas, toca em feridas delicadas e provoca grandes insights, desafiando-nos a mudar a maneira como vivemos e nos relacionamos.



REDES SOCIAIS DA EDITORA SEXTANTE:


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário