Resenha: Nildrien - O Pergaminho



Título no Brasil: Nildrien - O Pergaminho
Autor Nacional: Manoel Batista
Editora: Novo Século

Ano: 2015
Páginas: 588 




Oi, gente. Tudo bem com vocês?

Hoje trago a resenha do livro Nildrien - O Pergaminho, do autor Manoel Batista. Quando a Daya me questionou se eu gostaria de resenhá-lo, fiquei com certo receio (vocês já sabem do meu pé atrás com fantasias, certo?!), mas a capa me ganhou logo de primeira. Preciso confessar que me surpreendi bastante e ao fim da leitura acabei desejando que tivessem mais páginas para eu me deliciar nesta grande aventura... rsrs 


O livro inicia com a descoberta de um tesouro escondido na Caverna antiga. Os mineradores que o encontraram sofrem um ataque misterioso e somente dois deles conseguem sair vivos de lá. Um dos minerados sobreviventes, envolto em ganancia, mata o colega e faz um mapa de como encontrar o tal tesouro com o intuito de vendê-lo por uma boa quantia em dinheiro. 

Ao mesmo tempo em que vamos descobrindo o que acontecerá com o mapa, vários personagens nos são apresentados... Com cada capítulo destinado a um deles, vamos nos familiarizando com cada novo membro que vai ter um papel importante nesta história. Vou confessar que esse começo deixou a leitura um pouco cansativa para mim, conhecer tantos personagens um atrás do outro me fez ficar confusa de início...

Após a rainha de Nalim ter o conhecimento de que a Caverna antiga está emitindo uma energia diferente, provavelmente vinda deste tesouro, e que o mapa que leva a ele caiu em mãos erradas, resolve formar um grupo para ir em busca dele e deter o reino das Trevas. O grupo é formado por Damian, Reks, Karson, Histran, , Kylet, Hanns, Lóris, Mike, Mistia, Hant, Verônika, Karedrine, Ylis, Marlin e Myat. Entre estes membros, encontraremos meio elfos, meio dragões, magos, guerreiros, lutadores, meio demônios, clérigas da paz, clérigas do amor, paladinos da luz, princesa.

A partir daí é que a aventura realmente começa e que não consegui parar de ler... Essa equipe, que representa Nalim, passará por muitos desafios, muitas lutas. Além de tudo isso, terão que correr contra o tempo já que o reino das Trevas está em vantagem, pois possui o mapa.

O que eu mais gostei foi ver que a amizade e o companheirismo do grupo cresceram a cada página, por mais que fosse difícil nunca deixaram ninguém para trás e aos poucos os poderes de cada um deles foram evoluindo e podemos observar o crescimento pessoal de cada um...

Enfim, indico este livro para quem gosta de uma grande aventura e de livros bem descritivos. Com certeza vocês irão se apaixonar por alguns personagens, torcer muito para o grupo de Nalim e, claro, ao final da leitura ficarão querendo o próximo livro! Rsrs

Beijos, até a próxima! 


Sinopse: Em um mundo de fantasia medieval, o despertar de uma poderosa energia em uma caverna milenar e remota faz com que os mais poderosos reinos de Nildrien se mobilizem para conseguir o artefato portador do poder: um antigo pergaminho criado pelo maior de todos os magos, contendo feitiços capazes de afetar o equilíbrio mundial. Sem poder enviar seus mais experientes e poderosos membros, resta às forças de reinos aliados formarem um grupo de jovens aventureiros para enviá-los ao maior desafio de suas vidas: uma aventura entre guerreiros, magos e monstros que dividem um cenário onde o fantástico e a magia se mostram mais presentes do que nunca. Uma jornada que mudará para sempre a vida desses jovens, repleta de drama, ação e humor.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário