Resenha: As cinco linguagens do amor


Título no Brasil: As Cinco Linguagens do Amor.
Autor: Gary Chapman
Editora: Mundo Cristão
Ano: 1997
Páginas: 216



Oi, gente. Tudo bem com vocês?

Hoje trago um livro um pouco diferente: As cinco linguagens do amor, de Gary Chapman.

Gary é um conselheiro em relacionamento e dono de uma sabedoria absurda. Antes que falem "A Bruna lendo livro de auto-ajuda...", não o considero um livro de auto-ajuda e sim um manual de sobrevivência para todos os tipo de relacionamento. rsrsr
Li este livro a alguns anos e percebi que nunca o resenhei, então vamos lá!

Gary nos mostra que, no geral, as pessoas tem CINCO formas diferentes de se sentirem amadas e o que acontece muitas vezes em um relacionamento (não só no relacionamento marido X mulher, mas também pais X filhos e outros) é que você está demonstrando que ama uma pessoa da forma que você gosta de ser amado, que muitas vezes não é forma que a pessoa se sente amada.

Deu pra entender?

Vou usar um exemplo que vi em uma de minhas pesquisas sobre este livro:


Se você só fala português e se apaixona por uma pessoa que não fala sua língua, para que este relacionamento dê certo você tem que aprender a falar a língua da outra pessoa, não é mesmo? Se não, a comunicação irá falhar e provavelmente o relacionamento terá muitos problemas... O mesmo serve para a outra pessoa.


As linguagens do amor funcionam da mesma forma, vou descrever brevemente cada uma delas para que vocês entendam o que eu estou querendo dizer:

*PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO - esta é a linguagem daquela pessoas que precisam ouvir... Elogios, palavras de admiração, precisa ouvir o "Eu te amo".

*TEMPO DE QUALIDADE - esta é a linguagem daquela pessoa que gosta de estar junto, precisa de atenção e dedicação. Não adianta estar junto assistindo a TV, vocês precisam estar fazendo alguma coisa juntos, conversando, passeando. Ela precisa se sentir importante pra você e perceber que você está se dedicando a ela.

*PRESENTES - esta é a linguagem daquela pessoa que se sente amada ganhando presente. Que fique claro que não necessariamente precisa ser algo caro e sim algo concreto, uma carta, uma flor, um chocolate... Algo que a faça perceber que de alguma forma o parceiro estava pensando nela.

*ATOS DE SERVIÇO - esta é a linguagem daquela pessoa que geralmente está sempre executando algum serviço de casa: cozinhar, limpar, arrumar a casa, cuidar dos filhos. A melhor forma de você fazer essa pessoa se sentir amada é colocando a mão na massa. Ajude, ofereça-se para fazer algo, fale "Querida, pode deixar que hoje eu lavo e seco a louça". 

*TOQUE FÍSICO - como o nome já deixa claro, esta é a linguagem daquela pessoa que gosta realmente de estar em contato físico constante com o parceiro. Para ela, um abraço vale muito mais do que um presente caro. A melhor forma de fazer seu parceiro feliz é com carinhos, beijos, abraços, andar de mãos dadas...

Você pode lotar o parceiro de carinhos e beijos (toque físico), mas ele ser do estilo que precisa de palavras de afirmação; ele fica reclamando que você não o ama, e você não entende, pois insiste que demonstra o amor o tempo todo. Nota que complicado? É disso que estamos falando... O que geralmente acontece na maioria dos relacionamentos é você demonstrar seu amor na sua linguagem e não na linguagem do seu parceiro. Claro que em alguns casos os casais tem a mesma linguagem, mas isso é raro!

Este livro me ensinou a observar mais a mim e o meu relacionamento, aprender sobre a minha forma de se sentir amada e a de meu marido me ajudou a demonstrar meu amor da maneira correta.

Indico para todos, principalmente para quem é casado, pois pode ter certeza que se colocar os aprendizados deste livro em pratica você se sentirá mais realizado e amado no seu relacionamento.

Espero que tenham gostado!
Até a próxima. Beijo


Sinopse por skoob: Por que será que os casais não falam a mesma língua?Contrariando a idéia de que o amor tem uma linguagem universal, o dr. Gary Chapman demonstra que as pessoas expressam e recebem manifestações de amor de diferentes maneiras, que ele denomina linguagens do amor.Após anos de experiência como conselheiro de casais e palestrante em seminários, Chapman identificou cinco delas: Palavras de afirmação, Tempo de qualidade, Presentes, Atos de serviço, e Toque físico.As cinco linguagens do amor mostram por que só nos sentiremos realmente amados e compreendidos quando a pessoa amada nos expressar seu amor através de nossa linguagem única. Aprendida na infância, ela sensibiliza e alcança, de maneira poderosa e plena, nosso jeito especial de nos sentir amados.Você já descobriu sua linguagem do amor? E a linguagem da pessoa a quem você ama? Então, descubra-as nas páginas deste livro.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário