Leituras da Mari: O Quarto Dia - Sarah Lotz

Legenda: Livro cedido pela editora parceira Arqueiro

Título no Brasil: O Quarto Dia
Título Original: Day Four
Autora: Sarah Lotz
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 351



Este é meu segundo livro desta autora em duas semanas. Em "Os Três" (ver resenha aqui) conhecemos a história da Sexta-feira Negra, com a queda de quatro aviões. Em "O quarto dia" seremos levado ao tenebroso mundo dos acidentes marítimos.

Quem nunca ouviu falar em embarcações encontradas no mar, aparentemente abandonadas por seus tripulantes "de última hora", mas que pareciam não ter absolutamente nada de errado ou que justificasse o sumiço da tripulação? Pois então, é com esse imaginários que O quarto dia irá trabalhar.


Não vou mentir para vocês, fiquei um tanto irritada após uma informação que meio que desmentia muito do livro anterior, mas aos poucos a obra foi me envolvendo. Neste ponto vale ressaltar que não é preciso ter lido o primeiro para entender o segundo, mas achei interessante ter conhecimento de ambas as histórias.

A linha Foveros é uma linha de cruzeiros já desacreditada, com zilhões de críticas na internet, uma ornamentação das mais bregas e um serviço de bordo que, no mínimo, deixa um tanto a desejar. Nela está ocorrendo o "encontro de Amigos" de Celine, uma suposta médium que recebem entidades que contam para ela o que aconteceu com os entes queridos falecidos daquelas pessoas.

Nos três primeiros dias Celine faz de tudo para fugir de seus "amigos/fãs", aparecendo só na noite do terceiro dia para a sua apresentação. É exatamente na madrugada desta noite para o início do quarto dia que algo estranho começa a acontecer. O navio perde toda a energia e fica completamente a deriva, sem nenhuma forma de comunicação para realizar nem ao menos um pedido de resgate.

O estoque de comida é finito e perecível, e eles não têm ideia de quando e se serão resgatados. Para completar o caos, ainda é encontrado o corpo de Kelly, uma das passageiras, assassinada em sua cabine e a equipe tenta encobrir todos estes fatos a qualquer custo. Mas como esconder segredos de tanta gente, em um confinamento onde tudo o que eles realmente têm para fazer é "fofocar"?

Bem, pessoal, eu gostei do livro. Ele responde algumas questões que ficaram abertas no livro anterior, ajudando-nos a quase entender o incompreensível, mas levanta novas questões (sério, essa autora deve estar querendo me enlouquecer fazendo essas coisas!). A narrativa dele também é mais fluida, embora eu não tenha tido problemas com o outro, por ser agora de forma linear, sem as idas e vindas que tivemos no livro passado.

Outra coisa legal dessa vez é que os próprios personagens contam suas histórias, não é mais um terceiro relatando informações colhidas, o que torna tudo bem mais "pessoal".

Querem saber mais sobre o que acontece para que este se torne "mais um navio fantasma no mar"? Então façam como eu fiz e venham conferir O QUARTO DIA!

Onde comprar: ver site arqueiro


Sinopse do Skoob: Em O Quarto Dia, Sarah Lotz conduz o leitor por uma viagem de réveillon que tinha tudo para ser perfeita. Mas às vezes o novo ano reserva surpresas desagradáveis...
Janeiro de 2017. Após cinco dias desaparecido, o navio O Belo Sonhador é encontrado à deriva no golfo do México. Poderia ser só mais um caso de falha de comunicação e pane mecânica... se não fosse por um detalhe: não há uma pessoa viva sequer no cruzeiro.
As autoridades acham indícios de uma epidemia de norovírus, mas apenas descobrem os corpos de duas passageiras. Para piorar, todos os registros e gravações de bordo sofreram danos irreparáveis.
Como milhares de pessoas podem ter sumido sem deixar rastro? Teorias da conspiração se alastram, mas só há uma certeza: 2.962 passageiros e tripulantes simplesmente desapareceram no mar do Caribe.


Comente com o Facebook:

41 comentários:

  1. Oi, Mari! Li e resenhei esse livro há pouco tempo. Eu não li "Os três", mas deu pra sentir durante a leitura de "O quarto dia" que talvez ele soasse menos estranho se eu tivesse lido o anterior, mesmo não sendo uma continuação direta. Acabei terminando a leitura sem saber o que pensar, como você mesma disse, são muitas perguntas abertas.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, apesar de u ter um pouco (muito) de medo, eu tenho uma grande curiosidade com esse livro e pretendo lê-lo em breve. Gostei de saber que não precisa ler o anterior para entender, mas ainda assim eu quero ler os dois. Espero gostar e superar o medo kkk

      Excluir
    2. Carla, em OS TRÊS terminamos com muito mais perguntad do que resposta. Já em O QUARTO DIA acabamos tendo algumas das respostas, não todas.

      O livro anterior aparece de forma muito discreta nesse, como nos comentários da vidente sobre a quinta-feira negra ou nos livros do tablet, fornecendo algumas "dicas" de qual seria a resposta para as principais perguntas.

      Excluir
    3. Beatriz, ele não chega a ser um livro de terror, terror. Tá mais para um suspense sobrenatural. Leia sem medo.
      😉

      Excluir
    4. Ah, obrigada :) Eu tenho medo de ler esse gênero mas estou aprendendo a superar isso kkk essa série está na minha lista e pretendo ler esse ano ainda.

      Excluir
  2. Olá <ari!
    Estou na metade desse livro, de cara, me surpreendi com a narrativa da "continuação" de os três. Digo isso, justamente por causa das menções sobre os personagens do livro anterior. Confesso que estava pronta pra ler um livro naquele formato, tio documentário. Mas, gostei de lê-lo dessa forma também, não me causou tanto impacto como no anterior, mas está sendo tão perturbador quanto o outro. Amei sua resenha!
    Bjocas
    Ni
    Cia do Leitor
    youtu.be/j9ssYK7_T88

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Assumo que aquela narrativa desse livro referente ao anterior, lá no início, muito me irritou. Tive a sensação de ter sido enganada.

      Mas ao final do livro pude entender o porquê daquilo.

      Excluir
  3. Oi Mari!
    Menina eu li o primeiro é apesar do final ter me decepcionado um pouco, esse segundo parece que está de arrepiar os cabelos dos dedos do pé, fiquei muito curiosa para saber quais respostas foram respondidas e quais questões ficaram em aberto.
    Será que com esse livro o final do outro fica mais "claro"?
    Bem, vou ter que ler que você me deixou mega curiosa!
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giu, eu achei que com esse livro todo o outro ficou muito mais claro. Ele quase que responde por completo as dúvidas, penso.

      Mas te prepara para se irritar um pouco no começo e ficar ainda mais confusa. Rsss

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?

    Pois é! Er... Eu quero ler esse e o primeiro livro a algum tempo, mas fico protelando, sabe? risos.

    Adorei a sua resenha, destacou pontos que curti. Apesar de você deixar claro que não é obrigatória a leitura do primeiro para que se leia esse, pois não é bem uma continuação, ainda assim, acho que se eu optar por leresmo, tenho de ler o primeiro, sou daquelas que fica incomodada se não ler certinho. :D

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, eu também sou assim e por isso li os dois. Tem, claro, tiradas nesse livro que quem não leu o um talvez não note, mas a verdade é que mesmo assim dá para entender o livro sem essas tiradas.

      Excluir
  5. Li a sua resenha anterior e continuo gostando da forma como a autora escreve. Eu gosto desses mistérios todos. Só me faz querer começar logo o livro (eu tenho Os Três mas só lerei O Quarto Dia após finalizar o anterior). Adoro histórias de navios fantasmas, envolvendo médiuns e assassinatos, então? Uou! Já é!! XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk. Nuccia, sua animação é contagiante! Quase fiquei col vontade de ler novamente.

      Para mim, o final desse ficou muito bom. Não o último capítulo, que achei um tanto desnecessário, mas a parte anterior definitivamente foi a mais elucidativa.

      Excluir
  6. É uma aventura ler Sarah Lotz. Uma leitura bem perturbadora, parece que vemos fantasmas por todos os lados. Gostei da sua resenha. Vai no meu blog conferir a minha.
    Bjs
    Www.caprichosbyneli.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou sim, Neli. Vou te dizer que não cheguei a esse ponto, de ver fantasma por todo o lado, mas achei a história bem montada, intrigante.

      Excluir
  7. É uma aventura ler Sarah Lotz. Uma leitura bem perturbadora, parece que vemos fantasmas por todos os lados. Gostei da sua resenha. Vai no meu blog conferir a minha.
    Bjs
    Www.caprichosbyneli.com

    ResponderExcluir
  8. Eu li Os três e fiquei bem curiosa sobre o enredo desse título. Já li vários comentários positivos a respeito e pretendo adquirir meu exemplar logo. A ambientação deve ser ótima, como posso imaginar.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os três foi desastre aéreo, o quarto dia foi em um cruzeiro. Estou esperando o próximo livro com um desastre locomotivo e col o dia 5. Kkkk

      Excluir
  9. Olá
    Eu estou interditada de ler essa resenha!!!
    Huahuahua, falando sério, estou com muita vontade de ler o primeiro livro, e como não sei absolutamente nada do livro, além da capa maravilhosa, vou usar o livro para um desafio aqui do Poyo, e estou tentando ler ele as cegas.
    Mas prometo, de pé junto, volto aqui para saber o que você acho do livro :)
    Beijinhos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk tudo bem, Dani. Entendo perfeitamente! Ler às cegas é bom para não ser influenciada pela opinião alheia em uma avaliação para resenha futura.

      Excluir
  10. Oiii Mari, tudo bem?
    Realmente parece ser um livro diferente e cheio de mistérios. leria só por causa disso e do suspense que a trama possui, sua resenha está fabulosa mesmo e leria com toda certeza.
    Beijinhoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Morgana! No primeiro livro achei que poderia ser terror, mas não é. É realmente uma mistura de suspense e mistério.

      Excluir
  11. Oi Mari!
    Não li nem o primeiro livro, mas um amigo me explicou que são independentes.
    Acho as edições lindas, mas confesso que a temática não me chama atenção. Sou muito medroso, então suspense e terror são livros que não fazem parte da minha meta. Não vejo nem filme.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. David, acontece. Realmente os livros são independentes, mas gostei de ter kido na ordem.
      Conhecer o primeiro te faz enxergar com outros olhos o segundo.

      Excluir
  12. Oiee

    Eu li o livro anterior e confesso que fiquei um pouco decepcionada com o final, mesmo assim estou super curiosa com esse.
    Quero muito ler e sua resenha mexeu mais ainda com minha vontade.
    Adoro o gênero!!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo sua decepção e te digo que o inimigo desse te fará ficar ainda mais irritada com o livro anterior. Entretanto, ao final dele tudo é "explicado", até certo ponto, e você fica levemente menos revoltada.

      Excluir
  13. Oioi! Tudo bem?
    O Quarto dia eu conheci num evento da Arqueiro e fiquei mto animada a ler.
    Achei a capa linda, melhor do que do primeiro volume e quero ver como os dois livro se conecta.
    Eu sou medrosa, mas esse livro me deixou bem curiosa.
    Vou tentar ler o quanto antes.
    Muito bom o post.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa ter medo, sério. Ele até tenta brincar com o nosso psicológico, mas é mais para o lado de "descubra o mistério".

      Excluir
  14. Oie!
    Como lembro pouco do livro anterior, penso em voltar a fazer a leitura antes de ler O Quarto Dias. Várias pessoas estão indicando o livro, e vou fazer a leitura em breve para poder conferir essa história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, dá uma vista na minha resenha de OS TRÊS, talvez te ajude a lembrar.

      Excluir
  15. Ooi! Tudo bem?
    Então, tenho lido umas resenhas desse livro, e mesmo a capa sendo maravilhosa e bem interessante, não me atrai :/ não sei, eu acho que é porque não conheço bem o mundo em que se passa ou tenha tido algum tipo de contato com o livro anterior, mesmo que não seja seguindo o mesmo rumo, creio que me deixa confusa não saber exatamente do que está buscando, o que está analisando na obra. Bom, parabéns pela resenha!
    Beeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruhh, não vou mentir para você...
      O livro é realmente confuso. Você fica se perguntando de está realmente daquele jeito ou se é tudo uma mentira, um sonho ou pesadelo de alguém.

      É um tanto angustiante isso.

      Excluir
  16. Oi
    Tudo bom?
    Vejo todo mundo falando dessa autora, mas ainda não li nada!
    Quero ler, pq faz tempo que não leio nada do género, vivo no romance, e estou tentando sair desse vicio romântico, mas sempre acabo voltando!
    Esse livro com certeza está na lista para ler logo!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura, realmente variar o gênero é muito bom, desperta novos horizontes em nossa mente. Espero que goste da leitura!

      Excluir
  17. Oie☺☺☺

    💗 tô querendo ler esse livro, aliás, os dois. ..mas desse eu não tinha lido nenhuma resenha ainda☺

    Já vou com o pé atrás por causa disso que desmentiu do anterior 😛 hehe...
    Fiquei curiosa...

    Bjs💕

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise, o desmentir do anterior é bastante relativo. Ele desmente e valida ao mesmo tempo, mas no início da obra ele apenas desmente e eu li muitas páginas ainda irritada com aquele detalhe.

      Excluir
  18. Oie☺☺☺

    💗 tô querendo ler esse livro, aliás, os dois. ..mas desse eu não tinha lido nenhuma resenha ainda☺

    Já vou com o pé atrás por causa disso que desmentiu do anterior 😛 hehe...
    Fiquei curiosa...

    Bjs💕

    ResponderExcluir
  19. Oi, Mari.
    Esses dias mesmo eu li uma outra resenha deste livro e ele me deixou curiosa, eu só não sabia desse livro anterior. Quando vi pensei que iria descarta-lo de vez por ter medo haha, mas parece que ele não é tão assutador assim, né. ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu, particularmente, não achei assustador. Encarei como um livro investigativo sobrenatural e nada mais. Fala de morte e espíritos? Sim, mas de uma forma não tão assustadora assim.

      Excluir
  20. OIE
    Não tenho muita vontade de ler o livro pois estou fugindo desse gênero, mesmo assim, sua resenha está bem legal e é uma dica boa para quem curte

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Catharina, faz parte. Nem todo mundo gosta de todos os gêneros, faz parte.

      Quem sabe você gosta da próxima resenha?rss

      Excluir