Resenha: Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar


Título do livro no Brasil: Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (Os Números do Amor # 1)
Título Original: Nine Rules to Break When Romancing a Rake
Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 384
Onde comprar: Saraiva




Olá leitores,

Hoje vou trazer a resenha de um livro que eu amei e estou completamente apaixonada. Sabe quando terminamos a leitura com vontade de saber mais e não queremos abandonar os personagens? Foi assim que aconteceu comigo lendo esse livro. Fazia um tempo que não lia um romance de época, mas quando vi a capa, e tanta gente falando, eu precisava conhecer para me encantar... E declaro, necessito urgente do próximo.

Em Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar, o primeiro da trilogia Os Números do Amor, vamos conhecer Calpúrnia. Uma jovem sonhadora que faz tudo que a sociedade espera de uma dama. Ela passou por todas as tradições, foi apresentada para a sociedade, e mesmo assim, depois de dez anos, continua solteira. Enquanto as jovens vão ao baile para dançar e se divertir, Callie fica sentada assistindo tudo.

Callie sabe ser uma verdadeira dama, mas ela trocaria tudo para ter uma vida de aventura. Por achar que é "velha" para se casar (ela tem 28 anos), não acredita mais que o seu príncipe encantado apareça e não se acha uma mulher dentro dos padrões de beleza. Ela se descreve um pouco roliça, e acredita que a sua reputação não lhe fará diferença. 

Ela sempre teve vontade de conhecer um pouco dos prazeres que uma mulher, da sua época, era proibida de até pensar sobre o assunto, então decide anotar as nove regras sociais que lhe são "proibidas" e que pretende descumprir para, assim, conseguir realizar alguns de seus sonhos.

Essa mulher recatada e considerada um exemplo de comportamento, naquela época, começa a quebrar as regras anotadas, assim a história começa com as suas emoções.

Callie, como toda jovem, queria casar, sonhou a vida toda com um homem, o marquês de Ralston, o Gabriel St. John. Ele é tudo que um libertino poderia ser: cheio de amantes, uma vida movimenta no prazer, charmoso, lindo e claro, não pretende se apaixonar. Mas Callie estava decidida a cumprir suas novas regras e resolve começar com beijar alguém apaixonadamente, nada melhor ser com o seu grande amor. Sério, eu não imaginada que Callie fosse ter tamanha coragem, mas ela teve!! 

Callie foi atrás desse libertino e a partir daí, a história dos dois se entrelaça. Juntos, vão protagonizar momentos maravilhosos e ele se torna o seu companheiro para as suas maluquices. Só tem uma coisa... Tanto tempo juntos pode ser bem perigoso, pois pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente. 

Não tenho como deixar de elogiar esse livro. A autora foi sensacional em todas as partes, e foi um dos melhores romances de época que eu já li. A protagonista roubou meu coração do começo ao fim, ela foi de uma mocinha recatada à uma mulher decidida e corajosa, não deixando de lado a sua bondade e generosidade. Não tem como não se apaixonar por ela!

Quando comecei a leitura, não conseguia mais parar, a história não saía da minha mente e me tornou "amiga" íntima de Callie, torcendo pela sua felicidade e para que todas as suas regras fossem cumpridas.

Aguardo ansiosa o lançamento do próximo livro!



Para quem ficou curioso(a) sobre as regras, são elas:

Beijar alguém apaixonadamente
Fumar charuto e beber uísque
Montar de pernas abertas
Esgrimir
Assistir a um duelo
Disparar uma pistola
Jogar
Dançar todas as danças de um baile
Ser considerada linda. Pelo menos uma vez






Sinopse do skoob: A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile.  E depois começa a quebrá-las de fato.Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Eu adorei esse livro! Bela resenha!

    ResponderExcluir
  2. DAyaaaaa eu sou louca por esse livro. Ele é lindo e sensual. O Gabriel me deixou apaixonada por ele. Quero muito ler o segundo pois fiquei sabendo que é ainda melhor do que esse. E essa capa??? maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor? Que maravilha!!!!! Quero muito. Beijos Daya

      Excluir
  3. Que livro interessante, gostei da ideia geral, mas amiga, você sabe que estou viciada em suspense policial, não falo de outra coisa, não penso em outra coisa. Vou pensar se leio ou não, mesmo que sua resenha tenha sido uma fofura só!

    Bel Góes

    ResponderExcluir
  4. Essa personagem me intriga por ser tão diferente das personagens de romances de época. Ela simplesmente resolveu chutar o balde e cagar pras regras sociais que dizem como uma mulher deve se comportar se quer casar. Daí eu aplaudo! Até me convence a ler romances,quem diria?!

    ResponderExcluir
  5. Oi Linda, tudo bem??
    A arqueiro esses romances históricos que nos inspiram cada vez mais... nossa fico cada vez mais apaixonada por cada lançamento... e o que posso dizer desse enredo descrito na resenha... fiquei mais que curiosa para saber como a protagonista realiza seus desejos... junto desse libertino.... adorei o nome dele... é tão lindo de pronunciar.... curti demais... Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diana
      Fiquei apaixonada por esse livro, quero muito o segundo
      A editora sempre arrasa
      Beijos

      Excluir
  6. Olá, eu não conhecia as regras ainda! Que louca!!! Amei, adoro livros onde personagem é audaciosa e sem papas na língua! Gostei desse libertino também, vi que coisa boa daí não sai e vai arrepiar as d perucas brancas da sociedade da época.
    Quero ler, claro ou lógico?
    Beijão

    ResponderExcluir

  7. Olá Daya, a primeira vez que ouvi falar desse livro eu achei o título fantástico, gosto do gênero, mas quem me ganhou mesmo foi o título <3

    Super beijo

    ResponderExcluir