Resenha: As Regras da Sedução (Os Rothwells #1)


Título no Brasil: As Regras da Sedução (Os Hothwells #1)
Título Original: The Rules of Seduction
Autora: Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
Páginas: 264




Eu já havia lido outras obras de Madeline Hunter, em outro idioma, e, quando soube que a Editora Arqueiro estava publicando seus livros no Brasil, não titubeei em começar a adquirir os meus.

"As Regras da Sedução", primeiro volume da série "Os Rothwells", foi o primeiro a ganhar um lugar em meu acervo e posso dizer de antemão que não me decepcionei nem um pouco.

"Os Rothwells" formam uma família de aristocratas ingleses, encabeçada pelo excêntrico lorde Christian, quarto marquês de Easterbrook, que tem mais dois irmãos, lorde Hayden e lorde Elliot.

Lorde Hayden Rothwell é o "irmão da vez", ou seja, aquele que protagoniza, juntamente Alexia Welbourne, o primeiro volume da série. 

Certo dia, sem aviso prévio, lorde Hyden bate à porta da família Longworth, de cuja bondade Alexia depende para viver, trazendo consigo notícias arrasadoras, que mudarão para sempre o destino dela e de seus primos.

Alexia, uma solteirona pobre que vive e depende totalmente dos parentes, já havia sofrido muitos reveses antes de se ver naquela situação tão degradante. Ela julga duramente o homem que anuncia a ruína de sua família e pensa ter todos os motivos para odiá-lo. A despeito disso, vê-se poderosamente atraída por esse enigmático e austero lorde, que está totalmente fora de seu alcance.

"Ela não se recuperou totalmente daquele toque. Ele a manteve junto dele pelo restante do dia. Conversaram de forma casual, sem objetivo, sem propósito. A sensualidade enchia o ar. Por vezes ele a acariciava. O trajeto lento e lânguido de sua mão a manteve excitada o bastante para que uma deliciosa expectativa a tocasse de leve."

Lorde Hayden, dono de uma prodigiosa inteligência, sabe que por trás da tragédia financeira que abate os Longworth há muito mais do que as evidências deixam ver. Por questões que envolvem uma dívida de honra, ele esconde de todos o que sabe, mas não pode deixar de se remoer com as inúmeras perguntas que ainda permeiam o obscuro esquema que descobrira. Suas respostas, ele sabe, podem estar no passado de Benjamim Longworth, falecido primo e prometido de Alexia, por quem esta ainda chora.


"Ele deixara o banco naquele dia com perguntas de mais na cabeça. Também guardava um segredo terrível..."


"Sua cabeça ficou repleta de lembranças nas horas que seguiram àquela revelação. Benjamim, garoto, tão imprudente e espirituoso quando comparado aos irmãos Rothwells."

Esse é o primeiro motivo que leva lorde Hayden a aproximar-se de Alexia, mas a irresistível atração que desponta entre eles, desde a primeira vez em que se viram, falará mais alto, conduzindo-os a cometerem atos de consequências irrevogáveis para a época, ditando o futuro de ambos.

A autora Madeline Hunter tem algo que a diferencia da maioria das escritoras de romances de época, em minha opinião, que é o dom de intrigar. De maneira envolvente, sem ser enfadonha, ela conduz o leitor a fogo lento, sem entregar "de bandeja", como dizem, a história, mas sem, tampouco, permitir que o leitor a abandone.

Ao iniciar a leitura deste livro, o leitor pode pensar que, com as poucas informações iniciais sobre os personagens, já os conhece completamente, da mesma maneira que à trama. Mas verá logo que está enganado. Apesar de não haver grandes reviravoltas, assim como outras obras que li desta autora, “As Regras da Sedução” é para ser desvendada pouco a pouco, tanto no que diz respeito aos personagens como ao mistério que se coloca paralelamente aos conflitos que separam, e às circunstâncias que unem os mocinhos.

Obviamente o romance entre os protagonistas é, vamos dizer assim, motivo maior da obra, mas o mistério que se entrepõe desde o início entre eles dá um tom diferente, quase o de um thriller, na medida em que encadeia o leitor, envolve-o, convoca-a de maneira sutil e inevitável a, junto com os personagens, desvendarem-no e surpreenderem-se.

Essa é uma leitura que apreciei bastante e que recomendo, com toda certeza, principalmente para aqueles leitores mais exigentes que, apesar de gostarem de uma bela história de amor, querem um algo mais.


***
Sinopse do Skoob: Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden.

Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo.

Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.

Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Oi

    Apesar de gostar muito de romance de época, eu nunca li nada da autora. Mas vontade não falta.
    Gostei da sua resenha, ainda mais da parte que você fala que a autora tem um diferencial das outras, gostei, muito bom isso de intrigar. Fiquei com mais vontade de ler.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Deh!
    Olha, confesso que acho vocês INCRIVEIS, por conseguir acompanhar essas séries de época da Arqueiro, porque eu não consigo. KKKKKKK. Pra mim é tudo igual. Ignorancia minha, sei, mas também porque o gênero em si não me atrai, ai, acabo ficando perdido. Que bom que a leitura foi tão prazerosa para você. Pessoalmente, não pretendo me aventurar nessa obra, mas boa sorte. Essas coleções são enormes. Faliria meu bolso se eu gostasse.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá linda,

    Sou suspeita para falar haha. Amo esse gênero e Madeleine é minha próxima autora a ser conhecida pela minha crítica hehe.
    Minha amiga adora os livros dela e vive dizendo para eu lê-los e em muito breve lerei para me apaixonar por todos os enredos e loucuras que ela apresenta aos seus leitores.

    Beijos,
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Li esse livro a pouco tempo e também curti bastante. Como você disse esse livro é para as pessoas que não querem apenas o romance do casal principal!
    Madeline é bastante diferente das outras autoras de romance de época, por esse motivo ela é criticada.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  5. Oi, gostei bastante da sua resenha, pois ela foi bem esclarecedora, porém, não leria o livro, pois não curto romances de epoca e ele me lembra também romances de banca que tanto li, e por ainda por cima, ser uma série, o que tornaria para mim, mais cansativo de acompanhar. Não foi dessa vez.
    bjus

    ResponderExcluir
  6. tenho uma curiosidade muito grande em ler algo dessa autora, mas ainda não tive oportunidade, colabora também o fato de amar romances de época. Com certeza ele vai está na minha lista.

    Beijos e um queijo!

    www.naestantedaelen.com.br

    ResponderExcluir
  7. O que me afasta dos romances de época é o fato de normalmente terem uma parte erótica, mesmo que mais leve que a encontrada em livros hot. Como você não falou nada sobre isso, fiquei sem saber se este tem ou não, e não consigo chegar a uma conclusão sobre se deveria ler. Mas achei interessante isso dele ter quase o tom de um thriller e o fato da autora ter o dom de intrigar.

    ResponderExcluir
  8. Oi Dé!
    Sou apaixonada por romances de época, e esse está na minha lista há algum tempo, mas Deus sabe que se eu começar vou querer ler todos um atrás do outro e só por não ter tempo pra isso ainda não iniciei a leitura.
    Sua resenha é só mais um complemento para aumentar o meu desejo pela leitura. Parabéns pela resenha, com certeza ela cativa tanto os que gostam do tema quanto aqueles que ainda não se aventuraram.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  9. Eu amo esse gênero e tenho muita curiosidade de ler os livros dessa autora. Pelo que você falou na resenha, a obra tem todas as características que eu gosto e com certeza vou me apaixonar por esse livro e ficar louca pela série.

    ResponderExcluir
  10. Olá, esse não é meu gênero preferido de leitura, gostei da resenha mas acho que não tenho muita vontade de conferir.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Eu sou louca por romances de época mas ainda não li nada da Madeline Hunter, acho que ela é a única autora que ainda não conheço. Mas pela sua resenha, essa é uma uma séria do estilo que promete e quero ler com certeza.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Não sou muito fã desse tipo de livro, mas gostei da sua resenha, porém dificilmente leria esse livro.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adoto romances de época.
    O que me agradou muito nessa leitura foi o fato de desvendarmos os protagonistas aos poucos. Não gosto muito daqueles livros que dão todas as informações no começo e aí desenrola a partir disso. Acho que descobrir aos poucos é muito melhor.
    Esse livro me ganhou. Estou com muita vontade de ler algo do gênero e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oiiiii
    Gosto muito de romances de época e o enredo deste me fisgou... a forma como você definiu a escrita da autora foi o que mais me chamou atenção... gosto de ser surpreendida. Por mais que a temática esteja cada vez maior... as vezes a leitura não flui muito e ter um diferencial é sempre muito bom, então é claro que pretendo ler... quero muito conhecer a mocinha... acredito que ela deve ter passado por poucas e boas... e as coisas nessa época para a mulher não era nada fácil... fiquei extremamente curiosa.

    ResponderExcluir
  15. Oie
    aaah acho que só eu na vida nunca li nada de romance de época hahaha e não tenho vontade no momento mas sua resenha está bem legal então vou indicar a amigas que curtem

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi

    comecei a ler romance de época a bem pouco tempo e olha que eu até que gostei...tirando a parte erótica e, ao meu ver, desnecessária...vc não falou disso...então estou tentada a pensar que não te, acertei?

    Parabéns pela resenha!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Eu amo histórias de época, mas não gosto de romances, e não gosto dessa junção época romance. Eu sou maluca pelas capas e senti falta de você postar uma imagem da capa :/... queria ver como o livro é.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  18. Olá Deh, adorei a resenha, mas confesso que não sou muito fã do gênero. Eu até gosto de romances de época, mas não de livros hot, então fico na dúvida sobre essa leitura.

    Abraços

    ResponderExcluir
  19. Ola Lindona eu comecei a ler essa série mas não segui com a leitura achei tão parada que me desanimou, não me cativou os personagens, quem sabe eu lendo em outro momento me envolva mais com a leitura, fico feliz que apreciou o livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  20. Opa! Li a palavra mistério aqui? Então já empinei minhas orelhas! Eu gosto muito de romances de época, mas eles tem que vir com mais do que romance, uma mocinha forte, um mistério e que seja surpreendente é um baita de um Q a mais!
    Vou querer conhecer essa autora pra comprovar!
    Beijos

    ResponderExcluir