Filmes e Seriados: Os 10 mais assustadores livros de terror que viraram filmes.



Não, eu não sou fã de filmes de terror, na verdade eu tenho pânico e não assisto de maneira nenhuma, quer dizer... Quase nenhuma, porque eu vi os 10 filmes da lista. Move! Eu vi apenas nove filmes.

Em minha defesa devo dizer que li todos os livros e são muito mais assustadores que os filmes. Porque os livros não tem o "apoio" visual criado pelos filmes, está tudo dentro da sua cabeça e cabe a sua imaginação até onde você vai. Podem ter certeza que minha imaginação é traiçoeira.

Querem saber quais foram os livros de terror considerados mais assustadores? Ah! A lista foi feita por fãs de cinema e literatura.

Vamos lá.


Claro que abrimos os trabalhos com Stephen King, o cara é o mestre do terror, mistério e suspense. Além de garantir o emprego de muitos roteiristas, diretores e atores em Hollywood. Então temos O Iluminado (Shining). Jack Torrance estava desempegado e conseguiu o emprego dos pesadelos de qualquer humano normal: zelador em um hotel no meio do nada, durante o inverno. Ele leva sua bela e cordata esposa e seu filhinho, que tem dons paranormais, para o tal local. Lá, a família precisa lutar contra as forças do mal que irão atormentá-los.

Sobre o livro: Chegou um ponto em que só lia durante a manhã, indo para o colégio. Tinha medo de ler aquilo a noite e ter pesadelos. A verdade é que Mr. King é o cara. Ele sabe como tirar o melhor - ou pior - de dentro de cada um.
Sobre o filme: A produção de 1980 estrelada por Jack Nicholson e Danny Lloyd tem cenas clássicas e frase imortalizadas. Sem contar as fantásticas jogadas de marketing de Stanley Kubrick que pediu ajuda aos amigos publicitários para encaixar mensagens subliminares em todo o filme.


O  próximo livro é o O Exorcista (William Peter Blatty). Já falei sobre ele aqui, um dos meus traumas. Nele lemos a a história de uma menina de 12 anos que é possuída por uma demônio que vai desfigurando-a e transformando a doce menina em uma adolescente raivosa que vomita sopa de ervilha nas pessoas. Um padre é chamado para fazer o exorcismo da pobre criança. Ah! Sim, é baseado em fatos reais.

Sobre o livro: Medo. A narrativa e a ligação entre fatos passados e o que acontece com a menina é de dar pânico em qualquer pessoa, mesmo nas mais corajosas, William Blatty narrou uma história capaz de fazer as pessoas acreditarem que existe muito mais coisas entre o céu e a Terra.
Sobre o filme: Leia aqui minha saga


Mais um filme que já foi analisado aqui no Conchego, O bebê de Rosemary, de Ira Levin. Sobre uma mulher casada com um homem ambicioso e que se muda para um prédio esquisito com vizinhos estranhos. Não estou falando de O Advogado do Diabo, mas vamos combinar que é muito parecido? Voltando.

Sobre o livro: Ira construiu uma personagem que vai perdendo a sanidade aos poucos e que te leva com ela no caminho da loucura. Até que você começa a pensar e aceitar a narração dela. Tudo se encaixa e faz sentido e ela não é louca, mas é isso que todos querem que ela acredite.
Sobre o filme: Eu odiei aquilo. Quer saber mais, leia a resenha aqui.

Mais um de Stephen King, A Coisa (It). Em 1958, 7 amigos vivem suas férias escolares na pacata cidade de Derry. Lá eles firmam os sentimentos de amizade, confiança, amor e muito medo! Nesse verão eles encontram “a coisa”, um ser sobrenatural e aterrorizante que marca a cidade de sangue. Cerca de 30 anos depois esses amigos voltam a se encontrar na cidade e novamente encontram “a coisa”, que somente eles são capazes de vencer.

Sobre o livro: Eu odeio palhaços com todas as minhas forças desde que li A Coisa. Muito bom.
Sobre o filme: A produção poderia ter caprichado um pouco mais. Os atores foram bem e o medo que o filme desperta é inacreditável. Não percam, já foi autorizada mais uma refilmagem do clássico, assim que tiver mais novidades eu conto.

Os mortos vivos, de Peter Straub, não manteve o mesmo título no livro e no filme. São tantas as diferenças entre eles que até hoje não acredito que o filme foi baseado na obra de Straub, mas vamos lá: um grupo de quatro amigos, a autointutulada Sociedade Chowder, se reúne duas vezes por mês para contar as histórias de terror e mistério. Até que se tornam os personagens de uma dessas histórias.
Sobre o livro: 
“Qual foi a pior coisa que você já fez?" "Não vou contar, mas lhe direi qual foi a pior coisa que já me aconteceu... a mais terrível..."
Não comento mais nada porque a história é enorme, assustadora e envolvente. Leiam. Claro, se encontrarem o livro, porque ele não é editado no Brasil faz tempo. Alô editoras!
Mas, tenham paciência, caso encontrem algum exemplar, porque a narrativa é bem construída, mas não é linear e mescla narrativas em primeira pessoa e terceira pessoa. 
Sobre o filme: Nem vale falar porque se mudaram até o nome, isso quer dizer que a história é muito diferente. Mesmo assim vale uma conferida. O título do filme no Brasil é Histórias de Fantasmas e foi lançado em 1981.

Horror em Amityville, quando li o livro de Jay Anson, não fazia a menor ideia que a história era real. Em Amityville, uma família se muda para a casa onde um terrível e cruel assassinato ocorreu. Pouco tempo depois da mudança fenômenos estranhos passam a acontecer na casa, aterrorizando os novos moradores que precisam se livrar dessa presença maligna.

Sobre o livro: não é das melhores coisas que já li e pensava que era uma história real, mas até hoje tenho dúvidas sobre isso. A casa existe, o endereço existe, o caso DeFeo é citado em vários filmes e seriados, mas não há como provar a veracidade dos fatos. Pode ser apenas que Jay tenha inventado a história depois de ler os relatos sobre os assassinatos.
Sobre o filme: Aqui temos um problema, na verdade quase uma dezena. São nove filmes Horror em Amityville ou com títulos similares. Por sua conta e risco, assista a versão de 1979, filme ruim e datado, mas assustador.

Um que não gosto, Eu sou a lenda, de Richard Matheson. Sim, o livro que conta a história do último sobrevivente na Terra é um livro de terror. Ou será que você acredita que ser o único humano que não se tornou um vampiro é divertido?

Sobre o livro: eu achei mais triste do que assustador, mas sempre olho pelo ângulo de "o mundo acabou e sou a única sobrevivente, não tem internet, não tem ninguém com quem falar". Terror.
Sobre o filme: Eu detestei, uma das piores adaptações que já vi.

Vamos de Stephen King de novo, agora com O Cemitério, onde ele conta a história de um jovem médico que se muda para o Maine, de acordo com King é bem próximo de onde Judas perdeu as meias, e esse médico acaba descobrindo um cemitério onde estão enterrados os animais de estimação das crianças da cidade. Próximo a esse cemitério existe um outro, onde as pessoas se reúnem e conseguem realizar coisas que antes pareciam impossíveis.

Sobre o livro: o medo a cada página virada era tão grande que levei quatro meses para terminar o livro. Eu simplesmente o fechei o um dia e larguei para lá. Voltei por curiosidade, para saber como aquilo tudo terminava.
Sobre o filme: Cemitério Maldito (1989), definitivamente não tenho estômago para filmes de terror, larguei pouco antes do meio.

E para finalizar O Nevoeiro, também de King. Depois que uma tempestade devasta uma cidadezinha no interior do Maine algumas pessoas ficam presas em um supermercado. Todos que tentam sair desaparecem. E qualquer outra coisa que eu fale é spoiler.

Sobre o livro: muito, muito bom. Está mais para mistério e suspense do que para terror puro, mas ele dá medo. Porque afinal de contas, o que é o tal do nevoeiro?
Sobre o filme: bem roteirizado, bem escrito e bem dirigido. Gostei, apesar de achar que ele perde feio para o livro.





E para você, qual é o livro de terror que virou um filme assustador?

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. ótima lista e ótimo texto. Tive sentimentos parecidos com os seus lendo O Iluminado. Ainda não li mas achei o final do filme O Nevoeiro ridículo. No livro é igual.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi Bel

    Confesso que passo longe de livros e filmes de terror. O único que assisti da sua lista, foi Eu sou a Lenda. Gostei dele como um filme, mas não sei como seria minha opinião se tivesse lido o livro.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Amei seus relatos! Já li todos esses livros e tenho os filmes na minha estante do terror, onde eu também sou aficionado por livros do Stephen King. Se quiser, de uma olhada em meu perfil e verá também análises de livros que tenho do Stephen King e de muitos outros livros.

    Continue assim.
    Marcos, o Angel

    ResponderExcluir
  4. Amei seus relatos! Já li todos esses livros e tenho os filmes na minha estante do terror, onde eu também sou aficionado por livros do Stephen King. Se quiser, de uma olhada em meu perfil e verá também análises de livros que tenho do Stephen King e de muitos outros livros.

    Continue assim.
    Marcos, o Angel

    ResponderExcluir
  5. Amei seus relatos! Já li todos esses livros e tenho os filmes na minha estante do terror, onde eu também sou aficionado por livros do Stephen King. Se quiser, de uma olhada em meu perfil e verá também análises de livros que tenho do Stephen King e de muitos outros livros.

    Continue assim.
    Marcos, o Angel

    ResponderExcluir
  6. Amei seus relatos! Já li todos esses livros e tenho os filmes na minha estante do terror, onde eu também sou aficionado por livros do Stephen King. Se quiser, de uma olhada em meu perfil e verá também análises de livros que tenho do Stephen King e de muitos outros livros.

    Continue assim.
    Marcos, o Angel

    ResponderExcluir
  7. Eu não tenho "competência" pra ler e assistir filmes de terror. Sou fraca pra isso.. Kkkk Não vou nem contar minhas experiências com a série Sobrenatural..
    Ótima lista! Beijos..
    http://curaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Não tenho como citar nenhum livro que virou um filme de terror assustador, já que não leio e muito menos assisto nada desse gênero... hehe... sou mega medrosa e como não sou nada fã de pesadelos prefiro evitar até passar perto. A Coisa então, é um que nunca quis nem saber detalhes porque adoro palhaços e não quero que isso mude! rs...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Bel!!!
    Uma das melhores postagens que já li sobre o tema!! Eu sou fã de carteirinha em terror e li/vi praticamente todos os livros/filmes citados. O único que ainda n tive o prazer de ler e ver foi O Nevoeiro; todos os outros já passaram pelos meus belos olhos verdes sedentos de sangue... Vou ser sincera e dizer que detestei Os Mortos-Vivos, do Straub... As indas e vindas da narrativa fizeram dele um livro horrorosamente cansativo. O Cemitério foi meu primeiro livro 'adulto', meu primeiro do SK, li com 12 anos, e nunca mais larguei deles. O Exorcista e O Iluminado... cara, melhores filmes/livros ever!!!! Notei q vc deixou passar o terror realista da lista, com filmes como Psicose e Silêncio dos Inocentes, mas até entendo deixar uma só p o sobrenatural. De novo, beleza de postagem! beijo!

    ResponderExcluir
  10. Oi Bel, sua linda, tudo bem?
    Eu adoro o filme Eu sou a Lenda, me surpreendi, foi muito melhor do que eu esperava!!! O filme Horror em Amityville e muito bom, acho que o que nos choca mais é justamente saber que foi baseado em uma história real. Agora, o exorcista, barra qualquer um, acho que nunca mais conseguirão fazer um filme com esse impacto, tomara que não, porque dá muito medo, risos... Em relação ao Stephen King,não sou o público alvo dele, nem para os livros e nem para os filmes, já tentei e não me adaptei. Adorei sua postagem e concordo com o que disse: o medo está na nossa mente!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  11. Hey girls!
    Que postagem linda, muito amor por livros e filmes de terror, faltou na lista mulher de preto, o pacto e Carrie a estranha, o restante coloquei na lista que amo de paixão esse gênero!!!

    Aliás preciso ler mais no estilo, ando fugindo muito pelas leituras de parcerias!

    Beijão

    ResponderExcluir
  12. It, é o melhor de todos. Estou no final com medo, mas eu gosto de terror ou suspense histórias e filmes exorcismos. Recentemente, vi The Vatican Tapes não geralmente pensam que é liberado em queda livre bater a cada clichês imagináveis em uma história de horror. De tudo isso, o mais interessante é uma cena em que ela cospe três ovos que representam a Santíssima Trindade. Poderíamos dizer que há material para contar uma história interessante, mas certamente com intenções não é suficiente. "Exorcistas No Vaticano" poderia ter tido melhor destino se o tom geral do filme era crua e cheia de deboche.

    ResponderExcluir