Resenha: Ligeiramente Maliciosos


Titulo no Brasil: Ligeiramente Maliciosos ( Os Bedwyns #02)
Título Original: Slightly Wicked (Bedwyn Saga, #2)
Autora: Mary Balogh

Editora: Arqueiro
Onde Comprar: fnac / livraria cultura / travessa / livraria curitiba /  saraiva / submarido

Data: 2015


Na resenha do primeiro volume eu já havia mencionado o quanto me encantou a escrita dessa autora e por quê.  Novamente, ela não me decepcionou nesse quesito e, dessa vez, fiquei até surpreendida com a dinâmica que a mesma alcança no desenrolar da trama.



Como era de esperar, em “Ligeiramente Maliciosos” o leitor depara com um dos mais básicos e comuns integrantes das obras literárias dessa natureza (também presente no primeiro volume), que é a diferença de classe social entre os “mocinhos”. Talvez essa tenha sido a maneira que a autora encontrou para enlouquecer mais um pouco o excêntrico e esnobe chefe da família Bedwyn, Duque de Bewcastle, e isso me deixou ainda mais curiosa sobre a história do mesmo, a qual ainda não foi publicada no Brasil. 

Judith Law é a filha mais velha de um austero reverendo, que vive com sua família em um pequeno povoado esquecido por Deus. Desde criança, ela aprendera que sua figura — sobretudo devido aos chamativos cabelos de fogo — era algo desagradável, repugnante e ofensivo, do qual ela devia se envergonhar e que devia esconder. O que não disseram a ela, no entanto, foi que sua aparência, na verdade, era de uma beleza e exuberância tão desconcertante que causava — por diversos motivos — temor às pessoas. Assim, ela aprendera desde cedo a rejeitar e ocultar a própria aparência. Justamente isso a torna, de certo modo e em várias ocasiões durante a trama, uma cobiçada presa, colocando-a, também, em perigo.


Agora que já toquei no “comum” e “previsível”, vamos ao que há de novo e que merece destaque nessa obra, em minha opinião, que é o “tom” totalmente distinto que a autora dá à história de Judith e Ralf, em relação ao primeiro livro. Os personagens principais, ao contrário do taciturno militar e da sensata moça do campo que protagonizam o primeiro volume da série, possuem personalidades mais leves e descontraídas, com um “Q” de irreverência e malícia. A vivacidade que gravita em torno dos dois resplandece de tal maneira no decorrer da história, que esta acaba tomando um cariz completamente diferente e inesperado. 

Judith e Rannulf têm algo em comum: eles almejam se aventurar. Após um casual encontro, quando se conhecem, as ideias de ambos coincidem. Sem que um e outro saibam, resolvem assumir uma identidade falsa. Quando embarcam nessa jornada nada recomendável para os padrões da época, não imaginam que o destino já tece os fios que irão enredá-los para sempre. Enquanto isso não acontece, o leitor irá deliciar-se com uma história bem escrita, de ambientação encantadora e clima “ligeiramente” irreverente.

É nessa atmosfera que se inicia a aventura em que — não podemos dizer que seja de maneira totalmente despretensiosa — esses dois acabam se metendo e em que, também, desenvolvem-se os momentos “quentes”, mais conhecidos como “hot”, da trama. Na resenha do primeiro volume não toquei nesse ponto e, aproveito para dizer, nele essas cenas estavam mais para “cold”. Okay, reconheço que as personalidades dos mocinhos não ajudavam muito nesse sentido e, devo acrescentar, isso mostra a coerência da autora ao desenvolver as tramas. 

Quem está acostumado com esse “segmento literário” sabe que nos romances de época essas cenas “quentes”, quando existem, são normalmente menos explícitas, mais brandas. Na verdade, trata-se de um componente acessório, uma consequência, um “tempero”. É um complemento e não uma razão pela qual a obra foi escrita ou em que se embase, mas, enfim... Em “Ligeiramente Maliciosos” esses momentos adquirem uma nuance muito mais empolgante e intensa, indo de encontro com o termo “maliciosos” contido no título da versão em português, publicada pela Editora Arqueiro.

Para quem ainda não leu, não posso deixar de recomendar essa leitura deliciosa, mais uma oportunidade de viajar através do tempo, guiados pela encantadora escrita da autora Mary Balogh.

***
Sinopse do Skoob: Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima.
Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor.
Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith.
Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?
Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro.

Comente com o Facebook:

17 comentários:

  1. Ah, essa série! <3 Estou louca para a Arqueiro lançar o quarto livro. Acho que o livro de Wulf será o último e o mais intenso.
    Beijos.
    curaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Deh, parabéns pela resenha. Como sempre você escrevendo maravilhosamente bem e nos dando vontade de conhecer um pouco mais sobre a obra em si. Ainda não li o primeiro e, consequentemente, nem o segundo. Mas estão na lista de leituras futuras.

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Tem tanta gente falando dessa série que a minha curiosidade só está fazendo aumentar 😂😂, ainda não li muitos romances de época, mas, estou me encantando cada vez mais por esse tipo de literatura, a sua resenha está incrível como sempre. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Tudo bem?
    Gostie da resenha, mas sempre me confundo com toda essa gama de romances históricos publicados pela Arqueiro, não tenho muito interesse nesta série, mas talvez, dê uma chance.

    Abraços,
    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu gostei muito da capa e título do livro, a arqueiro sempre escolhe ótimos livros pra publicar, confesso que quando leio esses romances de época eu meio que queria me transportar pra lá, daí lembro que não tinha chuveiro elétrico, celular, internet e volto pro presente aliviada kkkk
    Parabéns pela resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Sou completamente apaixonada por esse livro, achei que Mary conseguiu surpreender o leitor de uma maneira super positiva!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia essa série e confesso que não me atraiu muito. Não costume ler romances de época porque não curto muito, e por isso tanto o livro quanto a série não me chamaram atenção. Mas com certeza muitas pessoas gostam, já que o romance de época está em alta hoje.
    Parabéns pela resenha.
    Abraços!
    http://blogladoescuro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amo amo amo livros, como você disse, dessa natureza! rsrs
    Já anotei a dica para adquiri-los logo logo!

    Beijos, Thay.
    http://www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
  9. Olá... Deh, tudo bem??
    Eu adorei a sua resenha... tenho muita vontade de ler essa série... fico mais encantada cada vez que leio uma resenha de qualquer um dos livros... na verdade queria ler somente o primeiro, mas depois consegui me convencer diante de tantas resenhas maravilhosas... que preciso ler a série inteira.... esse parece que tem um quê mais romântico que os outros... amei... xero!

    ResponderExcluir
  10. Oi!!

    Deh, Gosto muito de romances de época, esse água com açúcar. Creio que cada livro é escolhido conforme o momento que vivemos, nosso humor.... Enfim, já li outras resenhas desse livro e me atraiu bastante, confesso que ainda não comecei a ler pq estou vendo que ele caiu no gosto dos blogueiros e geralmente sou do contra. Todo essa ambientação é maravilhosa e o fato ter cenas mais quentes, só contribui para cativar ainda mais o leitor. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi.

    Sempre tive curiosidade e vontade de ler o primeiro livro, acho que quase todos os livros da Arqueiro eu quero ler, porque são muito bons. Esse é mais um que estou morrendo de vontade de ler, não seu quando vou poder ler, espero que em breve!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    A Arqueiro sempre arrasa nas publicações, né?
    Ainda não li nenhum dos livros, mas tô fascinada por romances de épocas
    então, já sei que vou ler logo logo.rsrs

    ResponderExcluir
  13. Aii, sou apaixonada por romances de época, acho tudo tão lindo! Os cenários, os costumes... Estou morrendo de vontade de ler essa série.
    Adorei a resenha! Beijo

    ResponderExcluir
  14. Olá, não conhecia essa série, mas confesso que a temática não me agrada muito.
    Parabéns pela resenha!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  15. Nunca li nada da autora. Mas sou curiosa para ler essa série, a premissa é maravilhosa, me deixa bem curiosa e a capa é diva.
    Ano passado me apaixonei pelo romance de época e espero ler Ligeiramente maliciosos logo.
    Flor eu amei sua resenha, muito bem escrita.

    ResponderExcluir
  16. Olá!!

    A escrita da autora é realmente deliciosa! Adoro essa série, estou no terceiro livro. Mas por enquanto meu favorito é o primeiro.
    Amei sua resenhe, ficou muito bem escrita e deu até saudade. Vou ler o próximo logo.

    Bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu tô pra comprar esse livro há um tempão. A escrita dessa autora é maravilhosa e eu meio que sou viciada em romances de época, então nunca recuso esse tipo de leitura. Preciso colocar as leitura da Mary em dia!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir