Lançamentos: Editora Pedrazul - abril/2016



OLÁ PESSOAL! Nesse post nós trazemos

os lançamentos da Editora Pedrazul para abril. São todos romances de época dos mais bem conceituados e desejados pelos leitores deste estilo.

Vamos conferir?



Shirley, de Charlotte Brontë, já na segunda edição, traz duas capas: a capa tradicional e uma comemorativa aos 200 anos de nascimento da autora (dia 21 de abril de 2016). Para comemorar o aniversário de Brontë, a editora, além de uma tiragem especial de uma capa comemorativa, vai realizar uma série de eventos com seus leitores e seguidores nas redes sociais. Portanto, de 21 a 24 de abril teremos novidades. Peço para não divulgarem ainda que daremos frete grátis nas vendas do site nesse período, pois, se divulgarmos com muita antecedência, ninguém compra nada até lá. Mas vocês podem dizer que traremos novidades surpresas, etc. Um detalhe muito importante: Shirley é ilustrado originalmente. Uma obra lindíssima!





Pamela, de Samuel Richardson, autor pouco conhecido no Brasil, mas trata-se de um romance incrível do século XVIII. Jane Austen era super fã de Richardson e este autor a influenciou demais em seus escritos. Ele foi o pai do movimento Romantismo. Vale lembrar que a Pedrazul é a editora nacional que lança as influências literárias de Jane Austen. Isto quer dizer que lançamos e vamos lançar aquilo que ela lia e amava. Já lançamos Evelina, de Frances Burney; Pamela; Os Mistérios de Udolpho, de Ann Radcliffe, citado por ela em A Abadia de Northanger. Vamos lançar Belinda, de Maria Edgeworth em 2017 e vários outros, entre eles os demais de Frances Burney. Voltado à obra Pamela, foi considerada ousada para a época e até proibida pela igreja Católica, pelo papa, no Index Librorum Prohibitorum. Entretanto, como sabemos, a Inglaterra é Protestante desde Henrique VIII, século XV, e Pamela foi lançado no século XVIII. Portanto, o livro foi lido por todo leitor da Grã Bretanha. Um estrondoso Best seller. De fato, confirmo, amei Pamela de paixão. Para quem gosta de um livro mais quente, à moda literatura contemporânea de época, ei-lo; para quem gosta de um livro histórico, que vai retratar como os ricos, Lords, etc, tratavam uma serva bonita, vai ter uma excelente ideia do costume no século XVIII. Se existia uma serva bela e o Lord se encantava por ela, certamente ela se tornava sua amante ou era abusada mesmo e deixada para trás, engrossando as fileiras dos bordéis em Londres. Interessante lembrar que o século XVIII, em Londres, era repleto deles. Bem, sinopse de Pamela no site www.pedrazuleditora.com.br.





Cranford, de Elizabeth Gaskell, obra autobiográfica da autora. Ilustrado originalmente. Muitas ilustrações. 
Sinopse: Cranford nos transporta para a vida interiorana em uma cidadezinha fictícia da Inglaterra do século XIX dominada pelas mulheres: solteironas ou viúvas que se esforçam para viver com dignidade, apesar dos parcos recursos financeiros. As aventuras e desventuras de personagens marcantes como a doce Miss Matty e a autoritária Mrs. Jekins são narradas de uma maneira dinâmica, ligeiramente cômica e muito envolvente. Personagens como o capitão Brown, um viúvo com duas filhas moças, que se mudam para o vilarejo gerando muita curiosidade e falatório. Lady Glenmire, o médico, Mr. Hoggins, e Mrs. Jamieson darão ao leitor uma boa dose de reflexão. Será que se pode amar mais de uma vez? E Mr. Holbrook, o que o destino reserva para ele? Cranford, portanto, é uma pequena sociedade cujo amor, o riso e a dor permeiam o dia a dia das pessoas. Amores antigos que batem à porta, mas o destino é quem dita seus finais. Em meio a tudo isso, o retorno do irmão desaparecido de Miss Matty, Mr. Peter, simbolizando o ideal da própria autora, cujo único irmão foi para a Índia e nunca mais voltou.



O Último lançamento da editora foi Um Coração Para Milton, de T. Brasure, uma espécie de continuação de Norte e Sul (Margaret Hale) de Elizabeth Gaskell. Porém, mais ‘caliente’, trechos hot, hot para quem gosta.
Sinopse: No século XIX, em meio a Revolução Industrial, um amor em meio ao caos. Margaret Hale e Mr. Thornton. Após a morte de seus pais, Margaret está de partida para Londres com sua tia, Mrs Shaw, mas um livro precisa ser entregue a Mr. Thornton das fábricas Marlborough, uma recordação de Mr. Hale para seu mais querido pupilo. Na despedida, em frente à Mrs Thornton, Margaret entrega o livro ao industrial. Ele, numa tentativa desesperada de impedir sua partida, diz que também tem algo para ela e lhe entrega outro livro, dentro dele, uma nota escrita às pressas. Margaret olha o volume, cujo conteúdo narrava os movimentos mercantis e os negócios na Europa, mas o aceita. Uma carruagem pelas movimentadas ruas de Milton; um cavaleiro enfrenta a neve em busca de um coração que pertence a ele e a Milton; uma aparição apaixonada na estação; e o retorno a Helstone. A vida de John e Margaret Thornton contada por uma por uma bisneta do casal. Um coração para Miltontraz de volta todos os ricos personagens de Margaret Hale (Norte e Sul), de Elizabeth Gaskell: Nicholas Higgins, Hannah Thornton, Henry Lennox e muitos outros num romance histórico de amor e esperança.







Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Gostei muito da editora ter lançado um livro da Charlote, pouco se fala dela, visto que a irmã é mais famosa.

    www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
  2. "Um coração para Milton" é apaixonante, um romance de suspirar e suspirar e perder o fôlego de tanto suspirar. Exagerei? Que nada! Leia e fique apaixonada como eu fiquei!

    ResponderExcluir