Conchego Hot: Slater's Brothers



Nome do autor: L.A. Casey
Título da obra: Slater’s Brothers
Nome da editora: Bezz Editora
Ano da publicação: 2014-2016
Número de páginas: varia de acordo com o livro
Avaliação geral da série:    

Avaliação das cenas hot:       


Lá vamos nós para mais uma polêmica. Tia Bebel, Slaters Brothers da L.A. Casey é hot? Isso depende muito do seu ponto de vista e base de análise. Analisando pela lógica "se tem sexo, descrito em detalhes, é um romance erótico", que foi a que eu escolhi, sim; e aí vem parar em minhas doces mãozinhas!

Quando o livro 1 foi lançado, começou um alvoroço sem tamanho: "novo best-seller!"; "Melhor livro do ano!"; "Personagens encantadores!"

Acabei ficando curiosa. O que descobri me levou ao seguinte pensamento: "Aff, sério que os irmãos Maddox procriaram?". Sim, porque Slater's Brothers é uma série e já existiam os Maddox “sem noção” Brothers seguindo a mesma linha. Aliás, família é sempre uma boa para se criar uma série de sem noção tarados.

Tudo bem, lá fui eu ler os Madd... ops, Slaters. Pois é, eu li todos os que foram lançados até agora. Resumindo: devo ser masoquista.


Dominc

No primeiro livro conhecemos o casal Dominic e Bronagh.

A única coisa que a tal Bronagh faz é xingar, gritar, reclamar e resmungar... E então transar feito coelho (são irlandeses, então pode ser como martas, não, isso é norte-americano!). Na minha escala de ódio, ela está no mesmo nível da anta de 50 tons. Eita menina tapada.

O tal do Dominic é tão infantil que eu ficava torcendo para alguém trocar as fraldas dele. Resumo, o personagem mais profundo, psicologicamente, é o cachorro.

Eu me perguntei se eu teria coragem de ler o restante da série, porque vamos combinar que o livro não é lá essas coisas em termos de romance, drama ou história. Certo, ele não tem enredo.

A Mari fez uma resenha inteira sobre ele, aqui no blog, caso não confiem tanto assim em mim e queiram uma segunda opinião (só pra adiantar, ela deu nota 2): resenha Dominic.


O que Dominic quer, Dominic consegue

Cheguei ao livro 2, Alec.

Alec é um pouco menos infantil do que Dominic, mas sua maturidade não chega nem mesmo a equiparar com a adolescência.

Para quem acha que eu vou reclamar do “mocinho” do livro ser bissexual ou de umas cenas estranhas lá pelo final do livro (sem spoiler, eu prometo), está enganado. Isso realmente não chegou nem perto de me incomodar. O que me irritou de verdade foi a falta de coerência e lógica na história. Toda a situação "de vida ou morte" se resolveria com uma simples conversa.

Mas conversar para quê, né gente? Desde quando as pessoas falam umas com as outras? Isso é coisa do passado.

Nível de ódio para com a mocinha? Ela tem um cérebro, mas não gosta de usar com frequência, então dou um três na escala Ana de 0 a 10.


Alec possui Keela, e o que Alec possui, Alec mantém

O terceiro irmão é Kane “executor” Slater. Sou obrigada a dizer que os livros anteriores mostraram uma versão melhor dele; alguém por quem seria possível torcer, mas aí chegou o livro dele e... tornou o cara idiota, como todos os irmãos anteriores. Falta profundidade.

Uma alma torturada? Ok. Alguém capaz de qualquer coisa para manter a família unida? Certo. Mas a autora o construiu melhor em suas participações nos livros anteriores do que no livro dele mesmo. Já a mocinha é até forte e lutadora, quase sempre devolvendo os insultos para o idiota do Kane, mas basta ele balançar o dedinho e ela vai correndo. Amor próprio? Ela não conhece isso. Sem contar que eu li o último parágrafo e “Cadê o final do livro?”.


Kane precisa de Aideen, e o que Kane precisa, Kane leva

Pois é, ele tem uma continuação no livro 3.5, que teoricamente é um POV, chamado Aideen, onde realmente termina. Pode parecer incrível, mas é o livro menos ruim de toda a série. Escrever machos alfa não é fácil, eu entendo. Aliás, pensando direitinho e sendo muito informativa, todas os livros dos meninos tem uma contrapartida da visão feminina da história.


Ryder, o quarto irmão teve sua capa revelada em dezembro de 2015 e lançamento previsto para este mês, mais precisamente 08 de março de 2016. 

Avaliação final da série? Tem coisa melhor rolando por aí. Até os Maddox são melhores que isso. Não percam, eles também terão uma resenha aqui. Porque o personagem que mais gosto é o do pior livro até agora ;-)

Comente com o Facebook:

17 comentários:

  1. Menina morri de rir com as suas análises! Li apenas o primeiro, ou melhor tentei porque realmente o livro é bem pobrinho de história. Quando uma autora fundamenta sua criação a cenas de sexo, onde cada frase termina em genitálias pulsantes, das duas uma, ou ela arrasa ou ela extrapola e estraga tudo. Infelizmente a fórmula brigas + xingamentos + sexo não rolou dessa vez! E com suas análises desmotivei a ler os demais livros da série! Um grande beijo!
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nádya, tudo bem?

      Obrigada pela visita. ;)

      Menina, eu tentei ser generosa com o livro. Sério. Li todos e vou continuar até a conclusão. O problema é que os livros são ruins demais. Não tem história, não tem enredo, não tem nada. Só um bando de adolescentes que transam, transam, transam e aí transam mais um pouco.

      Pobreza define!

      Beijos.

      Excluir
  2. Acho que ficaria com o Kane viu! Apesar de livros hot não ser minha praia, iria curtir ele pelo menos pela premissa.
    E as capas hein?? QUE CAPAS.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helana querida, como está?

      As capas são fantásticas, mas aconselho três hots pra você que talvez muda a sua visão de que livro hot não é sua praia: Amos e Masmorras da Lena Valenti, pesado mas tem muito conteúdo, quando você chega nas cenas de sexo elas são inseridas de maneira natural. Tem mais história que sexo. Darkyn, que tem mais insinuação que sexo propriamente dito e a história é cheia de reviravoltas e qualquer uma da Bella Andre, histórias fofas, cheias de romantismo, mas com mocinhas que têm atitude e cérebro. Nem tem tanto sexo assim. rssrsrsr

      Beijos

      Excluir
  3. Olá, eu gosto de leituras hot e até hoje a série que eu mais gostei foi a Amos e Masmorras. Se bem que eu li poucos livros desse gênero e com BDSM só 50 Tons de Cinza e o Amos e Masmorras. Nunca li os irmãos Maddox e não tenho muita vontade de ler. Já essa série "Slater’s Brothers" eu fiquei curiosa e morri de rir com seus comentários sobre os 3 livros kkk eu detesto mocinhas como a Ana (50 tons) mas fiquei bem curiosa para conferir a desse primeiro livro. Já o segundo, super concordo, livros hot estão exagerando nas cenas de sexo e esquecendo dos demais elementos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, perdeu dois pontos ao confessar ter lido 50 tons rsrsrs. Ganhou uns 50 ao dizer que leu Amos. Adoro a escrita da Lena, é fluída e os personagens são coerentes, evoluem, tem substância.

      Maddox não é ruim, sério. É escrito por uma autora nova, com pouca experiência de vida e que fez pouca pesquisa... não vou adiantar muito, senão, cadê a graça da resenha?! rsrsrs

      De verdade não aconselho a leitura de Slater Brothers, mas isso vai contra a minha política. Não é porque eu não gostei que você também não vai gostar.

      Experimenta e depois me diz o que achou.

      Beijos

      Excluir
  4. Olá, tudo bem?

    Eu estou morrendo de rir com esse post! "Resumo, o personagem mais profundo, psicologicamente, é o cachorro." Hahaha Socorro!

    Que frases toscas são aquelas, MDs? Não sou muito fã de livros hot e essa é uma série que prefiro nem chegar perto.


    Beijos e até!

    dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  5. Caramba, estou impressionada com esses livros! Tornei-me fã fervorosa do cachorro do primeiro livro. Eu já não curto muito hots, depois dessa sua análise, passarei bem longe dessa série. Não gostei das capas também, são muito feias. Mas uma coisa posso dizer que gostei, e muito: da sua resenha. Muito boa, divertidíssima, parabéns!

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tati, tudo bem?

      Olha, vou te contar... o cachorro salva o livro em vários momentos. rsrsrs

      Se alguém te oferecer a série recusa: Drogas? Tô fora. Tem algo com os livros, a gente fica com raiva, se pergunta porque ler aquilo e não consegue largar... Muito estranho

      Beijos...

      Excluir
  6. Bel... Rindo muito com as suas observações sobre as obras. Quando a coisa não te pega, não te pega mesmo!
    Eu não encarei esse livro como Hot. São tão raras as cenas de sexo e tão pobrinhas que não achei necessário, mas concordo com você que os personagens são superficiais demais. Entretanto, assim como você, simplesmente não consigo parar de ler essa série. Só pode ter feitiçaria nisso, não é possível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, não é que ele não tenha pego... ele pegou e não quer largar rsrsrs Feitiço? Não, acho que é droga pesada! rsrsrsrs

      Excluir
  7. Oi, não conhecia a série, mas depois da sua breve resenha sobre eles percebo que não perdi nada. É uma pena que os livros não te conquistaram, e sinceramente, não despertaram nem um pouco da minha curiosidade.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Brenna, os livros são bem fraquinhos mesmo, mas tem uma legião ardorosa de fãs que juraram vingança contra minha resenha! rsrssrrs

      Excluir
  8. Olá... tudo bem???

    Bom eu nunca tinha ouvido falar nessa série e sim estou achando que você é masoquista rs... porque a história pela sua descrição não é das melhores e você ainda assim leu todos os livros já lançados... acredito que o ditado a esperança é a ultima que morre se encaixa aqui rs... de qualquer forma... acho que no fim valeu e você descobriu do que se trata o enredo e se gostou ou não da narrativa... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diana, é pior do que isso. Essa porcaria de série te prende e você não consegue largar. É ruim? Nossa, demais. Mas não conseguia parar de ler...

      Excluir
  9. Oiiie
    Não conhecia a série e infelizmente não é o tipo de gênero que curto para série, mesmo assim, boa dica para quem curte

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Catharina,

      tenho um caso de amor e ódio com essa série. Ela é ruim? Sim. Ao mesmo tempo ela prende, diverte e relaxa. Eu sei que é estranho, mas ela é assim. Comigo pelo menos.

      Excluir