Resenha: Proibido


Título no Brasil: Proibido
Título Original: Forbidden
Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina
Páginas: 304
Ano: 2014



Olá pessoal, hoje venho trazer para vocês a resenha de um livro que partiu meu coração.

Proibido é o primeiro livro de Tabitha Suzuma que leio e já posso garantir que pretendo procurar por outros. Com uma história envolvente e temática não somente pouco usual como também tabu, a autora consegue nos prender desde a primeira até a última linha.

Neste livro conheceremos a história de uma família completamente devastada por pais irresponsáveis que abandonaram seus filhos à própria sorte para perseguirem desejos pessoais. Entendam, não estou dizendo que os pais devem abdicar de sua própria felicidade para criar os filhos, estou apenas ressaltando que as crianças não pediram para serem geradas e que abandoná-las da forma como aqueles dois fizeram foi mais que um ato de injustiça e egoísmo, foi covardia.

Bem... retornando ao livro. Após o pai ter mudado de Estado para formar uma nova família e não ter dado mais sinal de vida e nem pagado mais a pensão alimentícia, a mãe de Loach, Maya, Kit, Tiffin e Willa (17, 16, 13, 8 e 5 anos, respectivamente, na data em que se passa o livro, 3 anos após a partida do pai) torna-se uma alcoólatra que deixa bem claro seu pouco interesse nos filhos e praticamente não para em casa. Tentando buscar "a juventude perdida" ela deixa os cuidados dos filhos menores para serem feitos por Loach e Maya e chega a ficar dias, semanas e futuramente meses a fio sem nem ao menos pisar em casa.

Para evitar que o que sobrou de sua família seja desmantelada e que as crianças sejam levadas pelo Serviço Social, Loach e Maya fazem as vezes de pais para seus irmãos e mentem perante a escola. Eles ajudam nos deveres de casa, dão banho, disciplinam, fornecem as refeições, brincam... Tudo o que podem, por mais que isso os deixe exauridos.

Quando o mundo exterior ameaça estourar a rotina deles, com uma menina da escola ficando afim de Loach e um rapaz afim de Maya, o pânico de perderem o único suporte que possuíam para passar por tudo aquilo faz com que o olhar deles um para o outro comece a mudar e eles simplesmente se apaixonam. O amor deles é puro e comovente, mas este é um romance proibido não apenas pela religião como também pela lei, podendo eles pegar prisão perpétua caso fossem descobertos.

A história é linda e horrível ao mesmo tempo. É muito bonito ver o amor carinho entre todos os cinco irmãos e a forma como uma cuida do outro (embora a parte de Kit seja discutível). Em compensação é devastante ver o que aqueles pais fazem com eles e toda a carga emocional de medo e, no caso de Loach e Maya, culpa.

Até mesmo os momentos belos são regados a esses sentimentos (amor, medo e culpa), tornando o livro um drama pesado do início ao fim. Mesmo assim, eu estava nas páginas finais e ainda não havia derramado uma lágrima. Estava convencida de que eu não choraria. Eu estava errada... Muito errada.

O livro apresenta uma escrita fluida, os personagens são muito bem trabalhados e a história realmente nos faz pensar. Ela conseguiu me abalar mais do que Consequences (veja resenha aqui)! Não posso dizer que recomendo a leitura, porque não é lá das mais saudáveis... É muito sofrimento para pouco coração. Contudo, também não posso deixar de recomendá-la, pois ela é... Não tenho nem palavras para dizer o quanto mexe com o leitor.

É isso pessoal. Aqui terminamos essa resenha.

Curiosidade: 

01 - Sim, eu fui pesquisar essa coisa de perpétua para incesto que tem no livro e descobri que até mesmo o consensual entre adultos é proibido em vários Estados Americanos. A maioria coloca multa ou prisão de 01 a 15 anos, mas Idaho e Michigan colocam pena perpétua como opção de punição nesses casos.

02 - O incesto, se ambos são maiores de idade e nenhum está sob ameaça ou violência, é permitido pela lei brasileira, ainda que seja um tabu moral e religioso. Mas, do ponto de vista jurídico, ele não gerará uma união estável.


***
Sinopse do SkoobEla é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.Eles são irmão e irmã.
Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Comente com o Facebook:

29 comentários:

  1. Muita vontade de ler esse livro... Só falta a coragem rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo o que quer dizer. Quando conseguir ler, se quiser, volta aqui e conta pra gente o que você achou.rs.

      Excluir
  2. Realmente é uma história linda e triste ao mesmo tempo, concordo com você.
    Nunca li nada da autora, mas esse é um livro que sempre quis ler justamente por causa desses temas fortes abordados, família conturbada e um amor proibido.
    Adorei sua resenha e achei mega interessante as curiosidades.

    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/2016/03/resenha-o-velho-vestido-de-noiva.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também nunca tinha lido nada dela antes, mas pode ter certeza de que outras resenhas surgiram assim que eu conseguir meter minha mãos nos outros livros.rs.
      O que mais me revoltou nesse livro, foi a mãe. Gente... Aquilo nem merece ser chamada de mãe, sinceramente.
      Quanto às curiosidades... Eu precisei pesquisar. Fiquei pensando: "sério que dá perpétua? Será que não foi exagero da autora para deixar o livro ainda mais pesado? Como é no Brasil?". E as respostas que encontrei me surpreenderam bastante.

      Excluir
  3. Olá!

    Bem, que grande história!.. E tabu!! Mas parece ter tema fortes!! :) Desconhecia as "curiosidades"... Parabéns pelo trabalho!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Realmente ela é bem forte. Divide opiniões.

      Excluir
  4. Ola tudo bem?

    Li esse livro no começo do ano passado, e odiei!!!!
    Podem me chamar de cabeça fechada e outras coisas, mas não consigo entender irmãos tendo uma relação amorosa dessa forma. Juro que quando fui ler, fui de cabeça aberta, vi varias resenhas falando que eles nem pareciam irmãos, que o amor de ambos era mais forte. O livro frisa a todo momento que são irmãos sim. A única coisa que eu vi são dois jovens desorientados com uma mãe relapsa que só em si. O final foi ainda mais previsível. Fiquei desconcertada de ler o livro o.O

    Bjos

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stefani, essas coisas acontecem. Já era um fato que ele despertaria diferentes reações nos leitoras. O fato de você ter odiado não quer dizer que você tem uma mente fechada e o fato de eu ter acho o livro muito bom não quer dizer que eu tenho uma mente aberta... Quer dizer apenas que interpretamos e reagimos de forma diferente a uma mesma leitura.
      Se todos tivessem a mesma opinião, todos os livros seriam iguais e isso seria chatíssimo, não acha?rs

      Excluir
  5. Sinceramente o tema proposto até certo ponto me atraiu. O abandono dos pais. Os irmãos mais velhos cuidando dos irmãos mais novos para a família não ser destruída de vez. Mas a questão do incesto já não me agradou. Não sei se sou moralista demais para esse tema, mas confesso que acho bem esquisito um relacionamento amoroso com teor sexual com pessoas do mesmo sangue.
    Acho que não leria esse livro pois ficaria bem agoniada.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camila, não sintas-e estranha. Eu pensei o mesmo e os personagens do livro também. O próprio casal chega a questionar a situações, desde o início. Acho que isso foi o que gostei tanto no livro... Ele não prega como algo legal e normal, mas apenas como algo que os dois não conseguiram evitar mesmo não achando ser normal.
      Foram bastante interessantes, na minha opinião,as colocações que a autora fez a respeito até mesmo em relação ao conflito dos personagens.
      Mas super apoio que você não leia se acha que irá te agoniar ou te deixar mal. Nem todos os livros foram feitos para serem lidos por todos nós e eu também pulo vários que acredito que não conseguirei ler sem me sentir muito mal.

      Excluir
  6. Oi, Mari
    Deve ser lindo e horrível ao mesmo tempo com certeza. Tenho curiosidade de ler esse livro de tanto que as pessoas falam que é intenso! Não sei se derramaria lágrimas também, mas vamos ver.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leticia, vou te dizer que pensei que não choraria. Até quase o final não chorei... Mas aí o livro vai te pegando e... Bem... Fui pega.

      Excluir
  7. Olá!
    Já tinha ouvido falar desse livro e tive vontade de lê-lo mas, confesso que tenho receio de começar.
    Não sabia que no Brasil era permitido, pensei que como nos outros países sofriam multas e prisão. Uma curiosidade interessante para mim.
    Mas, não sei o que pensar sobre o assunto. Para mim, que não tenho irmãos, se tivesse, incesto nem seria uma cogitação.
    Mas o livro parece ser lindo e realmente triste.

    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi
    Esse livro é daqueles que fazem com que sintamos muitas coisas ao mento tempo!
    Realmente é uma história linda e horrível ao mesmo tempo! Não chorei, mas fiquei meio de ressaca.
    Achei interessante as curiosidades.
    É um assunto polêmico. Realmente não sei o que pensar, mas não julgo.
    òtima resenha.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Olá Mari,
    Esse livro me destruiu completamente.
    Ao mesmo tempo que achei o Incesto errado, achava certo naquele contexto, sabe? Também pesquisei como funciona nos EUA e encontrei a mesma coisa. É uma leitura recomendadíssima.
    Proibido, pra mim, quebrou vários tabus. Não que eu ache certo, apenas sou capaz de entender.
    Adorei a resenha.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Li esse livro ano passado MEU DEUS, que história maravilhosa, fiquei simplesmente devastada com essa história.
    A autora soube construir com maestria uma história linda, com um tema tão polêmico e difícil de se tratar.
    Esse é com certeza meu livro favorito da vida! Amo!


    Beijos:*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  11. Este livro já está na minha lista para fazer a leitura este ano e estou com um misto de sentimentos em relação a leitura porque acho que o tema abordado é uma desconstrução muito forte na cabeça de qualquer pessoa. Mas quero fazer e sei que vou apreciar. Adorei as curiosidades que você colocou no fim do post, não sabia sobre a punição americana e nem sobre a brasileira.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. todo mundo diz que esse livro parte o coração, e ele vai contra a sociedade que conhecemos e somos criados. Gostei de saber que existem outros personagens na história além da família.
    Um dia quero ter a oportunidade de ler.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  13. Ai Mari, que livro mais triste! Realmente parece ser daqueles livros que eu vou amar ler mas que vou chorar horrores. Com certeza vou querer ler, já estou morrendo de pena dos cinco irmãos!
    Essa capa sempre e deu medo, agora eu sei porque... rsrs

    Adorei, beijos

    ResponderExcluir
  14. Hello!

    Ganheio livro Proibido, mas confesso que estou adiando a leitura.
    Já conheço a historia e sei o final, por ser algo tenso e triste, fiquei adiando, pq eu sei que vou sofrer junto com os personagens.
    O tema incesto é algo dificil de lidar, ao ler o livro mtas pessoas entenderam o amor dele e ate apoiaram, mas ao passar pra nossa realidade, se diziam contra qq tipo de relação assim.
    Bom, ainda nao li, mas foi otimo ler a sua opiniao e as curiosidades eu gostei mto de saber.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  15. Este livro não é umá narrativa fácil, não somente por abordar um tema tabu como o incesto, mas por todos os outros problemas levantados na obra. Sinceramente fiquei chocada com os transtornos do Loch, com o total descaso da mãe em relação aos filhos e com aquele final que me tirou o sono e a paz. Que final infeliz e como fervorosamente desejei que fosse outro. Posso ater ser preconceituosa mas não consigo achar norm uma relação assim, mas também não consegui condenar, pois os dois estavam tão perdidos e desamparados, tão sem noção de certo e errado, que a proprio dia a dia os levou aquilo. Um grande beijo!
    http://www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  16. Este livro não é umá narrativa fácil, não somente por abordar um tema tabu como o incesto, mas por todos os outros problemas levantados na obra. Sinceramente fiquei chocada com os transtornos do Loch, com o total descaso da mãe em relação aos filhos e com aquele final que me tirou o sono e a paz. Que final infeliz e como fervorosamente desejei que fosse outro. Posso ater ser preconceituosa mas não consigo achar norm uma relação assim, mas também não consegui condenar, pois os dois estavam tão perdidos e desamparados, tão sem noção de certo e errado, que a proprio dia a dia os levou aquilo. Um grande beijo!
    http://www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
  17. Mary eu não tenho psicológico para uma leitura como essa. Não acho certo incesto, acho terrível um sentimento como esse crescer entre irmãos, algo que deveria ser puro se tornar devasso dessa maneira. Mesmo todo o enredo apresentando causas para isso eu não gosto e não concordo. Mas todos que leem falam muito bem e eu até fico curiosa para saber mais sobre o livro mas não consigo mesmo. Eu gostei de ver a sua opinião sobre ele e também acho que eu choraria ao ler, mas pelo sofrimento das crianças e pelo que eles foram submetidos e principalmente em ver esse amor entre eles, na verdade eu acho que sentiria raiva nessas parte

    ResponderExcluir
  18. Hi baby, tudo bem? nossa parece ser um tema muito forte para um livro, essa coisa do incesto assusta bastante mas é interessante livros que abordam assuntos tão delicados como esse! não conhecia mas por causa da sua resenha fiquei com vontade de ler! parabéns

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Oi
    Tudo bom?
    Sou completamente apaixonada por esse livro, mesmo ele quebrando meu frágil coração em um milhão de pedaços.
    Esse livro foi capaz de mudar a minha opinião, no começo achava que seria um absurdo dois irmãos criados juntos se envolverem dessa forma. Mas no final do livro já não conseguia mais entender pq, eles deveriam ter ficado juntos, como algo tão belo pode ser proibido? Enfim... sua resenha resume bem tudo o que eu senti ao ler esse livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Oooi Mari!
    Adorei sua resenha! Conheço algumas pessoas que leram o livro, algumas não gostaram justamente pela relação incestuosa. Eu fiquei curiosa para ler por conta disso, nunca li nada sobre o tema. E justamento por conta disso que você disse, não com essas palavras, que toda história tem dois lados. E o que fiquei me perguntando foi: por que isso aconteceu? Qual foi o real motivo?
    E você me responde essas perguntas na sua resenha (que, sinceramente... eu amei, haha). Fiquei com mais vontade de ler.

    parado-na-estante.blogspot.com.br
    facebook.com/paradonaestante com mais vontade de ler.

    ResponderExcluir
  21. Uau, que resenha!
    Apesar d não ler livros do gênero, esse me intriga bastante por conta da polêmica!
    Tenho vontade de conhecer essa história, mas estou com outras prioridades!
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Nossa, que situação dessas crianças, hein! A premissa é muito boa e, acredito, o livro deve ser muito bonito. Espero poder ler, pois gosto muito dessas leituras emocionantes. Porém, vou esperar um pouquinho, pois ando em uma fase meio chorona, se leio um livro tão emocionante assim agora, ainda mais envolvendo crianças, sou capaz de desidratar. Gostei muito da dica e da sua resenha!

    Tatiana

    ResponderExcluir
  23. Oieeee
    Tudo bom?
    Eu li esse livro e foi um dos melhores que li ano passado, a história é forte e me emocionei muito lendo, ainda mais com esse amor proibido e o final que me chocou.
    Sua resenha está muito boa.
    Beijos

    ResponderExcluir