Entrevista: Camila Pelegrini



Com um sonho na cabeça e uma caneta na mão, Camila Pelegrini (21 anos), estudante de direito e professora de inglês, criou um mundo pela primeira vez.

A mais nova escritora é de Mogi Guaçu e é uma consumidora assídua de livros, o que chega até a ser um vício (um dos bons é claro). O livro Sombras do Medo é o primeiro publicado e ela já trabalha em suas próximas obras.

Vamos à entrevista...



Conchego: Quando você percebeu que os mundos criados por você não cabiam mais dentro da sua imaginação e precisavam ter “vida própria”?

Camila: Só percebi quando de fato aconteceu. A história do Sombras surgiu com uma força imensa, e eu simplesmente senti que precisava colocá-la no papel. Escrevi de uma maneira despretensiosa e natural e acabei me descobrindo. Hoje, cada ideia que surge quer atropelar a anterior, e a falta de tempo para contar todas as histórias da minha cabeça me castiga haha

Conchego: Dentro da cultura, algumas manifestações são mais bem vistas que outras, assim como alguns gêneros. Você já sofreu algum tipo de preconceito por conta do gênero que escreve? 

Camila:Felizmente, não. 

Conchego: Quando nasce o título? E mais importante, como ele surge? Pesquisa, de dentro do livro, sugestão de alguém que está lendo? 

Camila:Tenho um problema com títulos haha Geralmente eu e minha amiga Ana Paula fazemos um brainstorm e é ela quem chega ao título final haha Nos últimos dois livros foi assim que aconteceu.

Conchego: De todas as personagens que já escreveu, qual seu favorito e qual gostaria de matar?

Camila: Que difícil... Amo vários dos meus personagens, mas acho que a minha favorita é a Zoe (Aos Olhos de Zoe). É a cachorrinha que narra a história, e é de uma meiguice e de uma simpatia que me conquistaram.

Não gosto de outros vários também haha Mas acho que o pior é o Rei Durian (do livro que estou escrevendo agora, cujo título ainda não confirmei). É um homem sádico, cruel e nojento.

Conchego: Todo mundo tem uma rotina, mesmo que seja não ter uma, nos conte um pouco sobre a sua. Que horas é melhor para você escrever? Gosta de música ou prefere o silêncio? 

Camila: Sempre que sobra tempo, corro para começar a escrever, mas o melhor horário para mim é a madrugada. Amo deitar no sofá com meus cachorros ao lado e ficar ali concentrada. Existem cenas que preciso de silêncio, outras fluem melhor com uma música relacionada, mas estou me policiando para escrever nas mais adversas condições haha

Conchego: Na hora da criação é “papel e caneta”, software de criação ou que tiver mais acessível?

Camila: O que tiver mais acessível haha O Sombras escrevi praticamente inteiro no computador, já o meu terceiro, que estou escrevendo agora, escrevi a mão, porque meu computador estava quase morto, rs. O que importa é continuar escrevendo, seja lá como for.

Conchego: Seus livros nascem únicos ou séries? O que prefere, um livro único, mesmo que grande, mas que conte toda a história de uma vez ou série?

Camila: Acho que cada história faz sua exigência no que se refere à quantidade de volumes. Quando escrevo, deixo que a própria história determine. Se ela manda que seja apenas um volume, eu não forço para que fique maior.

Como leitora, sinto a mesma coisa. Leio um, dois, dez volumes, desde que a história me agrade.

Conchego: Qual foi, até hoje, o momento de maior emoção, tanto positiva quanto negativa, que a literatura já te trouxe?

Camila: Nunca experimentei tantas emoções intensas como as que a literatura me proporciona, mas não tenho dúvida de que é quando vejo que tenho uma mensagem, resenha sobre o livro. Meu coração aperta, sinto um frio na barriga imenso e me emociono toda santa vez. Para o bem ou para o mal haha

Conchego: Com a proximidade proporcionada pelas redes sociais e plataformas de compartilhamento, como é a convivência com os fãs? Eles influenciam a confecção de uma obra? 

Camila: Não consigo pensar que tenho fãs, rs. Sei que existem pessoas que acompanham meu trabalho e esperam por ele, mas acho que sou mais grata a eles do que o oposto, rs. De qualquer forma, é maravilhosa a sensação de ser lida e de saber que sua história tocou alguém. Guardo cada feedback, positivo ou negativo, com muito carinho. 

Sim, todo o retorno que recebo uso para tentar melhorar. A segunda edição do Sombras, por exemplo, tem capítulos extras atendendo a pedidos de alguns leitores. (O Nicolas foi para a TaysAlcantara!), rs. 

Conchego: Todo escritor gosta de ler, quais seus gêneros e autores prediletos?

Camila: Sim! Meus autores favoritos são Machado de Assis, Jorge Amado, StiegLairsson e J.K. Costumo dizer que leio quase tudo, mas os livros que acabam se tornando meus favoritos são aqueles que por trás de uma grande aventura e grandes personagens escondem uma grande lição.



Para comprar o livro clique aqui.

Para conhecer mais sobre a autora e acompanhar suas publicações basta segui-la nas páginas no facebook do livro e pessoal.




Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Camila, parabéns pela segunda edição de Sombras do Medo. Deve ser realmente um momento muito especial para um autor ter seu livro não apenas lançado, mas também relançado.
    Achei linda sua mensagem para seu fãs e leitores, reconhecendo-os como importantes em sua vida. Isso é tão fofo! Também gostei bastante de conhecer mais sobre como você faz no dia a dia para desenvolver seus livros.
    Muito sucesso para você!

    ResponderExcluir
  2. Camila, parabéns pela realização do relançamento. Você é emga nova e tem todo um mundo de conquistas pela frente e eu desejo que seja maravilhosa essa caminhada!!!
    Sucesso!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns! Não conheço a obra, mas fico sempre muito feliz quando um autor nacional está tendo reconhecimento...

    Beijos,

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Jorge Amado e Stieg Larsson, autores excelentes citados pela Camila.
    Acho que eu não conhecia a autora até o momento, mas gostei de saber um pouco sobre ela.
    E já notei que a maioria dos autores são da madruga, a hora mais tranquila deve ser a melhor pra se concentrar e fazer surgir toda a história.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  5. Concordo com ela na questão de ser melhor escrever na madrugada porque é mais quieto e parece que as ideias surgem mais. Eu gosto de escrever no computador porque no papel eu ficaria riscando, mas autores escolhem qualquer lugar quando tem ideias mesmo. E a coisa do título, nunca tinha pensando nisso de que seria difícil.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  6. Que linda a entrevista com a autora! Muito simpática ela. E eu achei bacana ela falar que cada história pede algo, se for único ela não força. Tem autor que precisa seguir essa prática, né? rsrs
    Eu quero muito ler a obra dela, tenho lido vários comentários bons.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Olá

    Conheço a autora através das redes sociais e de ler resenhas sobre os livros, ela é bem simpática e os livros parecem ser bacanas também, gostei dos autores que ela citou como preferidos e concordo com ela,quanto a gostar de livros únicos ou série isso depende muito da história,adorei a entrevista.

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Eu conheço a Camila mas ainda não li nada dela, tenho vontade. Achei muito bonito ela ter feito um capítulo especial a pedido dos fãs e a maneira como ela fala de suas obras. Gostei bastante da entrevista e pude conhecer mais da autora, já que só a acompanho nas redes sociais, aqui ela se expressou e suas perguntas foram muito boas. Gostei.

    ResponderExcluir
  9. Que legal! A autora tem algumas curiosidades interessantes, como a escolha do título ser realizada pela amiga (rs). Gostei. A amiga dela com certeza merece créditos por ter uma criatividade assim… Eu gosto do título do livro da Camila. <3 Achei legal saber mais da autora, quero logo ler a obra dela e conhecer seu talento.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olha eu acho a Camila uma fofa e acho que ela merece todo sucesso do mundo com o seu livro, porque ela é muito talentosa. Estou doida para ler o meu livro, porque quem resenhou foi uma das minhas colaboradoras que amou. Agora espero poder ainda ler por esses meses, porque estou bem curiosa. Eu adorei a entrevista e principalmente para saber um pouco mais sobre ela. Ela é uma pessoa simpática e amavél com seus leitores e provavelmetne muitos dos trabalhos que virão vão ser de grande sucesso pela frente e eu vou acompanhar isso =D

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/3-anos-de-muito-amor-e-dedicacao.html

    ResponderExcluir
  11. Oláa, eu amei a entrevista! eu li o livro da Camila recentemente e me apaixonei por ele, isso que eu não sou muito chegada em distopias, acho que o dela me cativou de um modo diferente, muito bom ver a entrevista agora!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Ahhhhh eu sou louca para ler o livro da autora, mas gosto mais da outra capa, embora essa tenha ficado muuuito linda também.
    Ah eu também tenho um probleminha com titulos kkkkk.
    Acho que o gênero que a autora escreve realmente é um gênero que quase não sofre preconceito. Fico feliz em saber que nunca houve algo do tipo com ela.
    Amei a entrevista.

    ResponderExcluir
  13. Ahhhhh eu sou louca para ler o livro da autora, mas gosto mais da outra capa, embora essa tenha ficado muuuito linda também.
    Ah eu também tenho um probleminha com titulos kkkkk.
    Acho que o gênero que a autora escreve realmente é um gênero que quase não sofre preconceito. Fico feliz em saber que nunca houve algo do tipo com ela.
    Amei a entrevista.

    ResponderExcluir
  14. Oieeee
    Eu já tive o prazer de conversar um pouco com a autora, ela é um amor r na black friday dos nacionais, comprei o livro dela e esse mês ainda irei ler.
    Adorei conhecê-la um pouco mais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oláa
    Não conheci a autora nem os livros dela,e já comecei a me encantar pelo Sombras do Medo!!
    Adorei a entrevista,tão bom saber que mais e mais autores nacionais estão sendo reconhecidos ^^
    Estou tentando esse ano ler mais livros nacionais e com certeza os da Camila estão na minha lista :D

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/02/resenha-caixa-de-passaros-josh-malerman.html

    ResponderExcluir
  16. Amei responder as perguntas!É sempre uma alegria e uma honra fazer parte do Conchego <3

    Obrigada por tudo, meninas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. As referências de leituras dela são ótimas. Machado de Assis é fantástico! Adorei a entrevista! Vou add nas redes sociais para conhecer melhor.

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Gostei bastante da entrevista e fiquei bem curiosa com o livro da autora. Gostei muito da entrevista porque pude conhecer a escritora de uma forma diferente e vi que em alguns aspectos ela se parece comigo. Uma coisa que eu gostei foi que ela disse que deixa que a história decida se vai ser uma série ou volume único. Maravilhoso!
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir