Resenha: Uma vida para sempre


Título no Brasil: Uma vida para sempre
Autor (a) Nacional: Simone Taietti
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 347



Olá leitores,


Hoje trago uma história de amor que me fez pensar que a vida é curta. Não sabemos o que pode acontecer daqui a pouco, então devemos viver o hoje e o agora.

Por ser em forma de um diário, os primeiros capítulos foram os pensamentos da personagem principal e achei, de início, essa leitura um pouco cansativo. Mesmo assim, tinha algo que me prendia. 

A personagem principal é uma garota com apenas dezessete anos e super inteligente, os pensamentos que ela tem sobre a vida me fez ficar querendo conhecer mais sobre a Ethel. Quando realmente começaram os diálogos e mais personagens apareceram na trama... Foi aí que me prendeu de vez.


Ethel é portadora de uma doença rara, CIPA (Insensibilidade congênita à dor Anidrose). Ela não consegue sentir dor, não transpira e, segundo a ciência, tem expectativa de vida curta. Com isso, a mãe dela tem maior cuidado e tenta manter a filha em um mundo fechado, não quer que ela trabalhe, saia sozinha e só aceita que tenha amizades do mundo "normal". Mas Ethel não quer isso, ela quer aproveitar a vida!



Devido a sua doença, ela tem que ir sempre ao hospital para fazer exames e, com isso, tem muitos amigos daquele universo. Mesmo contra a vontade da mãe, Ethel mantém dois grandes amigos, uma senhora chamada Gertrud, que luta contra o câncer, e o garoto Max, de apenas oito anos. 
“Sempre fugimos da normalidade, mas só até o exato ponto em que percebemos que a normalidade provavelmente está atrelada aos melhores momentos de nossas vidas. Isso me lembra a pesarosa expressão ‘Eu era feliz e não sabia’.” Pág 48.
Em uma ida ao hospital, Ethel descobre que Max faleceu e sofre com a perda desse amigo. Assim que recebe a notícia e esta em seu momento de dor, entra no quarto do hospital Vitor e a partir daí, ele não sai mais da sua vida. Um garoto com dezenove anos, que luta há seis contra leucemia. Ele está no hospital para mais uma tentativa para reverter o seu quadro da doença.

Para mim a história melhora muito a partir do momento em que Vitor aparece, fiquei apaixonada por esse garoto. Logo de cara, os dois se sentem à vontade e conversam como se já se conhecessem. Como Ethel sempre vai ao hospital e Vitor está internado, ela começa a visita-lo e eles se tornam grandes amigos. 

Não demora muito para eles se apaixonarem, mas vão devagar, sem pressa, e o amor entre eles é lindo. Além de amigos e namorados, eles se tornam uma companhia para lutar pela vida. Juntos vão viver aventuras únicas.
"E então, de olhos fechados, sentindo o leve cheiro de sabão na camiseta de Vitor, poderia dizer que estávamos pairando no ar, misturando-nos com as finas nuvens e tocando o céu, que a partir daquele momento passou a fazer parte de nós. Estávamos indo embora, sim.
Mas naquele momento ainda estávamos ali." (p. 192)
Se você quer um livro repleto de emoção, com um desfecho de derramar muitas lágrimas e um aprendizado incrível, pode ler Uma vida para sempre

Não é um livro que fala sobre a morte e sim sobre a vida e como devemos viver, aproveitando ao máximo cada minuto. E Ethel conseguiu fazer isso muito bem!! Uma garota que descobriu quanto dura o "para sempre".


***
Sinopse do Skoob: Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.Quanto dura o para sempre?Ethel descobriu.

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Me apaixonei pela resenha <3
    Tenho esse livro mas ainda não li.Tinha uma lista a seguir.Tinha porque me desfiz dela rsrsrsrs
    Espero que não haja mais mortes. Ethel merece ser feliz e ter uma vida maravilhosa!!! Ja vou separar uns lenços aqui. sou chorona assumida kkkk Bjus Daya

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê,
      eu amei o livro, sobre mortes??? melhor vc ler!!! Ethel quis aproveitar a vida, mesmo com suas limitações!
      Espero que vc leia e goste!
      beijos e obrigada

      Excluir
    2. Morte,mesmo sem ter lido o livro,Pela resenha senti a morte de Max.Tenho certeza que vou gostar <3 beijusss

      Excluir
  2. Daya, Uma vida para sempre me deixou com uma desconfiança sobre a leitura, pois leituras em formas de diário não se desenvolvem muito bem comigo. Entretanto, me surpreendi bastante com a adolescente Ethel, que com sua pouca idade já sabe muito da vida e reflete isto no livro. Quero ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ycaro,
      Isso, em forma de diário fica cansativo, mas a autora mudou e mesclou, aí melhorou muito e me prendeu de vez!
      Ethel é muito madura para a idade, a própria mãe dizia isso! rsrs
      beijos e depois volta para contar o que achou

      Excluir
  3. Esse livro está na minha wishlist há tempos, e nunca encontro para comprar, sempre está esgotado :/

    Sua resenha só me fez ficar com mais vontade ainda de ler!

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nazare,
      Verdade rsrs quando ia comprar, estava esgotado rsrs
      na última promoção duas amigas conseguiram comprar, quem sabe vc consegue ts
      beijosss

      Excluir
  4. Só essa capa mega fofa já dá vontade de ler o livro... rsrsr
    É impressão minha ou lembra um pouco a culpa é das estrelas??
    Fiquei com vontade de ler, mas estou achando que vou chorar no final... Será?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Bruna, lembra!!! Sobre chorar no final, melhor você ler rsrs

      Excluir
  5. Esse livro parece um pouco com a culpa é das estrelas. Só de ler a resenha já me emocionei,é um livro em que prendem as pessoas concerteza, já está na minha lista de compras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece sim Gustavo, um livro muito bom, história envolvente

      Excluir
  6. Aí amiga! Estou aqui de frente para o livro... e vou esperar mais um pouco para ler ele.. Acho que ele vai me fazer chorar... e o pior... É a expectativa desse final!

    ResponderExcluir