Resenha: Clara como a Luz da Lua


Título no Brasil: Clara como a Luz da Lua
Autor (a) Nacional: Déborah Aviaras
Editora: Independente
Ano: 2014
Páginas: 128







Olá leitores,



Clara como a Luz da Lua é uma leitura fácil e prazerosa, li em apenas um dia. Narrado em primeira pessoa, intercala entre dois personagens, Clara e Eduardo. 



Clara é uma garota que perdeu o pai muito nova e a mãe não se preocupava com nada, deixando de acompanhar a adolescência da filha. Ela sempre teve como homens amigos e entendia muito bem o meio que eles viviam e pensavam. Pense em uma garota hilária, Clara é cômica demais e verdadeira ao extremo. Ri muitas vezes com suas atitudes e com as situações que vivia. Ela não tinha "papas" na língua; o que pensava, saía pela boca, sem filtro.



Logo após a morte do pai, seu tio foi morar com ela e a mãe, tornando-se o seu padrasto. Clara não ficou nada feliz com isso, pois não tinha simpatia por ele. Não satisfeita com a forma como estava vivendo, resolveu ir morar em São Paulo assim que terminou o curso técnico de Secretariado Executivo. 



Depois de algum tempo morando em São Paulo sozinha, sua vida estava um caos. Desempregada e morando em seu carro, nada poderia piorar. Pensando bem, poderia sim rsrs... Quando foi trocar o CD no carro, ele caiu e a doida freou em plena Avenida Paulista e... Bummm, bateram no fundo do seu velho carro. Clara tem a língua afiada no seu natural, imagina nervosa rsrs. Ela soltou todos os palavrões que você pode imaginar esculhambando a pessoa que bateu foi então que a porta o motorista do outro carro abriu a porta e de lá de dentro saiu um homem lindo... Clara não esperava por isso!! kkkk
Eu fiz a limonada, coloquei açúcar e tomei... A vida sege, não gosto de ser um muro de lamentações, vivo cada dia como se fosse o último, sabe? Aqui e agora. Pág. 57
Eduardo é um homem sério, educado e rico. Ele não acreditou no que estava acontecendo com ele de início, ao ver uma doida gritando e chamando a atenção de todos por causa de algo tão simples e fácil de resolver como aquela leve batida. Ele odeia chamar atenção e Clara é o contrário, não tá nem aí. Eduardo vive sua vida de forma pacata e planejada, presidente de uma grande empresa e morando sozinho, nada poderia ser melhor. Mas será?

Eu achei a história um pouco corrida, quando pensava que a autora ia aprofundar mais, ela escrevia outra parte. Queria me envolver mais, saber mais de Clara e Eduardo, vibrar com cada emoção que a história poderia fazer, mas parecia que a autora estava com pressa, falando muito superficialmente de cada situação para ir logo para a outra.
A vida já é um circo, só procuro rir de tudo, senão eu choro até perder o fôlego, rir ainda é a melhor opção! Pág. 39
Mesmo assim, Clara roubou meu coração com suas palhaçadas e sinceridades. Ela veio para estremecer a vida "certinha" de Eduardo.

Se você quer uma leitura que seja fluida e dar altas gargalhadas, super indico Clara como a Luz da Lua.

Para comprar ebook clique aqui e físico entre em contato com a autora, na sua página do facebook.


***

Sinopse do Skoob: Uma troca de Cd no carro e uma colisão na sua traseira, pronto estava armada uma confusão. E confusão era o que não faltava na vida de Clara Rinaldi, a vida dela era uma sucessão de erros, mas ter o carro batido por um lindo estranho era pelo menos uma confusão bonita,  como dia a própria, com língua afiada, sarcástica ao extremo, ela perdia o amigo, mas não perdia a piada. Ao contrário dela Eduardo Costa era sério, completamente centrado, ficou chateado com o contratempo da batida na traseira do carro de uma louca que freou bruscamente. E o caos se fez em sua vida, ou será que a vida estava dando a ambos os motivos pra ver a vida sob outras perspectivas...

Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Gostei muito da sua resenha, e acho bem chato quando um autor não se aprofunda muito no assunto, nem deixa a gente se apegar a história. Mas que bom que mesmo assim, você gostou do livro. Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nazaré,
      Eu também queria mais, bem mais. Conversando com a autora, o objetivo dela era fazer a pessoa que estava lendo se divertisse e isso, ela conseguiu :)
      beijos

      Excluir
  2. Olá, Daya. Para começar, gostei bastante da capa, costumo não gostar de capas com rostos, mas esta está caprichada. Gostei bastante da personalidade forte de Clara, derrubando paradigmas e regras de Eduardo, haha. A sinceridade e as palhaçadas, como você disse, é outro aspecto importante. Lerei Clara como a Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ycaro,
      Clara queboru mesmo e Eduardo, tadinho, ficou perdido rsrs
      Depois volta para contar sua experiência
      beijos

      Excluir
    2. Daya, consegui baixar um PDF do livro Clara como a Luz da Lua e conclui a leitura em 2 dias. Meu deus, não tenho o que falar desta leitura. É revoltante quando lemos algo muito bom e ele não seja reconhecido como outros livros medianos, não é mesmo?! Foi o que aconteceu. Consegui sentir variados sentimentos durante a leitura, mas o principal foi contra a família de Clara, especialmente a sua mãe que não cuidara da mesma, revoltante. A melhor parte do livro foi, sem dúvidas, o encontro com Eduardo e seus diálogos, aqueles já esperados por parte de clara, risos. Gostei muito, Daya. Obrigado pela indicação. ;)

      Excluir
    3. Verdade Ycaro, mas valeu a leitura!!
      Obrigada por ter seguido a indicação.

      Excluir
  3. Lembro que comprei este livro logo que foi lançado na Amazon. Já li este livro duas vezes e nestas ri demais. Eu gostei da narrativa. Gostei do fato de a autora ter levado o livro sempre leve e com a pitada cômica do início ao fim. Lendo esta resenha até senti vontade de reler novamente e encontrar com Clara e Eduardo novamente. Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suellen,
      Isso mesmo!!! A autora queria um objetivo e conseguiu.
      Com certeza devo reler.
      beijos

      Excluir
  4. Lembro que comprei este livro logo que foi lançado na Amazon. Já li este livro duas vezes e nestas ri demais. Eu gostei da narrativa. Gostei do fato de a autora ter levado o livro sempre leve e com a pitada cômica do início ao fim. Lendo esta resenha até senti vontade de reler novamente e encontrar com Clara e Eduardo novamente. Beijos e sucesso.

    ResponderExcluir
  5. Daya, adorei o post, amo livros engraçados e com certeza esse parece ser deste tipo.
    Já estou colocando na minha lista de leitura.. rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna,
      Pode colocar sim, você vai adorar dar muita risada com Clara rsrs
      beijosss

      Excluir
  6. Oi Daya,
    adorei a resenha!
    O livro parece ser super interessante e depois da resenha fiquei com uma super vontade de ler ele, vou procurar no skoob.

    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura sim e depois me conta o que achou!!
      Super indico.
      beijos

      Excluir
  7. Eu preciso ler esse livro. Ja ri só com a resenha rsrsrs
    Consigo imaginar a cena Eduardo todo serio e sem graça com as atitudes da garota desmiolada rsrsrs. adorei <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, é assim mesmo! Um livro para relaxar a mente e diversão garantida
      beijosss

      Excluir
    2. Lembrei da Nicole toda atrapalhada. Clara me parece tão doidinha quanto rsrs. Bora garantir a diversão. Bjus Daya

      Excluir
    3. Amo livros com boas gargalhadas

      Excluir
  8. eu amo livros de comedia... personagens bem despojados e divertidos. Ja gostei da Clara. Amei a sinopse... e observei tb o quanto vc leu ele rapido... isso sempre conta para mim pq livros que lemos muito lentamente ja parecem ruins... e a capa dele esta muito linda! Adorei. Mais uma dica anotada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreza,
      Se quer dar boas gargalhadas, pode ler! Vc vai amarrrrr
      Um livro leve e divertido.
      E no final queria mais , muito mais
      Beijos

      Excluir
  9. A capa achei muito legal. Mesmo não gostando muito de capa com ser humano. Mais essa ficou legal. A resenha eu gostei muito. Depois irei ler o livro

    ResponderExcluir