Momento Cultura: Mitos e lendas do cinema



Todo e qualquer trabalho envolve riscos. Então vamos combinar que aceitar fazer o papel de Super Homem é uma prova de coragem, porque quando se pensa no que aconteceu com dois dos atores que interpretaram o papel, bom... Vou falar sobre isso mais a frente.

As lendas, mitos e maldições que cercam algumas produções cinematográficas chegam a ser engraçadas hoje, muitas não têm absolutamente nada de divertido e ainda temos aquelas que são pura forçação de barra.

Sem mais enrolação vamos conferir algumas dessas lendas, mitos e até mesmo maldições.


Comecemos com a mais famosa das produções amaldiçoadas:

Poltergeist – O Fenômeno: o filme é bem datado e os efeitos visuais, que foram considerados inovadores para a época, hoje são risíveis.

Sinopse do Adoro Cinema: Família é visitada por fantasmas, que inicialmente se manifestam apenas movendo objetos pela casa, mas gradativamente vão aterrorizando-os cada vez mais, chegando a sequestrar a caçula através do televisor. Os pais se desesperam e uma especialista em fenômenos paranormais sugere que eles busquem a ajuda de uma mulher com poderes mediúnicos.

A atriz principal, Heather O’Rourke, morreu durante a produção do terceiro filme da série. A causa da morte foi “complicações de uma cirurgia intestinal”. Dominique Dunne, que interpretava sua irmã no filme, foi assassinada por um namorado violento.

Já o nativo americano Will Sampson, morreu em decorrência de complicações durante um transplante cardíaco. A casa usada como locação foi parcialmente destruída em um terremoto. E dizem que ela foi realmente construída em cima de um cemitério indígena. Porém algumas mortes são citadas apenas para manter a fama do filme. Como a de Beatrice Straight, que interpretou a doutora Lesh e faleceu de pneumonia em 2001. Aos 86 anos! Ou Brian Gibson, diretor de Poltergeist II e que faleceu em 2004 aos 54 anos vitima de Sarcoma de Ewing (Câncer nos ossos). Tudo bem que é uma doença que costuma acometer meninos entre 10 e 20 anos, mas não é raro em homens adultos.

Alguns outros fatos curiosos mantêm a lenda viva, como o da atriz Zelda Rubenstein, que durante a sessão de fotos para o filme Poltergeist III, teve uma luz brilhante obstruindo seu rosto; a própria atriz informou que, no momento em que a foto foi feita, sua mãe faleceu. Ou ainda os quadros da casa da atriz JoBeth Williams, que estavam sempre tortos toda vez que ela voltava das gravações.

Dizem que todo mau agouro é porque foram utilizados esqueletos de verdade nas filmagens do primeiro filme.

Outro filme cercado de maldições é Juventude Transviada, de 1955. Ele foi protagonizado por James Dean, que morreu antes do lançamento do filme em um acidente de carro. Como no filme. Natalie Wood, afogada anos depois. Detalhe, ela não sabia nadar e estava em um barco com o marido e o melhor amigo do marido. E, finalmente, Sal Mineo, esfaqueado na garagem do próprio prédio em circunstâncias nunca esclarecidas.

Sinopse do Adoro Cinema: Jim Stark (James Dean) é um encrenqueiro, que fez os pais se mudarem de uma cidade para outra até se fixarem em Los Angeles, que é preso de madrugada por embriaguez e desordem. No distrito policial está Judy (Natalie Wood), uma jovem que está revoltada com o pai, que a chamou de vagabunda imunda por ter se maquiado. Lá está também um rapaz, John Crawford (Sal Mineo), mais conhecido como Platão, que atirou em alguns cães. Um compreensivo policial entende que Jim recebe em casa apenas um amor superficial dos seus pais, e que Jim nunca aceitou que seu pai seja totalmente submisso à sua mãe. Enquanto Jim espera na delegacia pelos pais, que tiveram de cancelar um compromisso social para tirá-lo da prisão, ele tem um rápido contato com Judy e Platão. Após ser libertado parecia que tudo estava resolvido, mas ao tentar fazer amizade na manhã seguinte com sua jovem vizinha, a própria Judy, cria um desentendimento com Buzz (Corey Allen), que namora Judy e é o líder de uma gangue do colégio. Esta rivalidade vai gerar algumas situações com trágicas consequências.

O Bebê de Rosemary, eu odeio esse filme com todas as minhas forças, é a coisa mais chata que já assisti em toda a minha vida. Vários amigos amam isso. Enfim... O Bebê de Rosemary tem uma coincidência - que eu não chegaria ao ponto de chamar de uma maldição. O diretor contratou integrantes de uma suposta seita satânica para fazer uma participação em uma cena do filme. Não dá para ser muito clara, porque esse spoiler mata todo o filme. Um ano após o lançamento do filme, a esposa do diretor, a atriz Sharon Tate, que estava grávida, foi assassinada a facadas, junto com mais quatro pessoas, por seguidores de Charles Manson, integrantes de uma seita, só não eram satanistas. Outros fatos estranhos ligados ao filme? Um ano após o término das filmagens, o produtor William Castle morreu de falência renal e John Lennon foi assassinado em frente ao prédio que aparece no filme.

Sinopse Adoro CinemaUm jovem casal, Rosemarey (Mia Farrow) e Guy Woodhouse (John Cassavetes), se muda para um prédio habitado por estranhas pessoas, onde coisas bizarras acontecem. Quando ela engravida, passa a ter estranhas alucinações e vê o seu marido se envolver com os vizinhos, uma seita de bruxas que quer que ela dê luz ao Filho das Trevas.

Filmes de terror parecem atrair maldições. Mais um para a lista, A Profecia, de 1976.

Sinopse do Adoro Cinema: Um diplomata americano preocupado em não chocar a esposa, em virtude da morte do seu filho ao nascer, lhe oculta o fato e adota um recém-nascido de origem desconhecida. Mortes misteriosas começam a cercar a família do homem, que sem saber, pode estar criando o anticristo em pessoa.

O filho do ator Gregory Peck se matou logo depois dele aceitar o papel, Peck fazia o pai do anticristo. Agora essa é de arrepiar: o produtor John Richardson sofreu um acidente de carro - até aí nada de anormal, acidentes de carro acontecem toda hora. Mas embora ele tenha sobrevivido, a sua acompanhante morreu decapitada assim como uma das personagens do filme. Liz Moore morreu a 66,6 milhas da cidade de Ommen (esqueci de dizer, mas o título original do filme é The Omen. E aí, arrepiou?).

E cheguei em minha lenda predileta: A Maldição de Superman. São mais de cinco filmes ou seriados diferentes – contando a série para o cinema nos anos de 1950 – e mais de seis atores interpretando o Homem de Aço. George Reeves, que fez o papel na televisão, morreu com um tiro na cabeça em circunstâncias misteriosas. Anos depois Christopher Reeve, fez quatro filmes como Superman antes de um acidente o deixar paralisado do pescoço para baixo, Reeve morreu aos 52 anos.

Vou guardar outras lendas e maldições do cinema para um próximo post!

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Sempre gostei de saber dos bastidores do cinema... principalmente dos filmes de terror... mas acho que poltergeist é imbatível nos fatos e mitos que os cercam! No próximo post vou ficar esperando a história do Corvo e da dinastia Lee... muito sinistro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As lendas em torno dos Lee são surpreendentes. E eu também sempre fui curiosa sobre os bastidores, mas nunca pensei que tantos filmes tivessem tantas lendas. Agora, por que será que comédias românticas quase não apresentam isso? Exceção? Antes do Amanhecer, Antes do Pôr-do-Sol e Antes da Meia Noite, que são escritos no mesmo período de tempo, produzidos pelo mesmo grupo e todos são filmados com o mesmo intervalo de tempo. Mas é só uma curiosidade, não uma lenda ou mito...

      Excluir