Leituras da Mari: A Escolha


Título no Brasil: A Escolha
Título Original: The One
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 352


Sinopse do Skoob: A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois que a última página for virada.

E chegamos ao final da trilogia (veja a resenha dos livros anteriores AQUI)! Bem, na verdade ainda temos A Rainha e mais um livro falando sobre a filha de America para terminar, mas ambos são livros "extras" já que a trilogia oficialmente terminaria com A Escolha.

Preciso confessar que gostei dela, mas não consegui ver realmente como uma distomia - como era o plano da autora - e sim uma mistura de romance com fantasia que nos permite relaxar, viajar e ainda assim aprender um pouquinho. Se eu, "macaca velha", com mais de 30 na carteira de identidade, consegui tirar algum proveito das lições do livro, fico pensando no que ele não pode fazer pelo jovem... Basta ler com atenção galera, tem coisa boa ali pelo meio.


Antes de falar do livro em si, entretanto, preciso pedir desculpas a vocês pois essa resenha ficará muito vaga e não falarei nem um décimo do que gostaria. Isso ocorrerá simplesmente porque praticamente tudo desse livro pode ser encarado como spoiler. Tendo dito isso, vamos ao que importa: a resenha.

A Escolha nos mostra o "final" dessa longa jornada e é neste livro que iremos descobrir, afinal de contas, com quem é que America irá ficar. 

"Eu o amava.

Era incapaz de apontar precisamente o motivo de tanta certeza, mas soube na hora, com a mesma certeza que sabia meu nome ou a cor do céu ou qualquer coisa escrita em um livro."
Os conflitos se intensificam, os rebeldes ficam mais violentos e parecem estar infiltrados em todas as partes de Ileia. A história fica ainda mais intrincada e, pela primeira vez, America precisará realmente lutar pelo Príncipe caso queira terminar com ele. Isso porque após aquele "barraco" que ela aprontou no Jornal Oficial a confiança do rapaz nela ficou bastante abalada.

Rei Clarkson continua detestando América e tentando eliminá-la a qualquer custo, mas a menina passa a contar com dois apoios inusitados e muito bons, além do apoio do povo que ela já começava a ter há um tempo ganhou também o de um governo com quem o Rei quer fazer negócio e o .... Não posso contar, pode ser spoiler (tá vendo como é difícil!?)

América finalmente toma sua decisão, como todos sabíamos que seria já que esse era o último livro e, com a decisão tomada seu conflito passa a ser outro: "como contar para o 'pretendente descartado' que não será ele o 'escolhido' ?". Gostei dessa parte pois já estava de saco cheio da indecisão dela. Infelizmente a parte de fazer primeiro e pensar depois não mudou e, com isso, ela continuou metendo os pés pelas mãos até praticamente o final - talvez até depois disso!

O lado positivo é que tudo isso é entremeado por muita ação e declarações de amor dignas de suspiros por qualquer romântica assumida! Veja um exemplo:
"Você não é o mundo, mas é tudo o que torna o mundo bom. Sem você minha vida ainda existiria, mas só."
Nesse livro tive algumas surpresas. A primeira foram os rebeldes. Pensei em várias coisas, mas não pensei naquilo. A Segunda foram as próprias selecionadas... Dá pra acreditar que acabei a série gostando de Celeste!? Como? Só você lendo para conseguir descobrir o porquê de eu ter mudado de ideia, mas acredito que tenha acontecido também com muitas outras fãs além de mim.

A terceira e, talvez, a mais forte de todas, foi com relação à rainha. Meu coração doeu ao ler aquela cena... Logo ela, tão amável com todas as selecionadas, tão íntegra, tão delicada, tão mãe... Eu realmente não esperava por aquilo, mesmo, mas entendo. Ou talvez não.

É claro que o livro apresenta muitas falhas, lacunas e mais lacunas são deixadas abertas e alguns detalhes nem ao menos sentido fazem direito. Contudo, se você chegou até aqui gostando do livro, nada disso vai interferir de verdade na sua apreciação de fã.

Bem, é isso. Eu queria muito, muito mesmo, ter contado mais, só que seu eu fizesse isso a história perderia a graça para você, leitor. Então isso foi o que deu pra fazer, espero que tenha ficado bom.rs

Partindo agora para ler o POV A Rainha... me aguardem! rs


Comente com o Facebook:

10 comentários:

  1. Bom, lá vou eu falar que eu amei esse livro... Adorei o final, e também fiquei com o coração apertado pelo ocorrido com a rainha e surpresa pelos rebeldes.

    Preciso muito ler os livros extras, pra ter mais um pouquinho dessa história!

    Beijos, adorei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, não vou mentir... O extra da Rainha teve um início muito difícil pra mim. Ter que torcer pelo Rei é um pouco... Bem... Teremos resenha semana que vem. Kkkk

      Que bom que gostou da leitura! Espero que goste igualmente dos outros.

      Excluir
  2. Vou logo confessar que estava ansiosa por essa resenha! Tenho muitos comentários a fazer... MUITOS! Mas como Mari não quis estragar a surpresa do livro para os leitores eu te irei preservar (um pouco) quem ainda vai ler. Caso você não tenha lido ainda pare de ler meu comentário pois pode ser que me empolgue! Kkkkkkkkk
    primeiro mais uma vez muito obrigada Mari pela dica... fazia tempo que não lia uma série que eu gostava tanto. Quanto ao livro graças a deus ela acabou com quem eu torcia. Estava nervosa! E o que foram aquelas cartas de amor que ele deu para ela????? Owwwwwww... Se ali alguém torcia contra não tinha como não torcer a favor. Foi lindo! Foi tudo!
    Eu tb não acredito que gostei de Celeste! No fim achei ela a mais autêntica e até um pouco verdadeira. Nunca escondeu quem era e o que queria. Realmente foi uma reviravolta.
    Eu confesso que já li o livro da rainha. E me surpreendi com a rei. Por ter aquele comportamento no futuro com o filho. E tb medecepcionei um pouco com a rainha por ser tão cega pelo rei. É isso. Eu gostei demais demais de todos. Estou ansiosa para ler a herdeira. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreza, é uma série encantadora néé? eu amei demais, super delícia de ler :D

      Excluir
    2. Andrezza, vamos entender melhor a Rainha no conto dela. Passei até a aceitar mais sua cegueira seletiva.rs

      As cartas foram realmente ótimas! Mas o que mais gostei foi que nesse livro os dois tinham mais atitude, faziam e falavam o que bem entendiam e tal.

      Fico muito feliz por você ter gostado tanto da obra. E que venha o último livro!

      Excluir
    3. Bruna, verdade! Uma delícia para relaxar, ainda mais quando vem pós algum livro pesado. É quase como um fôlego novo.

      Excluir
  3. Eu amei a trilogia. Odiei o rei, tive pena da rainha, me apaixonei mais por maxon e que guarda maravilhoso rsrsrs.
    Os rebeldes foram uma surpresa boa. Celeste também me surpreendeu. Lições de amor, amizade e confiança me fez gostar ainda mais do livro. Minha trilogia preferida sem dúvida <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa mesmo! Você conseguiu resumir bem a essência dela, poderia fazer resenhas!rss

      O Rei também me irritou muito e a rainha, eu simplesmente não a compreendia direito, embora a amasse, até ter lido A Rainha (pov).

      Celeste foi minha maior surpresa nesse processo da seleção, definitivamente a candidata mais interessante!

      Excluir
    2. Quem sabe um dia Mari eu faça uma resenha rsrsrsrs sqn.Prefiro mil vezes ler as que vcs escrevem rsrsrs vcs são nota mil. bjus

      Excluir
    3. Kkkkkk rindo muito contigo. Comédia, você. Kkkk

      Excluir