Resenha: Desejo de Vingança



Título no Brasil: Desejo de Vingança
Título Original: ----
Autor(a) Nacional: LS Morgan
Editora: Independente
Ano: 2015
Página: 277



Sinopse do wattpad: Alex Hazel é um empresário bem sucedido no mundo de negócios em que ele custou a entrar. Abandonado pela mulher que amava e traído por quem confiava ele moldou seu destino com um único desejo: o de vingança. Mas conseguirá ele cumprir com seus planos quando o destino lhe prega a peça de trazer de volta aquela que roubara seu coração? Dividido entre o ódio, rancor e o amor ele terá que descobrir como lidar com o conflito de emoções. ATENÇÃO! Este livro não é hot, mas contém cenas sensuais e referências à sexo, linguagem adulta e conteúdo não indicado para menores de 16 anos.


Antes que vocês surtem, quero deixar uma coisa muito clara... O livro é bom, tem zilhões de leituras no wattpad, muitas e muitas fãs, uma autora simpática e que sempre tenta responder os comentários que recebe. Só por isso eu já queria dar 4, mas.... eu é que sou chata pra caramba com as minhas leituras! Assumo, sem nenhuma vergonha disso, sou exigente mesmo. Por mim, eu daria 3.5... mas como essa classificação não existe.... 

Bem, vamos deixar de enrolação e conhecer, agora, essa história que tem arrebatado milhares de leitores!?
Desejo de vingança conta a história do casal Alex e Lara. Eles haviam se conhecido há muitos e muitos anos atrás... Ela, a filha do patrão; ele, o motorista, filha da empregada. Ela, romântica e inocente; ele, mulherengo e experiente. O romance entre os dois era improvável e, definitivamente, não desejado por Ferrero, o pai da moça (mesmo que Alex considere Ferrero um homem muito "humano"); mas acaba acontecendo, escondido, e sendo lindo... Até que tudo dá errado. Alex passa a ter tanto ódio de Ferrero que tudo em que consegue pensar é vingança. Enquanto isso Lara passa a ter ódio de Alex, considerando ele o pior homem da face da terra.

Como tudo dá errado é um dos mistérios do livro, então não vou contar pra vocês. Mas é bem interessante a forma que a autora elaborou para amarrar a situação. Nenhuma, absolutamente nenhuma, ponta ficou solta. Isso é, inclusive, algo que gostei muito na história, a ausência de pontas soltas (a única existente é a que dá margem para que ela possa fazer o segundo livro).

Ferrero é o nosso vilão, como vocês devem ter percebido. E ele é um vilão mesmo, com tudo de ruim que uma pessoa possa ter... é mesquinho, prepotente, ofensivo, mandão... Se acha dono da verdade, de todo o saber e acredita que está acima do bem e do mal. É um personagem muito bem construído e a autora está de parabéns nesse aspecto.

Muitos anos se passam até que Alex, que havia fugido do Brasil, retorna. Ele precisa de uma nova secretária e, sem querer, que acaba sendo contratada para o cargo? Sim, na mais nada menos do que nossa querida Lara. É claro que quando Lara se candidata ao cargo ela não sabe que o Alex dono da empresa é o mesmo Alex de seu passado pois ele mudou de sobrenome quando estava no exterior. Também posso assegurar que o momento em que eles descobrem isso é, no mínimo, bastante interessante.

É a partir daí que nossa história realmente começa.


Então eles se amaram, na ânsia de dois corpos que se procuravam por uma eternidade, no desejo de duas almas feridas mas que se reconheciam como semelhantes, na junção de duas pessoas que desde sempre se pertenciam.

Ao longo das páginas, Alex e Lara terão a ajuda de Patrícia, Magali e Marcos.

Os personagens "secundários": 

Patrícia e Magali são minhas personagens favoritas do livro inteiro. Patrícia é a melhor amiga de Lara, tem uma personalidade forte e uma tiradas de gênio. Engraçadíssima, decidida e cheia de segredos (não vejo a hora de ter o livro dela, preciso dele, sério!). Magali é a secretária de Alex, que age mais como se fosse mãe dele; é uma senhora super fofa e sagaz, inteligentíssima e eu super queria trazê-la para a minha casa.

Marcos... bem, não posso falar muito sobre ele para não estragar as surpresas. Mas posso dizer que sua força e inteligência também me cativaram em questão de linhas.

Basicamente, os personagens secundários são PERFEITOS! 

Mas Mari, porque você deu 03 então!? Se a trama é bem amarrada, se o português não está sendo assassinado - pelo contrário, está gramaticalmente correto -, se até os personagens secundários são bons!? 

Eu respondo... é que eu não suporto órgãos reprodutores masculinos mágicos! Essa coisa de mocinha que não consegue nem pensar quando aquilo que tem entre as pernas começa a piscar me dá nos nervos. Odiei Lara, com todas as minhas forças por este motivo. kkkkk Mas odiei tanto que em uma cena do livro cheguei ao cúmulo de concordar com Ferrero quando ele afirmava que o relacionamento que ela e Alex haviam tido era puramente carnal, que os dois não se conheciam de verdade por não conversarem. E acreditem, ninguém, em sã consciência, gostaria de concordar com um lixo humano como é Ferrero. 

Mas nesse ponto o bandido estava certo... os personagens principais não conversam de verdade e isso foi muito decepcionante para mim porque todos os outros personagens conversam, e muito! Não entendi porque justamente os principais não conversavam.

Em suma... Lara foi a culpada pela nota do livro não ter sido 04. Coisa feia, dona Lara!!!

Quer ler esse livro completo, então vá ao wattpad  ou no widbook ! Mas atenção, a cena extra está apenas no widbook, ao final do cap 41. E, pra ser sincera, a cena vale a pena... eu realmente queria saber o que ele tinha feito e, nossa, que criatividade!! Mas aviso, é proibida para menores de 18.




É isso gente, essa foi a resenha do wattpad de hoje.

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Marii, esse livro parece ser intrigante, daqueles que você não consegue parar de ler.. rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manda a ver Bruna! Cai dentro e depois vem contar pra gente o que achou!

      Excluir
  2. Mari,
    Quero muito ler esse livro, parece ser ótimo!!
    Indo para a lista :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daya, então manda a ver ! Leia, curta, divirta-se! =)

      Excluir
  3. Linda resenha. A Lara realmente consegue ser irritante as vezes, mas a compreensão da multiplicidade de personalidades do ser humano é que nos fazem aptos a aceitar o diferente. Nem tudo na vida é feito de semelhantes e enquanto algumas pessoas esbanjam simpatia, destreza, força outros são acometidos por medos, fogem das lutas, se escondem em conchas. Assim são os seres humanos, assim também podem ser os personagens. Pois, apesar do mundo literário ser possível fazer um mundo perfeito de pessoas perfeitas, penso que a utilização da caneta para tal fim é um desperdício de possibilidades. Possibilidades de expormos as falhas, fraquezas, erros humanos sob a pele de personagens de livro. Resta-nos refletir que é diante do fraco que valorizamos o forte, diante da fraqueza que sabemos o que é força, da antipatia que valorizamos a simpatia. A autora que vos escreve teve prazer em escrever um personagem tão complexo quanto a Lara para trazer das profundezas da alma do leitor sentimentos como raiva, compaixão, impaciência, tolerância... Tudo misturado mesmo. A ideia central é tirar o leitor da zona de conforto. Ler o livro e se envolver com ele, ainda que seja para xingar a mocinha que não leva o Protagonista tão a sério. Os sentimentos são levados a um jogo cruel de altos e baixos como uma montanha russa, pois se nos vemos impacientes com sua demora em contar seu segredo, ao sabermos pomo-nos a refletir se é qualquer pessoa que sofre o que ela sofreu que tem coragem de expor suas chagas aos quatro ventos, então nos acometemos de compaixão. Poi ali, após vermos toda a fraqueza dela e nos irritarmos com seu jeito, nos deparamos com uma alma marcada e no fim, uma pessoa que luta, ainda que em seu modo quieto e introspectivo, de superar todo trauma e seguir em frente. Essa é uma história para redenção. E cabe ao leitor se redimir de esteriótipos prontos para se deixar aceitar que todos somos feitos de força e também de fraqueza, cada um carrega qualidades valorosas mas também de pequenos "defeitos". O importante é que ao final do livro você percebe que não é só mais um "leitor neutro", que seja com raiva, amor, paixão, compaixão, medo, ansiedade, indignação... O sentimento e sensação que for, estará lá, presente em seu ser. E isso é bom. O livro finalmente alcançará seu propósito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LS, como você pode ver, pela resenha, gostei do livro. Mas Lara realmente me deu nos nervos.

      Entendo que o que ela passou a deixou fragilizada, entendo que ela fosse fraca pra algumas coisas e tudo isso super aceitei de bom grado. Se pensarmos bem, só o fato dela superar e aceitar algumas coisas já a tornam relativamente forte.

      O meu problema com ela foi "a coisa de ouro". Não resistir em nenhuma das vezes em que ele estalou os dedos foi muito irritante para mim como mulher, demonstrou desejo acima de neurônios e eu realmente me irrito com isso. kkkkkk Nesse sentido a fraqueza dela chegou a me dar vontade de esgana-la.

      Mas eu acho bom que alguns leitores amem a personagem e outros não. Afinal, se todos disseram que amaram, muitos estarão mentido porque não existe unanimidade em absolutamente nada nesse mudo (nem mesmo na morte, já que a bíblia diz que nos dias finais alguns serão arrebatados.rs).

      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha e entendo, perfeitamente, se desejo como autora de defender sua cria (Lara). rsssss

      Excluir
    2. ei! é minha cria não, tenho filha de 26 anos não.
      hahauhauhauhuahauha

      Excluir
    3. kkkkkkk Boa tentativa! Você é a autora, logo, ela é a sua cria. Você é co-responsável pela existência dessa personagem no mundo literário e na mente de seus leitores. Conforme-se! kkkkkk

      Excluir
  4. Amei o seu blog :D
    Se der, dá uma passadinha no meu blog, e se gostar, indica para as amigas :)
    http://www.isabellamorais.com/
    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Isabella, muito obrigada!

      Excluir
  5. Olá! Para quem gosta do gênero parece um prato cheio, mas que pena que vc não gostou tanto assim!
    Sou exatamente como vc: meio chata em relação aos livros que leio, e bem exigente, e tbm não gosto de personagens cheios de frescuras, fazer o que né! hahahah
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade não é que eu não tenha gostado tanto.... Eu não gostei dessa personagem específica, pelos motivos que expliquei. Como ela era a principal, acabei passando muita raiva ao longo do livro. Mas não larguei a leitura! Fui até o final, morrendo de curiosidade pra saber como a autora resolveria de vez a vida dos dois.rs

      Excluir
  6. Eiii! Adorei sua resenha! Estou ansiosa para iniciar a leitura do livro.

    Beijos,
    Vi. <3

    blogfloreando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir