Momento Cultura: MacBeth

Sinopse: O bravo general escocês Macbeth (Michael Fassbender) é tomado pela ambição quando três bruxas profetizam que ele será o novo rei. Sua mulher, Lady Macbeth (Marion Cotillard), o instiga a fazer de tudo para chegar até o trono, nem que para isso signifique derramar muito sangue nessa jornada. Macbeth é baseado na peça homônima de William Shakespeare
Estreia: 30/07/2015
Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-221172/

Sou simplesmente apaixonada por Shakespeare. Para mim o maior e melhor roteirista de cinema de todos os tempos. Claro, ele foi um ator, dramaturgo e poeta inglês que nasceu em 1564, alguns séculos antes do cinema ser inventado, mas quem é que está prestando atenção nisso, né?


William Shakespeare é considerado, até hoje, como o mais influente dramaturgo de todos os tempos. De todas as obras que escreveu, restam cerca de 38 peças e pouco mais de 100 sonetos. E quando digo que ele é o maior roteirista de todos os tempos é porque em qualquer filme é possível encontrar elementos shakespearianos: traição, inveja, morte, amor, loucura. 

Além das adaptações diretas de suas mais conhecidas obras (Romeu e Julieta, Muito Barulho por Nada, Othelo, Júlio César, Hamlet e Rei Lear) muitos filmes, peças e livros tomam suas ideias e cenas como base. Talvez porque Shakespeare usou temas universais.


Ah! Antes que você diga que odeia Shakespeare e que nunca viu nada, absolutamente nada baseado em suas peças: 10 Coisas que Odeio em Você (10 Things I Hate About You), é totalmente dele. Ela é o Cara (She's the Man) também. Rei Leão (The Lion King ) é Hamlet em desenho animado para crianças.

Agora que você se chocou sabendo que conhece mais de Shakespeare além de Romeu e Julieta (que tenho minhas reservas), vamos falar sobre Macbeth. Leu a sinopse ali em cima? Esqueça.

Na minha modesta e ignorante opinião (não entendo nada de Shakespeare, só amo ler sua obra), as melhores peças dele são subestimadas em favor de Romeu e Julieta, que é uma obra menor. Só é mais famosa.


Macbeth trata de ganância, ambição, traição e culpa. E o filme, além de ter grandes cenas de batalha, traz no elenco Michael Fassbender (ator teuto-irlandês mais conhecido por ter interpretado o Magneto em X-Men) e Marion Cotillard (de Piaf) que simplesmente nasceram para os papéis de Lord e Lady McBeth.


Querem um conselho? Larguem tudo que estão fazendo, agora mesmo, quer dizer, depois que terminarem de ler o blog, não pensem duas vezes, e corram para o cinema mais próximo, no dia 30 de julho para se deleitarem com essa versão diferente, mas fantástica, de uma das melhores peças de Shakespeare com o lindo e talentoso do Michael Fassbender, acompanhado de um elenco espetacular.

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. To doida pra ver MacBeth, com o meu tudão Fassbender. E AMO 10 coisas que eu odeio em você!! Adorei a matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirela, concordo com você Fassbender é um TUDÃO mesmo. Além de lindo, o cara é ótimo ator. E ainda é gente boa. Para ser perfeito só falta ser meu marido! rsssrs

      Excluir
  2. Ai Michael Fassbender, meu amor!!!! **__** Esse homem é tudo, minha gente!!!!!! Com certeza vou ver esse filme, pois gosto muito da Marion também. Quanto a Shakespeare, Shakespeare é Shakespeare, né! Amo 10 coisas que odeio em vc, sou daquelas que pode passar um milhão de vezes na tv, que eu paro e vejo. XD
    Beijo, Bebel!
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bianca, obrigada pela visitinha. Eu sou apaixonada por Shakespeare, não chego aos pés da Bárbara Heliodora, maior especialista no país, mas acho o cara o maior escritor de todos os tempos. Menos quando se arrisca em romances... As comédias são fantásticas. Dá uma procurada no novo Romeu e Julieta, com o Douglas Booth como Romeu Montecchio e o Damian Lewis como o Lorde Capuleto. Não vou negar, é chato, mas as atuações estão lindas.

      Excluir
  3. Também amo MacBeth, ao lado de Rei Lear, é minha obra preferida de Shakespeare. Isso porque os personagens são bem humanos, pessoas que são enganadas, cometem erros e tem dúvidas, meu tipo preferido de personagem.

    Um detalhe, a novela "O Cravo e A Rosa" da Globo também é baseada n'A Megera Domada, o mesmo livro que inspirou 10 coisas que eu odeio em você - por isso que os protagonistas também se chamam Catarina (no filme é Cat) e Petruchio; e a novela "Porto dos Milagres" também é inspirada em MacBeth, basta ver como uma cigana profetiza que o personagem de Antônio Fagundes vai ser rei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandro, amo Othelo. o mouro de Veneza. Amor, paixão, desejo, traição, loucura. Ele é completo. Henrique, Ricardo, Júlio César também são peças interessantes. E Os Dois Cavaleiros de Verona. E enquanto algumas obras são livremente baseadas em criações de Shakespeare, outras você tem alguma dificuldade em identificar. Mas absolutamente todos os filmes, peças, novelas, contos, têm uma ou outra cena pensada antes por Shakespeare. Talvez porque a obra dele trata de homens com suas emoções, mas é possível encontrar citações a Shakespeare até mesmo em Pânico no Lago ou Os Mercenários.

      Excluir
  4. Uauuu, fiquei super curiosa pra assistir!! Adorei o post Bebel, você arrasa! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, que bom que captei mais uma fã para as obras de Shakespeare. Prepare-se, é mais pesado, denso e complexo que todas as temporadas de Games of Throne juntas. Ah!, tem mais mortes também. E mais loucura. Aliás, eu fico imaginando se William fosse um roteirista de seriados, uau, nunca mais sairia da frente da tevê.

      Excluir
  5. Amo os conceitos trabalhados nas obras de Shakespeare, mesmo nunca tendo pego um livro realmente dele para ler. Conheço versões cinematográficas, livros infantis, adaptações... Mas a obra que deu origem a tudo, nunca esteve em minhas mãos.

    Vi, praticamente, todos os filmes que você citou nesse post e outros mais, como Shakespeare Apaixonado e Cartas para Julieta. Li também adaptações literárias como Julieta Imortal e Romeu Imortal que, acredito, seriam capazes de fazer Shakespeare voltar do túmulo para bater no autor se isso fosse possível (o olha que eu achei o livro muito bom! Uma fofura! Super recomendo.rs.)

    Parabéns pelo post. Como sempre, muito bom!

    ResponderExcluir