Cantinho da Daya: Para Sempre Lara


Título: Para Sempre Lara
Páginas: 230
Autor(a): Malu Simões
Editora: The Books
Ano: 2017



Hoje vou trazer a resenha do livro Para Sempre Lara, da autora nacional Malu Simões. Vamos conhecer Lara, uma jovem que decide viajar com as suas duas melhores amigas para os Alpes Suíços e aproveitar para esquecer o término do namoro. 

A mãe de Lara sempre contava a lenda do Lago Blausee, uma história de amor de uma jovem que encontrou o seu príncipe encantado. Quem não sonha com um amor realizado, tipico desses de contos de fadas? Acho que todas as meninas eternamente apaixonadas, não é verdade?

Mesmo sofrendo com o término dolorido do seu relacionamento, Lara queria ser feliz no amor e poder viver uma paixão arrebatadora. A mãe de Lara sempre dizia que esse sofrimento todo, essa angustia, ia passar e que talvez a viagem pudesse ajudar.

Devaneios da Bel: Corpo Estranho



Título: Corpo Estranho
Título original: Foreign Body
Páginas: 464
Autor(a): Robin Cook
Tradução: Marcelo Barbão
Editora: Record
Ano: 2011
Gênero: Literatura Estrangeira, Ficção, Suspense

Sinopse Editora Record: Enquanto relaxa na sala de cirurgia de um centro médico em Los Angeles, a estudante de medicina Jennifer Hernandez assiste numa reportagem da CNN que sua avó morreu em um hospital de Nova Delhi, na Índia. Maria Hernandez, assim como um grande número de norte-americanos que não têm condições de pagar por uma cirurgia, tinha recorrido à medicina de um país do Terceiro Mundo, onde o custo é bem menor. Mas o que deveria ser um procedimento no quadril sem grandes complicações acabou se transformando em tragédia.Jennifer, que não sabia da viagem da avó, parte para a Índia em busca de respostas. Ao chegar lá, a estudante se depara com outros casos de estrangeiros que morreram após passarem por cirurgia. A jovem, então, começa a exigir mais informações, o que a coloca em grande perigo.Como se não bastasse, a administração do hospital pressiona as famílias das vítimas para que os corpos sejam cremados depressa. A jovem consegue contato com os familiares das outras vítimas para convencê-los a pedir autópsia, que raramente é autorizada na Índia. Mas parece que ninguém está disposto a ajudá-los.Suspeitando de que há algo misterioso, Jennifer busca a ajuda de sua mentora, a médica-legista Laurie Montgomery. Laurie e o marido, o também legista Jack Stapleton, embarcam para Nova Delhi, onde descobrem uma perigosa conspiração que pretende desmoralizar o “turismo médico” na Índia, independentemente de quantas vidas possa custar.

Robert Brian "Robin" Cook é um médico e escritor norte-americano e pode ser considerado o criador do subgênero literário: Suspense Médico. Seus livros sempre envolvem pesquisadores, doenças, médicos – éticos e não éticos – seres humanos falhos e doentes, muitos doentes.

Em Corpo Estranho temos uma crítica à sociedade, que começou a recorrer a viagens internacionais para conseguir tratamentos médicos mais baratos e nem sempre aceitos pelos órgãos responsáveis pela avaliação e liberação de métodos e medicamentos em seus países de origem. Essas viagens ficaram conhecidas como Turismo Médico e eram – ou ainda são – reais.

É notável a mudança na escrita de Cook, se em Coma temos um “horror médico” aqui temos mais suspense e menos horror. Apesar de fã do autor, senti falta de uma pesquisa mais acurada, de um melhor conhecimento das cidades citadas. A visão do autor sobre a Índia é quase tão superficial quanto se ele tivesse tido a ideia assistindo novelas brasileiras.

Pitacos do Marcola: A difícil vida de um leitor solitário




Uns dias atrás, em uma das viagens que faço para chegar ao trabalho, escutava um programa de rádio que trata dos problemas da minha cidade e região. Mesmo discordando de algumas colocações dos radialistas, admiro a luta deles. Foi um comentário infeliz, o gatilho para a ideia deste texto. Querendo falar em um caso complicado e que está demorando a se desenrolar, um dos apresentadores esbravejou: “Isso vai dar um livro, um livro tão longo quanto “Crime e Castigo”, do Tolstói.”

Sou capaz de imaginar você sentido a mesma dor que meu ouvido experimentou. Claro que ninguém tem obrigação de saber que a citada obra nem é tão grande assim e que seu autor é o bom e velho Dostô. Isso me fez ter uma série de divagações que ocuparam minha mente durante todo o resto da viagem.

Como nosso país carece de mais pessoas lendo! Como é solitária a vida de um leitor assíduo brasileiro. Sou leitor de uma época em que a internet engatinhava; mas  até mesmo com os milhões de blogs, canais de Youtube e grupos de Whatsapp voltados para os livros, ainda é muito difícil encontrar pessoas que curtam ler e o façam assiduamente. Isso, claro, para um mero dentista, sem um emprego no meio literário. Pense leitor, e conte quantos amigos, da vida real, virtual não vale, você tem com os mesmos hábitos de leitura? Alguma vez as pessoas já estranharam a sua rotina literaria? “Nossa, como você lê bastante!”, quando na verdade deveriam estranhar a própria falta de leitura?

Cantinho da Daya: Amor, Opressão e Liberdade - Ricardo de Moura Faria


Título: Amor, Opressão e Liberdade
Páginas: 272
Autor(a): Ricardo de Moura Faria
Editora: Letramento
Ano: 2018

Oi, pessoal!





Amor, Opressão e Liberdade é a continuação do livro O Amor nos Tempos do AI-5 (leia a resenha aqui). ESSA RESENHA APRESENTA SPOILET SOBRE O LIVRO ANTERIOR.

Eu tinha colocado na resenha do livro anterior que não tinha gostado da traição do marido, mas depois entendi que não foi uma traição e sim um casamento aberto. O marido contou para a esposa a sua vontade de se relacionar com outra pessoa e ela aceitou que ele mantivesse um relacionamento fora do casamento... Ele ainda a incentivou a fazer o mesmo! Eu não sou muito adepta a essas liberdades, mas quem quer seguir assim e aceita, então seja feliz!! 


O primeiro livro termina com uma tragédia para a família e agora vamos acompanhar a vida de Celina e os seus dois filhos. O começo da história me deixou um pouco abalada, porque passei por algumas situações parecidas e me fez lembrar um pouco do ocorrido. Mesmo assim continuei a leitura e queria saber como Celina lidaria com todos esses acontecimentos. Quem sabe tiraria algum aprendizado?

Devaneios da Bel: Wait for Me (Against All Odds #1) — Elisabeth Naughton




Título: Wait for Me (Against All Odds #1)
Título original: Wait for Me (Against All Odds #1)
Páginas: 266
Autor(a): Elisabeth Naughton
Tradução: Não há
Editora: Independente
Ano: 2011
Gênero: Romance, Literatura Estrangeira


Sinopse Goodreads (em tradução livre): Um finalista do “2012 Readers 'Choice Awards em Suspense Romântico”!
 Uma mulher sem um passado ... Depois de um trágico acidente que a deixou sem memória, Kate Alexander lutou para se encaixar com um marido e um mundo que não parecia certo. Ela não tem motivos para questionar o que amigos e familiares lhe disseram, não até que seu marido morra de repente e ela encontre uma foto de uma menina em seu escritório. Uma garota que não pode ser mais que uma filha que Kate não sabia que tinha.
 Um homem desesperado por uma razão para viver ... Ryan Harrison perdeu sua esposa em um acidente de avião há cinco anos. Para lidar com a dor da perda, dedicou-se ao trabalho e a criar a filha. Agora, um executivo farmacêutico bem-sucedido, Ryan tem tudo que um homem poderia querer - dinheiro, fama e poder -, mas desistiria de tudo num piscar de olhos por apenas mais um dia com a mulher que ele ainda ama.
 Duas vidas prestes a convergir. Como Kate começa a cavar um passado que ela não lembra, a evidência a leva a São Francisco e a coloca no caminho em direção a Ryan, um homem que vê nela a mulher que ele amava e perdeu. Kate sente uma empatia por Ryan, uma que ela não pode explicar, mas é esse sentimento suficiente para convencê-la é onde ela deveria estar? Enquanto Ryan e Kate procuram por respostas, eles descobrem mentiras há muito tempo enterradas, uma paixão mais quente do que o esperado e um perigo que ameaça ... mesmo agora ... quando a segunda chance que ambos estão procurando finalmente está ao nosso alcance.

Não conhecia a autora, não sabia nada sobre ela, mas suspense romântico é minha predileção na hora da leitura e quando vi que era uma das finalistas do prêmio Goodreads me animei, e assumo que não me arrependi da escolha.

O livro começa com a história de Kate, uma mulher infeliz, que luta contra um sentimento de inadequação e contras as sequelas de um grave acidente automobilístico que provocou a perda de memória. Tudo ou quase tudo de antes do acidente não é muito claro para ela. Todas as suas recordações são o que seu marido contou. Jake não é o marido perfeito, ficamos sabendo disso pelas palavras de Kate, que conta como é não ter amor, atenção e família.

Então o avião em que Jake estava cai e não há sobreviventes. Kate precisa organizar a vida, as contas, a casa, mas como se ela é uma incapaz que dependia de Jake até para escolher as roupas ou escolher o que comer?

Cantinho da Daya: Amantes por acaso - Grazi Fontes


Título: Amantes por acaso
Páginas: 201
Autor(a): Grazi Fontes
Editora: The Books
Ano: 2017


Oi, pessoal!!

Hoje vou trazer a resenha do livro Amantes por acaso, da autora nacional Grazi Fontes.

Júlia, na adolescência, nutria uma paixão por seu colega de escola, Leo; mas ele não dava bola pra ela. Agora ela aparece adulta, linda, e Leo acha que pode fazê-la voltar a ter o interesse do passado e reconquistar aquela menina que ele um dia desdenhou. Júlia, mesmo sem interesse na sua paixão de infância, resolve aceitar o convite para ir ao bar encontrar com Leo e alguns amigos em comum (Na falta de coisa melhor pra fazer, bora sair com um cara que não interessa mesmo...). 

Chegando no local do encontro, Júlia conhece o melhor amigo de Leo, um homem muito bonito, que chama a sua atenção pelo resto da noite, não dando nenhuma chance para as investidas do seu amor do passado. Não dá para mentir que nessa parte a gente até sente um quê de orgulho, no sentido “toma! Não me quis naquela época? Agora sou eu que não te quero”.